Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 26 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Estrada entre partes alta e baixa de Paranapiacaba está esburacada


Andrea Catão
Do Diário do Grande ABC

19/05/2005 | 07:49


A falta de manutenção na estrada que liga a SP-122 até a parte baixa de Paranapiacaba, trecho de terra com cerca de sete quilômetros, consiste hoje na principal reclamação dos moradores e empreendedores da Vila. Para percorrer o trecho sem danificar o veículo, leva-se cerca de 20 minutos. O trajeto tem de ser feito com cuidado para evitar a quebra da suspensão ou danos nos pneus.

A população afirma que nos últimos quatro anos, a Prefeitura de Santo André usa máquina para nivelar o terreno e coloca cascalho apenas no mês que antecede o Festival de Inverno, que no próximo mês de julho terá sua quinta edição. Nos outros meses do ano, os moradores locais dizem-se esquecidos pelo poder público.

O comerciante Doel Sauerbronn, que mantém um restaurante na Vila, faz há três anos o trajeto, quase que diariamente . “O maior problema são as valetas. Quando chove muito, não é raro os veículos atolarem. Só não fica na mão quem tem um veículo com tração nas quatro rodas”, diz.

A Gerência de Obras e Manutenção da Subprefeitura de Paranapiacaba e Parque Andreense afirma que a última vez que a máquina passou em toda a extensão da estrada foi em dezembro de 2004. Os moradores, porém, contestam. O metalúrgico Alexandre Carvalho diz que as obras paliativas foram feitas em junho do ano passado, um mês antes do festival. “O problema maior é para quem mora na parte baixa. Quando o trem chegava até a Vila, tínhamos uma opção. Agora, só de ônibus. Tenho de subir na parte alta e esperar a condução, que é demorada. Vou trabalhar de carro quase todos os dias, mas meu carro sempre está no conserto.”

O motorista Paulo Reis, que trabalha no supermercado Serrano, na vizinha Rio Grande da Serra, há seis anos faz entrega de mercadorias aos moradores da parte baixa. Diz ter perdido as contas de quantas vezes chamou o guincho. “Ando com cuidado, demoro até mais do que o habitual para fazer a viagem, mas só neste ano quebrei duas vezes a suspensão da Kombi para entregas.”

A assessoria de imprensa da Subprefeitura informou que na segunda semana de junho vai passar máquina para nivelar a estrada e jogar cascalho. A resposta confirma a declaração dos moradores de que o serviço somente é realizado no período anterior ao Festival de Inverno, mês de maior movimentação turística em Paranapiacaba.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;