Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 12 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Grande ABC realiza castração de 1.300 cães e gatos por mês

André Henriques/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Serviços gratuito é oferecido em clínicas e em unidades móveis


Yasmin Assagra
Diário do Grande ABC

01/01/2021 | 07:00


Quatro das sete cidades – Santo André, São Bernardo, Mauá e Ribeirão Pires – realizam aproximadamente 1.300 castrações em cães e gatos gratuitas por mês. Alguns dos municípios contam com unidades volantes de atendimentos, que são chamadas de Castramóvel.
 

Em Santo André, por exemplo, há atualmente cerca de 500 animais aguardando a castração. A cidade distribui os procedimentos de acordo com a proximidade das clínicas conveniadas e a residência dos tutores. Ao todo, são quatro estabelecimentos localizados nos bairros Campestre, Utinga, Homero Thon e Jardim Cristiane. Juntas, elas realizam 300 cirurgias por mês.
 

Houve aumento de pedidos a partir da divulgação de uso do Castramóvel, que começou a ser utilizado em agosto e já realizou mais de 150 castrações em bairros mais distantes do Centro, como Recreio da Borda do Campo e na vila de Paranapiacaba.
A fila de espera varia entre 20 e 30 dias e os tutores devem comparecer à gerência de controle de zoonoses, localizada na Rua Igarapava, 239, Valparaíso, de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 16h30, para solicitar o serviço.
 

Em São Bernardo, a média de atendimentos é de 400 operações, segundo a Prefeitura. Além de postos fixos, o município também conta com o Castramóvel, que percorre os bairros. O cadastro dos animais deve ser feito pelo e-mail controle.populacional@saobernardo.sp.gov.br. A cidade não informou a situação da fila de espera nem quanto tempo demora ser atendido.
 

São Caetano implantou em julho o Programa de Saúde e Bem-Estar Animal, com microchipagens em todos os cães e gatos que são castrados. A técnica é realizada mediante autorização dos proprietários e oferece um dispositivo – do tamanho de um grão de arroz – com informações sobre o bicho e também de seus proprietários. Com o dispositivo, os animais encontrados pelas ruas podem ser identificados em qualquer clínica por um aparelho que faz a leitura do chip.
 

No primeiro mês de atendimento, foram 140 castrações. Os interessados devem fazer um pré-cadastro pelo e-mail bemestaranimal@saocaetanodosul.sp.gov.br com nome, endereço, telefone, dados do animal (cão ou gato), idade, peso aproximado, sexo e raça.
 

Mauá começou a usar o Castramóvel em junho e realiza cerca de 100 castrações mensais. Em paralelo, por meio de convênio com clínicas veterinárias, promove mais 200 procedimentos. O munícipe deve solicitar a castração do seu pet por meio da UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Animal, na Rua Almirante Tamandaré, 191, na Vila Bocaina. O município também não informou o tempo de espera para atendimento dos pets.
 

Em Ribeirão Pires, atualmente, há 70 cães na fila de espera para castração gratuita. O cadastro para os procedimentos em 2020 foi aberto em 2019, com 1.200 vagas disponíveis e expectativa de 200 operações por mês. Com a chegada da pandemia, em março, esses serviços foram suspensos e retomados em outubro. As cirurgias são realizadas pelo CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) da cidade. A Prefeitura deve anunciar em breve a abertura de vagas para 2021.
<EM>Diadema não tem programa de castração ativo e Rio Grande da Serra não retornou o contato.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Grande ABC realiza castração de 1.300 cães e gatos por mês

Serviços gratuito é oferecido em clínicas e em unidades móveis

Yasmin Assagra
Diário do Grande ABC

01/01/2021 | 07:00


Quatro das sete cidades – Santo André, São Bernardo, Mauá e Ribeirão Pires – realizam aproximadamente 1.300 castrações em cães e gatos gratuitas por mês. Alguns dos municípios contam com unidades volantes de atendimentos, que são chamadas de Castramóvel.
 

Em Santo André, por exemplo, há atualmente cerca de 500 animais aguardando a castração. A cidade distribui os procedimentos de acordo com a proximidade das clínicas conveniadas e a residência dos tutores. Ao todo, são quatro estabelecimentos localizados nos bairros Campestre, Utinga, Homero Thon e Jardim Cristiane. Juntas, elas realizam 300 cirurgias por mês.
 

Houve aumento de pedidos a partir da divulgação de uso do Castramóvel, que começou a ser utilizado em agosto e já realizou mais de 150 castrações em bairros mais distantes do Centro, como Recreio da Borda do Campo e na vila de Paranapiacaba.
A fila de espera varia entre 20 e 30 dias e os tutores devem comparecer à gerência de controle de zoonoses, localizada na Rua Igarapava, 239, Valparaíso, de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 16h30, para solicitar o serviço.
 

Em São Bernardo, a média de atendimentos é de 400 operações, segundo a Prefeitura. Além de postos fixos, o município também conta com o Castramóvel, que percorre os bairros. O cadastro dos animais deve ser feito pelo e-mail controle.populacional@saobernardo.sp.gov.br. A cidade não informou a situação da fila de espera nem quanto tempo demora ser atendido.
 

São Caetano implantou em julho o Programa de Saúde e Bem-Estar Animal, com microchipagens em todos os cães e gatos que são castrados. A técnica é realizada mediante autorização dos proprietários e oferece um dispositivo – do tamanho de um grão de arroz – com informações sobre o bicho e também de seus proprietários. Com o dispositivo, os animais encontrados pelas ruas podem ser identificados em qualquer clínica por um aparelho que faz a leitura do chip.
 

No primeiro mês de atendimento, foram 140 castrações. Os interessados devem fazer um pré-cadastro pelo e-mail bemestaranimal@saocaetanodosul.sp.gov.br com nome, endereço, telefone, dados do animal (cão ou gato), idade, peso aproximado, sexo e raça.
 

Mauá começou a usar o Castramóvel em junho e realiza cerca de 100 castrações mensais. Em paralelo, por meio de convênio com clínicas veterinárias, promove mais 200 procedimentos. O munícipe deve solicitar a castração do seu pet por meio da UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Animal, na Rua Almirante Tamandaré, 191, na Vila Bocaina. O município também não informou o tempo de espera para atendimento dos pets.
 

Em Ribeirão Pires, atualmente, há 70 cães na fila de espera para castração gratuita. O cadastro para os procedimentos em 2020 foi aberto em 2019, com 1.200 vagas disponíveis e expectativa de 200 operações por mês. Com a chegada da pandemia, em março, esses serviços foram suspensos e retomados em outubro. As cirurgias são realizadas pelo CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) da cidade. A Prefeitura deve anunciar em breve a abertura de vagas para 2021.
<EM>Diadema não tem programa de castração ativo e Rio Grande da Serra não retornou o contato.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;