Fechar
Publicidade

Domingo, 18 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Vendas devem crescer de 10% a 15% em dezembro ante novembro, prevê ACSP

Marcelo Camargo/Agência Brasil Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


17/12/2020 | 16:59


Para a Associação Comercial de São Paulo (ACSP), com o Natal, as vendas do mês de dezembro devem fechar com alta de 10% a 15% em relação ao registrado em novembro. Na comparação com o mesmo período do próximo ano, espera-se estabilidade.

"Não recupera o que se perdeu no ano, mas o primeiro passo para voltar a crescer é parar de cair", diz o economista da ACSP, Marcel Solimeo. Ele pontua que para o próximo ano, o governo precisa pensar em estratégias para manter o consumo.

"Como as reformas não saíram e se saírem só vão fazer efeito lá na frente, algo precisa ser feito. Pelo menos voltar com o Bolsa Família repaginado e melhorado, porque a normalidade ainda está longe e mesmo na normalidade, tínhamos esse programa", diz Solimeo.

A ACSP viu de maneira positiva o aumento do horário de funcionamento do comércio no Estado de São Paulo. O horário havia sido reduzido com a volta da Fase Amarela no chamado "Plano São Paulo", mas o Governo voltou atrás.

Para a Associação, porém, o ideal seria aumentar ainda mais a abertura das lojas para evitar aglomerações.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Vendas devem crescer de 10% a 15% em dezembro ante novembro, prevê ACSP


17/12/2020 | 16:59


Para a Associação Comercial de São Paulo (ACSP), com o Natal, as vendas do mês de dezembro devem fechar com alta de 10% a 15% em relação ao registrado em novembro. Na comparação com o mesmo período do próximo ano, espera-se estabilidade.

"Não recupera o que se perdeu no ano, mas o primeiro passo para voltar a crescer é parar de cair", diz o economista da ACSP, Marcel Solimeo. Ele pontua que para o próximo ano, o governo precisa pensar em estratégias para manter o consumo.

"Como as reformas não saíram e se saírem só vão fazer efeito lá na frente, algo precisa ser feito. Pelo menos voltar com o Bolsa Família repaginado e melhorado, porque a normalidade ainda está longe e mesmo na normalidade, tínhamos esse programa", diz Solimeo.

A ACSP viu de maneira positiva o aumento do horário de funcionamento do comércio no Estado de São Paulo. O horário havia sido reduzido com a volta da Fase Amarela no chamado "Plano São Paulo", mas o Governo voltou atrás.

Para a Associação, porém, o ideal seria aumentar ainda mais a abertura das lojas para evitar aglomerações.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;