Fechar
Publicidade

Sábado, 10 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Lauro deixa construção de novo hospital para Filippi

DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Verde transfere projeto, vitrine na disputa à reeleição em 2016, ao plano de obras de 2021


Júnior Carvalho
Do Diário do Grande ABC

26/12/2020 | 00:01


Prestes a deixar o Paço de Diadema, o prefeito Lauro Michels (PV) encerrou seu segundo mandato sem concretizar sua principal promessa de campanha na disputa à reeleição: a construção de outro hospital municipal na cidade. O verde transferiu o projeto para o plano de obras de 2021, primeiro ano do governo de José de Filippi Júnior (PT).

Na busca pela reeleição, há quatro anos, Lauro prometeu erguer novo equipamento para substituir o arcaico e precário HM de Piraporinha, que enfrenta há anos problemas de infraestrutura, mas que nunca passou por reformas pelo fato de o prédio pertencer à União – atualmente, porém, o equipamento passa por obras para ampliação de leitos destinados aos pacientes com diagnóstico de Covid-19.

A principal justificativa do verde era a de que o município precisava de um novo equipamento. Enviou, então, projeto à Câmara solicitando autorização para contrair empréstimo na ordem de R$ 125 milhões junto à Caixa para viabilizar o projeto. Nada disso se concretizou e, após impasse, Lauro mudou de rumo. Decidiu reformar prédio existente na região central da cidade em vez de erguer um novo.

O verde até que chegou a iniciar o processo e conquistou garantias dos governos federal e estadual de transferência de recursos para instalar o hospital. O projeto, contudo, empacou novamente. Recentemente, durante uma de suas últimas agendas oficiais, Lauro voltou a falar sobre o tema e, como justificativa por não ter concluído o equipamento, culpou a crise causada pela pandemia.

“Tentamos fazer muita coisa que não conseguimos, como o Hospital de Diadema. Estávamos com o dinheiro na conta quando veio a pandemia. Aí o governo federal pegou o dinheiro e mandou para o Rio de Janeiro”, disse o prefeito, que emendou: “Agora está lá o (prefeito do Rio) Marcelo Crivella (Republicanos), que, infelizmente, não sei o que aconteceu, teve um problema (foi preso na terça-feira e colocado em prisão domiciliar no dia seguinte). Nós sabemos que esse dinheiro era de Diadema, para o nosso hospital. Talvez, no ano que vem, quando a pandemia passar, o recurso venha.”

Filippi não prometeu construir outro equipamento, mas recentemente, durante apresentação da secretária de Saúde, Rejane Calixto, antecipou que pretende transferir o HM de lugar. No plano de obras do próximo ano, a previsão orçamentária para o projeto é de R$ 22,5 milhões. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Lauro deixa construção de novo hospital para Filippi

Verde transfere projeto, vitrine na disputa à reeleição em 2016, ao plano de obras de 2021

Júnior Carvalho
Do Diário do Grande ABC

26/12/2020 | 00:01


Prestes a deixar o Paço de Diadema, o prefeito Lauro Michels (PV) encerrou seu segundo mandato sem concretizar sua principal promessa de campanha na disputa à reeleição: a construção de outro hospital municipal na cidade. O verde transferiu o projeto para o plano de obras de 2021, primeiro ano do governo de José de Filippi Júnior (PT).

Na busca pela reeleição, há quatro anos, Lauro prometeu erguer novo equipamento para substituir o arcaico e precário HM de Piraporinha, que enfrenta há anos problemas de infraestrutura, mas que nunca passou por reformas pelo fato de o prédio pertencer à União – atualmente, porém, o equipamento passa por obras para ampliação de leitos destinados aos pacientes com diagnóstico de Covid-19.

A principal justificativa do verde era a de que o município precisava de um novo equipamento. Enviou, então, projeto à Câmara solicitando autorização para contrair empréstimo na ordem de R$ 125 milhões junto à Caixa para viabilizar o projeto. Nada disso se concretizou e, após impasse, Lauro mudou de rumo. Decidiu reformar prédio existente na região central da cidade em vez de erguer um novo.

O verde até que chegou a iniciar o processo e conquistou garantias dos governos federal e estadual de transferência de recursos para instalar o hospital. O projeto, contudo, empacou novamente. Recentemente, durante uma de suas últimas agendas oficiais, Lauro voltou a falar sobre o tema e, como justificativa por não ter concluído o equipamento, culpou a crise causada pela pandemia.

“Tentamos fazer muita coisa que não conseguimos, como o Hospital de Diadema. Estávamos com o dinheiro na conta quando veio a pandemia. Aí o governo federal pegou o dinheiro e mandou para o Rio de Janeiro”, disse o prefeito, que emendou: “Agora está lá o (prefeito do Rio) Marcelo Crivella (Republicanos), que, infelizmente, não sei o que aconteceu, teve um problema (foi preso na terça-feira e colocado em prisão domiciliar no dia seguinte). Nós sabemos que esse dinheiro era de Diadema, para o nosso hospital. Talvez, no ano que vem, quando a pandemia passar, o recurso venha.”

Filippi não prometeu construir outro equipamento, mas recentemente, durante apresentação da secretária de Saúde, Rejane Calixto, antecipou que pretende transferir o HM de lugar. No plano de obras do próximo ano, a previsão orçamentária para o projeto é de R$ 22,5 milhões. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;