Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 19 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Jogadores ainda aguardam os pagamentos atrasados

Banco de dados Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Meia-atacante Rafinha, entretanto, dá voto de confiança ao presidente Nairo Ferreira


Dérek Bittencourt
Do Diário do Grande ABC

31/12/2020 | 00:01


Hoje é o último dia do ano e os jogadores do São Caetano que vestiram a camisa do clube na maior parte da temporada seguem sem receber seus salários e direitos. Mais do que isso, estão sem qualquer tipo de contato, esclarecimento ou promessa da diretoria, que não realizou nenhum pagamento neste segundo semestre e poucos nos primeiros seis meses – tanto é que grande parte do elenco (além de funcionários, integrantes da comissão técnica e outros profissionais) entrou com ação contra o clube, aumentando ainda mais a dívida azulina, que já ultrapassou os R$ 50 milhões.

Ainda assim, os jogadores dão voto de confiança ao presidente Nairo Ferreira de Souza. O meia-atacante Rafinha, por exemplo, está sem receber desde que chegou, há nove meses. Porém, acredita que tudo será resolvido pelo dirigente.

“A maioria dos jogadores entrou na Justiça, é muita gente precisando receber, passando necessidade, mas vou acreditar na palavra do presidente. Acredito que esteja arrumando um investidor, e que ele não é a pessoa ruim que falam. Quando as coisas estão boas, todo mundo está junto. Imagino que não esteja fácil para ele”, afirmou o jogador, um dos poucos a permanecer até o desfecho da Série D do Brasileiro. “Falei que iria até o fim, independentemente dos salários. Não ia abandonar o barco”, contou. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Jogadores ainda aguardam os pagamentos atrasados

Meia-atacante Rafinha, entretanto, dá voto de confiança ao presidente Nairo Ferreira

Dérek Bittencourt
Do Diário do Grande ABC

31/12/2020 | 00:01


Hoje é o último dia do ano e os jogadores do São Caetano que vestiram a camisa do clube na maior parte da temporada seguem sem receber seus salários e direitos. Mais do que isso, estão sem qualquer tipo de contato, esclarecimento ou promessa da diretoria, que não realizou nenhum pagamento neste segundo semestre e poucos nos primeiros seis meses – tanto é que grande parte do elenco (além de funcionários, integrantes da comissão técnica e outros profissionais) entrou com ação contra o clube, aumentando ainda mais a dívida azulina, que já ultrapassou os R$ 50 milhões.

Ainda assim, os jogadores dão voto de confiança ao presidente Nairo Ferreira de Souza. O meia-atacante Rafinha, por exemplo, está sem receber desde que chegou, há nove meses. Porém, acredita que tudo será resolvido pelo dirigente.

“A maioria dos jogadores entrou na Justiça, é muita gente precisando receber, passando necessidade, mas vou acreditar na palavra do presidente. Acredito que esteja arrumando um investidor, e que ele não é a pessoa ruim que falam. Quando as coisas estão boas, todo mundo está junto. Imagino que não esteja fácil para ele”, afirmou o jogador, um dos poucos a permanecer até o desfecho da Série D do Brasileiro. “Falei que iria até o fim, independentemente dos salários. Não ia abandonar o barco”, contou. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;