Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 16 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Eduardo quer renovar fórmula dos Tudo Azul

 Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Após assumir cadeira de vereador em S.Bernardo, filho de Juarez busca imprimir ritmo próprio


Daniel Tossato
Do Diário do Grande ABC

06/01/2021 | 00:01


Eleito terceiro suplente de vereador do PSDB de São Bernardo na eleição do dia 15 de novembro, o advogado Eduardo Ginez assumiu nesta semana a cadeira na casa depois que o prefeito Orlando Morando (PSDB) efetivou o convite a três parlamentares para compor seu secretariado. Eduardo, assim, manterá o legado dos Tudo Azul na casa, mas ele avisa que dará toque próprio ao modelo que teve início com seu avô e seguiu com seu pai.

Eduardo Tudo Azul é neto de José Tudo Azul, que esteve na casa por seis legislaturas, e filho de Juarez Tudo Azul (PSDB), que encerrou na quinta-feira seu quarto mandato – estava como presidente da Câmara.

Conforme o vereador, seu avô e seu pai vieram de “escola e mentalidade” diferentes. A ideia é modernizar a maneira de fazer política, mas sem se distanciar da herança dos Tudo Azul. “Quero manter a tradição da família e também renovar a maneira de fazer política. Sei da história que meu avô e que meu pai trouxeram à Câmara”, avaliou Eduardo, que obteve 2.460 votos.

O advogado se beneficiou das vagas que foram abertas na Câmara após Morando alçar os vereadores Pery Cartola (PSDB), Alex Mognon (PSDB) e Hiroyuki Minami (PSDB) para o primeiro escalão do governo. Mognon retorna à pasta de Esportes; Minami à de Desenvolvimento Econômico; e Pery comanda a pasta de Cidadania e Pessoa com Deficiência.

José Tudo Azul era muito conhecido pelo atendimento junto à comunidade carente de São Bernardo. Em época na qual as leis eram diferentes, costumava levar moradores, em vans, para atendimentos em unidades de saúde na região central da cidade. Morreu em 2003 e seu legado foi seguido por Juarez, que trouxe consigo modelo apaziguador e bem quisto pelos colegas.

DEMAIS SUPLENTES
Além de Eduardo Tudo Azul, o presidente da Câmara, Estevão Camolesi (PSDB), deu posse aos primeiro e segundo suplentes do PSDB. O primeiro foi Henrique Santos de Oliveira, conhecido como Henrique Kabeça (PSDB). O segundo é o veterano Ary de Oliveira (PSDB).

Kabeça, que integrava o grupo político do deputado federal Alex Manente (Cidadania) e concorreu pelo PSDB, tem trabalho ligado ao movimento social, já que atuou na gestão de uma ONG durante mais de dez anos.

A expectativa do vereador é a de se juntar à base aliada de Morando e “garantir” ao chefe do Executivo ambiente para aprovação de projetos. Ansioso para iniciar os trabalhos na casa, o vereador pegou as chaves de seu gabinete ontem na parte da tarde.

“Vou começar a planejar as coisas nesta semana. Peguei hoje (ontem) a chave do gabinete e agora vou começar a pensar como poderei ajudar o munícipe”, declarou Kabeça.

Na Câmara, Morando conseguiu ampliar base aliada, que agora conta com 24 dos 28 vereadores. A oposição, reunida apenas na bancada petista, mantém quatro nomes.

Ary volta ao Legislativo novamente depois de Morando convocar vereadores ao Executivo, como aconteceu em 2017. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Eduardo quer renovar fórmula dos Tudo Azul

Após assumir cadeira de vereador em S.Bernardo, filho de Juarez busca imprimir ritmo próprio

Daniel Tossato
Do Diário do Grande ABC

06/01/2021 | 00:01


Eleito terceiro suplente de vereador do PSDB de São Bernardo na eleição do dia 15 de novembro, o advogado Eduardo Ginez assumiu nesta semana a cadeira na casa depois que o prefeito Orlando Morando (PSDB) efetivou o convite a três parlamentares para compor seu secretariado. Eduardo, assim, manterá o legado dos Tudo Azul na casa, mas ele avisa que dará toque próprio ao modelo que teve início com seu avô e seguiu com seu pai.

Eduardo Tudo Azul é neto de José Tudo Azul, que esteve na casa por seis legislaturas, e filho de Juarez Tudo Azul (PSDB), que encerrou na quinta-feira seu quarto mandato – estava como presidente da Câmara.

Conforme o vereador, seu avô e seu pai vieram de “escola e mentalidade” diferentes. A ideia é modernizar a maneira de fazer política, mas sem se distanciar da herança dos Tudo Azul. “Quero manter a tradição da família e também renovar a maneira de fazer política. Sei da história que meu avô e que meu pai trouxeram à Câmara”, avaliou Eduardo, que obteve 2.460 votos.

O advogado se beneficiou das vagas que foram abertas na Câmara após Morando alçar os vereadores Pery Cartola (PSDB), Alex Mognon (PSDB) e Hiroyuki Minami (PSDB) para o primeiro escalão do governo. Mognon retorna à pasta de Esportes; Minami à de Desenvolvimento Econômico; e Pery comanda a pasta de Cidadania e Pessoa com Deficiência.

José Tudo Azul era muito conhecido pelo atendimento junto à comunidade carente de São Bernardo. Em época na qual as leis eram diferentes, costumava levar moradores, em vans, para atendimentos em unidades de saúde na região central da cidade. Morreu em 2003 e seu legado foi seguido por Juarez, que trouxe consigo modelo apaziguador e bem quisto pelos colegas.

DEMAIS SUPLENTES
Além de Eduardo Tudo Azul, o presidente da Câmara, Estevão Camolesi (PSDB), deu posse aos primeiro e segundo suplentes do PSDB. O primeiro foi Henrique Santos de Oliveira, conhecido como Henrique Kabeça (PSDB). O segundo é o veterano Ary de Oliveira (PSDB).

Kabeça, que integrava o grupo político do deputado federal Alex Manente (Cidadania) e concorreu pelo PSDB, tem trabalho ligado ao movimento social, já que atuou na gestão de uma ONG durante mais de dez anos.

A expectativa do vereador é a de se juntar à base aliada de Morando e “garantir” ao chefe do Executivo ambiente para aprovação de projetos. Ansioso para iniciar os trabalhos na casa, o vereador pegou as chaves de seu gabinete ontem na parte da tarde.

“Vou começar a planejar as coisas nesta semana. Peguei hoje (ontem) a chave do gabinete e agora vou começar a pensar como poderei ajudar o munícipe”, declarou Kabeça.

Na Câmara, Morando conseguiu ampliar base aliada, que agora conta com 24 dos 28 vereadores. A oposição, reunida apenas na bancada petista, mantém quatro nomes.

Ary volta ao Legislativo novamente depois de Morando convocar vereadores ao Executivo, como aconteceu em 2017. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;