Fechar
Publicidade

Domingo, 28 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Marinha envia 40 respiradores de baixo custo para Manaus, foco de covid-19



16/01/2021 | 10:45


Em meio ao caos na saúde pública do Estado do Amazonas, a Marinha brasileira anunciou na sexta-feira (15) o envio de 40 respiradores para Manaus. Os equipamentos são do tipo Inspire - respirador de baixo custo desenvolvido por meio de parceria entre o Centro Tecnológico da Marinha de São Paulo e a Universidade de São Paulo (USP).

Em nota, a Marinha informou que os respiradores ficarão armazenados em seu Centro de Intendência, para apoiar o atendimento na área de saúde no Estado.

Como informou o Estadão neste sábado (16), pelo menos desde o dia 23 de novembro a Secretaria de Saúde do Amazonas sabia que a quantidade de oxigênio medicinal disponível seria insuficiente para atender a alta demanda provocada pela pandemia de covid-19. Nesta semana, o estoque de oxigênio chegou a acabar nos hospitais de Manaus e pacientes morreram asfixiados, conforme relatos de profissionais da área médica.

Na noite de sexta-feira, as Forças Armadas transferiram 12 pacientes de Manaus para São Luís-MA. Além disso, foi realizado transporte de cinco reservatórios de oxigênio líquido de Guarulhos-SP para Manaus.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Marinha envia 40 respiradores de baixo custo para Manaus, foco de covid-19


16/01/2021 | 10:45


Em meio ao caos na saúde pública do Estado do Amazonas, a Marinha brasileira anunciou na sexta-feira (15) o envio de 40 respiradores para Manaus. Os equipamentos são do tipo Inspire - respirador de baixo custo desenvolvido por meio de parceria entre o Centro Tecnológico da Marinha de São Paulo e a Universidade de São Paulo (USP).

Em nota, a Marinha informou que os respiradores ficarão armazenados em seu Centro de Intendência, para apoiar o atendimento na área de saúde no Estado.

Como informou o Estadão neste sábado (16), pelo menos desde o dia 23 de novembro a Secretaria de Saúde do Amazonas sabia que a quantidade de oxigênio medicinal disponível seria insuficiente para atender a alta demanda provocada pela pandemia de covid-19. Nesta semana, o estoque de oxigênio chegou a acabar nos hospitais de Manaus e pacientes morreram asfixiados, conforme relatos de profissionais da área médica.

Na noite de sexta-feira, as Forças Armadas transferiram 12 pacientes de Manaus para São Luís-MA. Além disso, foi realizado transporte de cinco reservatórios de oxigênio líquido de Guarulhos-SP para Manaus.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;