Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 13 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Serginho Paulista diz ter driblado pandemia da Covid

Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Tratado como maior reforço do Santo André/Intelli para o ano, ala estava no futsal chinês


Dérek Bittencourt
Do Diário do Grande ABC

09/01/2021 | 00:01


O Santo André/Intelli apresentou na terça-feira seu grande reforço para a temporada 2021, na qual disputará a Liga Nacional de Futsal, caso do ala Serginho Paulista, 31 anos, que estava na China. Com experiência inclusive na Seleção Brasileira, o jogador espera poder ajudar o time andreense com sua principal característica, que é o drible, o qual brinca ter utilizado em 2020 para não ter sido infectado pela Covid-19.

Serginho revelou que, no começo do ano passado, viajou da China (país originário da doença) para o Brasil, regressando para a Ásia às vésperas do Carnaval. “Assim como dentro de quadra, consegui driblar a pandemia. Vim antes do Ano Novo chinês para o Brasil, que foi quando estourou a Covid na China. Fiquei até três dias antes do Carnaval aqui e regressei para lá – na ocasião até lamentei por não passar o feriado aqui. Mas depois de três dias que tinha voltado, fecharam as fronteiras da China, ninguém mais entrava lá, foi o tempo certinho e aí estourou a pandemia aqui no Brasil, o que aconteceu logo depois do Carnaval. Então acabei não tendo problema nenhum”, contou ele, que reiniciou os treinamentos e retomou a vida tomando todos os cuidados e seguindo os mais rigorosos protocolos.

O ala chega ao Santo André após oito temporadas no Exterior. Apesar de chegar de uma liga mais fraca, como a chinesa, disputou o campeonato espanhol há dois anos, competição a qual coloca entre as melhores do mundo. “Fazendo as coisas corretas, junto a grandes profissionais, acredito que não terei problemas de adaptação. Quem já fez, não esquece. Gosto de desafio e vou trabalhar muito para manter as características. Não só eu como todos têm ambição de ir bem na Liga Nacional e o conjunto vai fazer o Santo André/Intelli ficar muito forte”, concluiu o jogador.

PLANEJAMENTO
A chegada de Serginho faz parte da ambição do time em não decepcionar na Liga. “Não poderíamos entrar na competição de qualquer jeito, colocando desculpa de que é o primeiro ano. Sabemos o peso da camisa da nossa cidade e temos de fazer o máximo também fora de quadra. Vamos estar com time competitivo e para ganhar do Santo André vai ter de correr muito”, declarou o presidente do time, Rodolfo Guedes. “O primeiro objetivo é classificar entre para os play-offs.”

Xaropinho e Mancine renovam vínculos

Duas peças fundamentais desde o início do projeto do Santo André Futsal, Xaropinho e Mancine não vão mais ter que se dividir entre os treinos e jogos pela equipe andreense e seus empregos em uma metalúrgica de Diadema. Isso porque a diretoria da equipe conseguiu viabilizar para a dupla uma valorização para que ambos renovassem seus contratos e, a partir de agora, se dediquem somente ao esporte.<EM>

“Era minha prioridade. Mencionei para eles (Xaropinho e Mancine) que não seria igual sem eles. Foram atletas da várzea que acreditamos e deram super certo. Agora fica aquela expectativa sobre como vai ser com eles se doando apenas para jogar. É muito importante, eles são símbolos do projeto”, destacou o presidente Rodolfo Guedes.

De acordo com o mandatário, outros jogadores também tiveram vínculos estendidos e estão no planejamento do técnico Ivan Gomes para esta temporada pela identificação que criaram e, logicamente, por suas qualidade. “Não só eles (Xaropinho e Mancine) como o Ronaldinho, atleta do campo que veio e fizemos esforço danado porque Pato (Branco-PR, rival da Liga Nacional) queria levar ele de qualquer jeito, o Leandrinho, que veio e vestiu a camisa do clube, o Rizzi, moleque muito promissor e se sente bem aqui, com esses que estão chegando vai dar uma liga legal.”

