Fechar
Publicidade

Sábado, 10 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Anvisa faz fiscalização em voo proveniente do Reino Unido que chegou ao Galeão

Pixabay Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Brasil por enquanto não deve seguir outros países na imposição de restrições a voos do Reino Unido



22/12/2020 | 09:56


A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) informou que realizou na noite desta segunda-feira, 21, uma ação de fiscalização e acompanhamento no voo que chegou no Aeroporto Internacional do Rio proveniente do Reino Unido. A ação, segundo a Anvisa, será adotada nos próximos voos que tiverem a mesma origem.

A medida ocorre após a detecção de uma mutação do novo coronavírus no Reino Unido. Segundo o Estadão/Broadcast noticiou nesta segunda, o Brasil, por enquanto, não deve seguir outros países da Europa e outros continentes na imposição de restrições a voos do Reino Unido.

Na ação desta segunda, a Anvisa e outros órgãos de governo adotaram medidas de controle sanitário, antes da chegada da aeronave no País. Segundo nota divulgada pela agência, o avião chegou no aeroporto do Galeão por volta das 19h40 e fiscais sanitários de plantão orientaram passageiros e tripulantes sobre o monitoramento dos viajantes em solo nacional por autoridades brasileiras de saúde; foi lida mensagem sonora no voo; feita fiscalização no interior da aeronave, antes do desembarque; foram solicitadas informações sobre os passageiros e tripulantes à empresa aérea, que foram enviadas às autoridades competentes.

Segundo a Anvisa, a Rede CIEVS (Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde), ligada ao Ministério da Saúde, vai realizar os procedimentos de contato com os passageiros e tripulantes para monitoramento das condições de saúde e direcionamento aos serviços de atenção à saúde, bem como a adoção das medidas de prevenção e controle da covid-19.

Durante a atuação de ontem no Galeão, foi feito ainda monitoramento dos procedimentos de limpeza e desinfecção da aeronave, acompanhamento do trânsito dos passageiros até a área de imigração, com orientação sobre o distanciamento social e evitando aglomeração. De acordo com a Anvisa, nenhum passageiro ou tripulante do voo declarou ter sintomas da covid-19 durante o voo.

Além dessas medidas, outras estão sendo adotadas como restrições de acesso ao Duty Free. "Estas ações serão adotadas nos próximos voos provenientes do Reino Unido nos aeroportos de Guarulhos e Galeão", diz a nota da Anvisa.

A Anvisa lembra que a Portaria 630, publicada no último dia 17, já determinava que, a partir do dia 30 de dezembro, a entrada de viajantes por via aérea no País só será permitida com a apresentação de teste laboratorial para detecção da covid-19, com resultado negativo.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Anvisa faz fiscalização em voo proveniente do Reino Unido que chegou ao Galeão

Brasil por enquanto não deve seguir outros países na imposição de restrições a voos do Reino Unido


22/12/2020 | 09:56


A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) informou que realizou na noite desta segunda-feira, 21, uma ação de fiscalização e acompanhamento no voo que chegou no Aeroporto Internacional do Rio proveniente do Reino Unido. A ação, segundo a Anvisa, será adotada nos próximos voos que tiverem a mesma origem.

A medida ocorre após a detecção de uma mutação do novo coronavírus no Reino Unido. Segundo o Estadão/Broadcast noticiou nesta segunda, o Brasil, por enquanto, não deve seguir outros países da Europa e outros continentes na imposição de restrições a voos do Reino Unido.

Na ação desta segunda, a Anvisa e outros órgãos de governo adotaram medidas de controle sanitário, antes da chegada da aeronave no País. Segundo nota divulgada pela agência, o avião chegou no aeroporto do Galeão por volta das 19h40 e fiscais sanitários de plantão orientaram passageiros e tripulantes sobre o monitoramento dos viajantes em solo nacional por autoridades brasileiras de saúde; foi lida mensagem sonora no voo; feita fiscalização no interior da aeronave, antes do desembarque; foram solicitadas informações sobre os passageiros e tripulantes à empresa aérea, que foram enviadas às autoridades competentes.

Segundo a Anvisa, a Rede CIEVS (Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde), ligada ao Ministério da Saúde, vai realizar os procedimentos de contato com os passageiros e tripulantes para monitoramento das condições de saúde e direcionamento aos serviços de atenção à saúde, bem como a adoção das medidas de prevenção e controle da covid-19.

Durante a atuação de ontem no Galeão, foi feito ainda monitoramento dos procedimentos de limpeza e desinfecção da aeronave, acompanhamento do trânsito dos passageiros até a área de imigração, com orientação sobre o distanciamento social e evitando aglomeração. De acordo com a Anvisa, nenhum passageiro ou tripulante do voo declarou ter sintomas da covid-19 durante o voo.

Além dessas medidas, outras estão sendo adotadas como restrições de acesso ao Duty Free. "Estas ações serão adotadas nos próximos voos provenientes do Reino Unido nos aeroportos de Guarulhos e Galeão", diz a nota da Anvisa.

A Anvisa lembra que a Portaria 630, publicada no último dia 17, já determinava que, a partir do dia 30 de dezembro, a entrada de viajantes por via aérea no País só será permitida com a apresentação de teste laboratorial para detecção da covid-19, com resultado negativo.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;