Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 14 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Butantan: intervalo maior entre doses permite cobertura mais ampla em menos tempo



07/01/2021 | 14:24


O diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, disse considerar um intervalo maior entre aplicações das duas doses necessárias da vacina desenvolvida contra o novo coronavírus, a Coronavac, a fim de garantir que uma parcela maior da população no grupo de risco possa ser vacinada nos dias iniciais da campanha de imunização contra a covid-19.

Ao todo, existem 10,8 milhões de doses da vacina em solo brasileiro. Segundo o Plano Estadual de Imunização de São Paulo, seriam necessárias 9 milhões de doses para garantir a primeira dose da etapa inicial da fase de imunização, que inclui idosos com mais de 60 anos, indígenas, quilombolas e profissionais da saúde.

A aplicação da segunda dose seria realizada após um intervalo de 21 dias. Segundo Covas, o intervalo entre a aplicação das doses pode ser de 14 dias, dilatado até 28 dias.

Nos próximos dias, o instituto deve se reunir com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para solicitar o registro emergencial do imunizante.

Segundo informou Covas, o registro definitivo deve ser feito primeiro na China pela parceira do instituto no desenvolvimento da vacina, a farmacêutica Sinovac.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;