Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 21 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Ministros de partido governista renunciam e deflagram crise política na Itália



13/01/2021 | 15:04


O líder do partido Italia Viva, Matteo Renzi, anunciou nesta quarta-feira, 13, a renúncia de todos os ministros da legenda do gabinete do primeiro-ministro Giuseppe Conte. A decisão inviabiliza a coalizão governista liderada pelo partido Movimento 5 Estrelas e deve forçar o premiê a buscar um novo parceiro para formar a maioria no Parlamento ou convocar eleições antecipadas.

Em entrevista coletiva, Renzi acusou Conte de concentrar poder. "Essa crise já estava aberta há meses, nós precisamos respeitar as regras democráticas: estamos aqui para resolver problemas, não em um reality show", criticou.

O impasse atual é resultado das insatisfações de Renzi quanto ao projeto do governo que mobiliza os recursos alocados pela União Europeia no âmbito do Fundo de Recuperação.

O político tem pressionado por mais verbas para os setores de educação, cultura e saúde. "É irresponsável não pegar o dinheiro por razões ideológicas", pontuou.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Ministros de partido governista renunciam e deflagram crise política na Itália


13/01/2021 | 15:04


O líder do partido Italia Viva, Matteo Renzi, anunciou nesta quarta-feira, 13, a renúncia de todos os ministros da legenda do gabinete do primeiro-ministro Giuseppe Conte. A decisão inviabiliza a coalizão governista liderada pelo partido Movimento 5 Estrelas e deve forçar o premiê a buscar um novo parceiro para formar a maioria no Parlamento ou convocar eleições antecipadas.

Em entrevista coletiva, Renzi acusou Conte de concentrar poder. "Essa crise já estava aberta há meses, nós precisamos respeitar as regras democráticas: estamos aqui para resolver problemas, não em um reality show", criticou.

O impasse atual é resultado das insatisfações de Renzi quanto ao projeto do governo que mobiliza os recursos alocados pela União Europeia no âmbito do Fundo de Recuperação.

O político tem pressionado por mais verbas para os setores de educação, cultura e saúde. "É irresponsável não pegar o dinheiro por razões ideológicas", pontuou.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;