Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 27 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Cientistas descobrem dez planetas fora do Sistema Solar


Do Diário do Grande ABC

07/08/2000 | 11:20


Dez planetas em órbita de estrelas parecidas com o nosso Sol foram descobertos nas últimas semanas por equipes de astrônomos dos Estados Unidos e Europa, aumentando para 61 o número de planetas detectados fora do Sistema Solar nos últimos cinco anos.

As novas descobertas serao anunciadas oficialmente nesta segunda-feira em Manchester (Gra-Bretanha), no primeiro dia da Conferência da Uniao Astronômica Internacional (UAI), que acontece até o dia 16, reunindo cerca de dois mil pesquisadores.

Todos estes corpos celestes, de massa quase treze vezes menor que a de Júpiter, também classificados como anas brancas, estrelas ``apagadas'', sem massa suficiente para desencadear reaçoes termonucleares, têm sido descobertos ultimamente, através de perturbaçoes registradas nos movimentos das estrelas (método chamado ``de velocidades radiais'').

Em agosto de 1995, Michel Mayor e Didier Queloz, do Observatório de Genebra, anunciaram a descoberta de um planeta em órbita ao redor de uma estrela do tipo solar (ou seja, que ``queima'' seu hidrogênio), a número 51 da constelaçao Pégaso. Depois, foi a equipe da Universidade da Califórnia em Berkeley, dirigida por Geoffrey Marcy e Paul Butler, que anunciou a primeira descoberta.

A equipe de Berkeley anunciou ter detectado a presença de três planetas ao redor de estrelas observadas no hemisfério norte: HD12661, HD 92788 e HD 38529. O terceiro tem um período de rotaçao de 14,3 dias. Segundo os pesquisadores, este planeta de período tao curto nao pode ser responsável pelas perturbaçoes na órbita do HD 38529, o que leva a crer na existência de um outro corpo celeste, mais afastado: uma estrela escura, outro planeta ou uma ana branca.

Por sua vez, depois de ter anunciado, no início de maio, a descoberta, quase por acaso, de seis planetas extra-solares, Michel Mayor e seus colegas de Genebra revelam ter detectado outros seis, um deles ao redor de HD 83443, o que tornaria esta estrela a 141 anos-luz da terra a segunda a possuir um sistema planetário (depois de Epsilon Andrômeda, que tem três planetas).

Os cinco restantes também acompanham quatro estrelas observadas no hemisfério Sul: HD 6434, HD19994, HD 92788, HD 121504, mais uma do hemisfério Norte, a HD 190228.

Assim como a quase totalidade dos outros planetas extra-solares, estes corpos celestes têm órbitas bastante elípticas. Sao gigantes gasosos (suas massas vao 0,48 a 5 vezes a massa de Júpiter), à exceçao do segundo planeta de HD 83443, HD 83443c, cuja massa é apenas 0,15 a de Júpiter, o que faz dele o menor planeta extra-solar já descoberto até o momento.

O décimo planeta anunciado em Manchester foi descoberto pela equipe de William Cochran, do Observatório McDonald (Universidade do Texas). De massa compreendida entre 0,8 e 1,6 em relaçao a Júpiter, gira em torno da Epsilon Eridani, estrela situada a apenas 10,5 anos-luz. Trata-se, por enquanto, do planeta extra-solar mais próximo que se conhece.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Cientistas descobrem dez planetas fora do Sistema Solar

Do Diário do Grande ABC

07/08/2000 | 11:20


Dez planetas em órbita de estrelas parecidas com o nosso Sol foram descobertos nas últimas semanas por equipes de astrônomos dos Estados Unidos e Europa, aumentando para 61 o número de planetas detectados fora do Sistema Solar nos últimos cinco anos.

As novas descobertas serao anunciadas oficialmente nesta segunda-feira em Manchester (Gra-Bretanha), no primeiro dia da Conferência da Uniao Astronômica Internacional (UAI), que acontece até o dia 16, reunindo cerca de dois mil pesquisadores.

Todos estes corpos celestes, de massa quase treze vezes menor que a de Júpiter, também classificados como anas brancas, estrelas ``apagadas'', sem massa suficiente para desencadear reaçoes termonucleares, têm sido descobertos ultimamente, através de perturbaçoes registradas nos movimentos das estrelas (método chamado ``de velocidades radiais'').

Em agosto de 1995, Michel Mayor e Didier Queloz, do Observatório de Genebra, anunciaram a descoberta de um planeta em órbita ao redor de uma estrela do tipo solar (ou seja, que ``queima'' seu hidrogênio), a número 51 da constelaçao Pégaso. Depois, foi a equipe da Universidade da Califórnia em Berkeley, dirigida por Geoffrey Marcy e Paul Butler, que anunciou a primeira descoberta.

A equipe de Berkeley anunciou ter detectado a presença de três planetas ao redor de estrelas observadas no hemisfério norte: HD12661, HD 92788 e HD 38529. O terceiro tem um período de rotaçao de 14,3 dias. Segundo os pesquisadores, este planeta de período tao curto nao pode ser responsável pelas perturbaçoes na órbita do HD 38529, o que leva a crer na existência de um outro corpo celeste, mais afastado: uma estrela escura, outro planeta ou uma ana branca.

Por sua vez, depois de ter anunciado, no início de maio, a descoberta, quase por acaso, de seis planetas extra-solares, Michel Mayor e seus colegas de Genebra revelam ter detectado outros seis, um deles ao redor de HD 83443, o que tornaria esta estrela a 141 anos-luz da terra a segunda a possuir um sistema planetário (depois de Epsilon Andrômeda, que tem três planetas).

Os cinco restantes também acompanham quatro estrelas observadas no hemisfério Sul: HD 6434, HD19994, HD 92788, HD 121504, mais uma do hemisfério Norte, a HD 190228.

Assim como a quase totalidade dos outros planetas extra-solares, estes corpos celestes têm órbitas bastante elípticas. Sao gigantes gasosos (suas massas vao 0,48 a 5 vezes a massa de Júpiter), à exceçao do segundo planeta de HD 83443, HD 83443c, cuja massa é apenas 0,15 a de Júpiter, o que faz dele o menor planeta extra-solar já descoberto até o momento.

O décimo planeta anunciado em Manchester foi descoberto pela equipe de William Cochran, do Observatório McDonald (Universidade do Texas). De massa compreendida entre 0,8 e 1,6 em relaçao a Júpiter, gira em torno da Epsilon Eridani, estrela situada a apenas 10,5 anos-luz. Trata-se, por enquanto, do planeta extra-solar mais próximo que se conhece.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;