Segundo Rodolfo Guedes, apesar dos reforços e renovações, o time ainda busca duas peças para fechar o elenco. “Estamos atrás de pelo menos mais dois jogadores: um ala-esquerdo e um goleiro”, determinou o mandatário, que admitiu dificuldade em encontrar, sobretudo, um arqueiro. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Serginho Paulista diz ter driblado pandemia da Covid

Tratado como maior reforço do Santo André/Intelli para o ano, ala estava no futsal chinês

Dérek Bittencourt
Do Diário do Grande ABC

09/01/2021 | 00:01


O Santo André/Intelli apresentou na terça-feira seu grande reforço para a temporada 2021, na qual disputará a Liga Nacional de Futsal, caso do ala Serginho Paulista, 31 anos, que estava na China. Com experiência inclusive na Seleção Brasileira, o jogador espera poder ajudar o time andreense com sua principal característica, que é o drible, o qual brinca ter utilizado em 2020 para não ter sido infectado pela Covid-19.

Serginho revelou que, no começo do ano passado, viajou da China (país originário da doença) para o Brasil, regressando para a Ásia às vésperas do Carnaval. “Assim como dentro de quadra, consegui driblar a pandemia. Vim antes do Ano Novo chinês para o Brasil, que foi quando estourou a Covid na China. Fiquei até três dias antes do Carnaval aqui e regressei para lá – na ocasião até lamentei por não passar o feriado aqui. Mas depois de três dias que tinha voltado, fecharam as fronteiras da China, ninguém mais entrava lá, foi o tempo certinho e aí estourou a pandemia aqui no Brasil, o que aconteceu logo depois do Carnaval. Então acabei não tendo problema nenhum”, contou ele, que reiniciou os treinamentos e retomou a vida tomando todos os cuidados e seguindo os mais rigorosos protocolos.

O ala chega ao Santo André após oito temporadas no Exterior. Apesar de chegar de uma liga mais fraca, como a chinesa, disputou o campeonato espanhol há dois anos, competição a qual coloca entre as melhores do mundo. “Fazendo as coisas corretas, junto a grandes profissionais, acredito que não terei problemas de adaptação. Quem já fez, não esquece. Gosto de desafio e vou trabalhar muito para manter as características. Não só eu como todos têm ambição de ir bem na Liga Nacional e o conjunto vai fazer o Santo André/Intelli ficar muito forte”, concluiu o jogador.

PLANEJAMENTO
A chegada de Serginho faz parte da ambição do time em não decepcionar na Liga. “Não poderíamos entrar na competição de qualquer jeito, colocando desculpa de que é o primeiro ano. Sabemos o peso da camisa da nossa cidade e temos de fazer o máximo também fora de quadra. Vamos estar com time competitivo e para ganhar do Santo André vai ter de correr muito”, declarou o presidente do time, Rodolfo Guedes. “O primeiro objetivo é classificar entre para os play-offs.”

Xaropinho e Mancine renovam vínculos

Duas peças fundamentais desde o início do projeto do Santo André Futsal, Xaropinho e Mancine não vão mais ter que se dividir entre os treinos e jogos pela equipe andreense e seus empregos em uma metalúrgica de Diadema. Isso porque a diretoria da equipe conseguiu viabilizar para a dupla uma valorização para que ambos renovassem seus contratos e, a partir de agora, se dediquem somente ao esporte.<EM>

“Era minha prioridade. Mencionei para eles (Xaropinho e Mancine) que não seria igual sem eles. Foram atletas da várzea que acreditamos e deram super certo. Agora fica aquela expectativa sobre como vai ser com eles se doando apenas para jogar. É muito importante, eles são símbolos do projeto”, destacou o presidente Rodolfo Guedes.

De acordo com o mandatário, outros jogadores também tiveram vínculos estendidos e estão no planejamento do técnico Ivan Gomes para esta temporada pela identificação que criaram e, logicamente, por suas qualidade. “Não só eles (Xaropinho e Mancine) como o Ronaldinho, atleta do campo que veio e fizemos esforço danado porque Pato (Branco-PR, rival da Liga Nacional) queria levar ele de qualquer jeito, o Leandrinho, que veio e vestiu a camisa do clube, o Rizzi, moleque muito promissor e se sente bem aqui, com esses que estão chegando vai dar uma liga legal.”

Segundo Rodolfo Guedes, apesar dos reforços e renovações, o time ainda busca duas peças para fechar o elenco. “Estamos atrás de pelo menos mais dois jogadores: um ala-esquerdo e um goleiro”, determinou o mandatário, que admitiu dificuldade em encontrar, sobretudo, um arqueiro. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;