Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 19 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Evasão de pedágio ocasiona 131 multas por dia na região

Celso Luiz/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Segundo levantamento da Artesp, em 2020 foram 47.866 irregularidades nas praças que ficam no Grande ABC


Yasmin Assagra
Do Diário do Grande ABC

12/01/2021 | 00:01


Dados levantados pela Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo), a pedido do Diário, mostram que as praças de pedágio que ficam no Grande ABC – no km 150 na Rodovia Anchieta, km 160 na Rodovia dos Imigrantes, km 21 no Rodoanel Mário Covas e na SPA 086-21, no Complexo Viário Jacu-Pêssego – registraram 47.866 evasões, quando o motorista passa sem pagar a tarifa, no ano de 2020. Em média, foram 131 infrações por dia entre janeiro e dezembro.

Por mais que o número seja alto, as infrações diminuíram com relação ao mesmo período de 2019, quando foram registradas 61.849 ocorrências ou 169 irregularidades por dia. Uma das razões é a menor circulação de veículos durante a pandemia. Em 2018, de janeiro a dezembro, foram 43.563 evasões. De acordo com a Artesp, a fiscalização deste tipo de infração é realizada por autoridades de trânsito e por meio de dispositivos eletrônicos, como as câmeras de monitoramento.

Coordenador de tráfego da Ecovias, concessionária responsável pelo SAI (Sistema Anchieta-Imigrantes), Márcio Vono destaca que o trabalho precisa ser feito em parceria com a Polícia Rodoviária e que a atenção redobra nas duas principais praças de pedágio sentido Baixada Santista, tanto na Imigrantes como na Anchieta.
“Com as câmeras de monitoramento é possível identificar a placa do motorista e, caso tenha alguma obstrução de visualização, procuramos pela característica do veículo em câmeras de outros locais na estrada. Buscamos por algum adesivo ou até alguma batida, para identificarmos e acionarmos a Polícia Rodoviária”, comenta o coordenador.

Vono explica que as evasões são cometidas, principalmente, por veículos comerciais, como caminhões, e são mais frequentes no período noturno. Já em relação aos veículos de passeio, as irregularidades são registradas com mais frequência aos fins de semana e feriados prolongados. “As cabines onde acontecem muitas das evasões são as de passagens automáticas, que precisam da tag no carro para o sistema reconhecer a passagem e liberar a cancela. Em muitos casos percebemos que acontece de o motorista se distrair no pagamento ou algum erro de leitura mesmo. Em outros casos, o veículo espera e tenta passar grudado com outro carro parecendo ser um automóvel só”, ressalta Vono.

O especialista destaca que, além da multa de R$ 195,23 e cinco pontos na CNH (Carteira Nacional de Habilitação), os motoristas também se expõem. “O risco é grande, já que o caminhão que evade, geralmente, vem com velocidade acima do permitido da via (que é de 40 km/h no local) e não respeita a distância de 30 metros do veículo que está à frente. Se o veículo breca e o caminhão está acima da velocidade permitida, é inevitável um acidente grave”, avalia.

FISCALIZAÇÃO
De acordo com os dados fornecidos ao Diário pela Polícia Rodoviária, a queda significativa das evasões em 2020 aconteceu nos meses de pico dos casos da Covid-19, entre abril e setembro, o que explica também a drástica diminuição no número de multas aplicadas. Em 2020 foram 7.299 irregularidades contra 32.632 registros em 2019. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Evasão de pedágio ocasiona 131 multas por dia na região

Segundo levantamento da Artesp, em 2020 foram 47.866 irregularidades nas praças que ficam no Grande ABC

Yasmin Assagra
Do Diário do Grande ABC

12/01/2021 | 00:01


Dados levantados pela Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo), a pedido do Diário, mostram que as praças de pedágio que ficam no Grande ABC – no km 150 na Rodovia Anchieta, km 160 na Rodovia dos Imigrantes, km 21 no Rodoanel Mário Covas e na SPA 086-21, no Complexo Viário Jacu-Pêssego – registraram 47.866 evasões, quando o motorista passa sem pagar a tarifa, no ano de 2020. Em média, foram 131 infrações por dia entre janeiro e dezembro.

Por mais que o número seja alto, as infrações diminuíram com relação ao mesmo período de 2019, quando foram registradas 61.849 ocorrências ou 169 irregularidades por dia. Uma das razões é a menor circulação de veículos durante a pandemia. Em 2018, de janeiro a dezembro, foram 43.563 evasões. De acordo com a Artesp, a fiscalização deste tipo de infração é realizada por autoridades de trânsito e por meio de dispositivos eletrônicos, como as câmeras de monitoramento.

Coordenador de tráfego da Ecovias, concessionária responsável pelo SAI (Sistema Anchieta-Imigrantes), Márcio Vono destaca que o trabalho precisa ser feito em parceria com a Polícia Rodoviária e que a atenção redobra nas duas principais praças de pedágio sentido Baixada Santista, tanto na Imigrantes como na Anchieta.
“Com as câmeras de monitoramento é possível identificar a placa do motorista e, caso tenha alguma obstrução de visualização, procuramos pela característica do veículo em câmeras de outros locais na estrada. Buscamos por algum adesivo ou até alguma batida, para identificarmos e acionarmos a Polícia Rodoviária”, comenta o coordenador.

Vono explica que as evasões são cometidas, principalmente, por veículos comerciais, como caminhões, e são mais frequentes no período noturno. Já em relação aos veículos de passeio, as irregularidades são registradas com mais frequência aos fins de semana e feriados prolongados. “As cabines onde acontecem muitas das evasões são as de passagens automáticas, que precisam da tag no carro para o sistema reconhecer a passagem e liberar a cancela. Em muitos casos percebemos que acontece de o motorista se distrair no pagamento ou algum erro de leitura mesmo. Em outros casos, o veículo espera e tenta passar grudado com outro carro parecendo ser um automóvel só”, ressalta Vono.

O especialista destaca que, além da multa de R$ 195,23 e cinco pontos na CNH (Carteira Nacional de Habilitação), os motoristas também se expõem. “O risco é grande, já que o caminhão que evade, geralmente, vem com velocidade acima do permitido da via (que é de 40 km/h no local) e não respeita a distância de 30 metros do veículo que está à frente. Se o veículo breca e o caminhão está acima da velocidade permitida, é inevitável um acidente grave”, avalia.

FISCALIZAÇÃO
De acordo com os dados fornecidos ao Diário pela Polícia Rodoviária, a queda significativa das evasões em 2020 aconteceu nos meses de pico dos casos da Covid-19, entre abril e setembro, o que explica também a drástica diminuição no número de multas aplicadas. Em 2020 foram 7.299 irregularidades contra 32.632 registros em 2019. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;