Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 13 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

MPE investiga candidatura com zero voto em Diadema

 Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Desempenho acende alerta para possíveis fraudes e põe em risco chapa de eleitos


Júnior Carvalho
Do Diário do Grande ABC

16/12/2020 | 00:01


O MPE (Ministério Público Eleitoral) de Diadema investiga os motivos pelos quais candidata a vereadora na cidade recebeu zero voto no pleito do mês passado. O desempenho indica possível existência de candidaturas laranjas e pode colocar em risco os mandatos dos eleitos, já que eventuais ilegalidades acarretam na cassação de toda a chapa.

Três mulheres que foram candidatas ao Legislativo diademense neste ano não receberam um voto sequer: Paola Gaefke (Avante), Cibele Araújo (PSB) e Thainá Alves (PDT). Essas duas últimas integraram chapas que, juntas, elegeram três vereadores homens: Jerry Bolsas e Cicinho (ambos do PSB) e Jefferson Leite (PDT).

O Diário confirmou que o MP já abriu procedimento para apurar o desempenho da candidata do PDT, mas a promotoria eleitoral também já teria procurado os demais candidatos, inclusive de outras cidades, como Mauá. O Diário mostrou recentemente que, em solo mauaense, a candidata a vereadora Fátima Cunha (PSB) recebeu zero voto. O comando do partido alegou que a socialista não realizou campanha porque teria ficado doente, mas circulam nas redes sociais fotos da ex-candidata em atos eleitorais aparentemente fazendo campanha para o vereador reeleito Admir Jacomussi (Patriota).

Em Diadema, além de não terem recebido voto nenhum, pelo menos as candidaturas de Cibele e Thainá não registraram movimentações financeiras na campanha. Segundo prestações de contas das duas candidatas à Justiça Eleitoral, ambas não arrecadaram recursos nem contraíram despesas.

Ao Diário, o presidente do PDT diademense, Roberto Holanda, reconheceu que o MPE pediu esclarecimentos à candidata, mas se eximiu de responsabilidades pela montagem das chapas. “Eu fiquei surpreso porque, no cargo de presidente, a gente faz a filiação das pessoas e aquelas que querem sair candidatas se colocam no pleito. A própria Thainá disse ao MPE que desistiu da candidatura. Mas o comando da campanha ficou a cargo da Patrícia (Cavalcanti, advogada e coordenadora geral da campanha pedetista).”

Ao todo, o Grande ABC registrou 16 candidaturas que não tiveram adesões nas urnas. Desse total, 12 são mulheres (75%) e outros quatro, homens. Soma-se a essa lista Dan Navarro (DEM), candidato a vereador em São Caetano. A sigla emplacou uma cadeira ao conquistar a reeleição de Jander Lira (DEM).

A cassação da chapa, inclusive de mandatos de eleitos, se dá porque a comprovação de eventual candidatura irregular desfalca as exigências mínimas que cada partido tem de cumprir para participar do pleito. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

MPE investiga candidatura com zero voto em Diadema

Desempenho acende alerta para possíveis fraudes e põe em risco chapa de eleitos

Júnior Carvalho
Do Diário do Grande ABC

16/12/2020 | 00:01


O MPE (Ministério Público Eleitoral) de Diadema investiga os motivos pelos quais candidata a vereadora na cidade recebeu zero voto no pleito do mês passado. O desempenho indica possível existência de candidaturas laranjas e pode colocar em risco os mandatos dos eleitos, já que eventuais ilegalidades acarretam na cassação de toda a chapa.

Três mulheres que foram candidatas ao Legislativo diademense neste ano não receberam um voto sequer: Paola Gaefke (Avante), Cibele Araújo (PSB) e Thainá Alves (PDT). Essas duas últimas integraram chapas que, juntas, elegeram três vereadores homens: Jerry Bolsas e Cicinho (ambos do PSB) e Jefferson Leite (PDT).

O Diário confirmou que o MP já abriu procedimento para apurar o desempenho da candidata do PDT, mas a promotoria eleitoral também já teria procurado os demais candidatos, inclusive de outras cidades, como Mauá. O Diário mostrou recentemente que, em solo mauaense, a candidata a vereadora Fátima Cunha (PSB) recebeu zero voto. O comando do partido alegou que a socialista não realizou campanha porque teria ficado doente, mas circulam nas redes sociais fotos da ex-candidata em atos eleitorais aparentemente fazendo campanha para o vereador reeleito Admir Jacomussi (Patriota).

Em Diadema, além de não terem recebido voto nenhum, pelo menos as candidaturas de Cibele e Thainá não registraram movimentações financeiras na campanha. Segundo prestações de contas das duas candidatas à Justiça Eleitoral, ambas não arrecadaram recursos nem contraíram despesas.

Ao Diário, o presidente do PDT diademense, Roberto Holanda, reconheceu que o MPE pediu esclarecimentos à candidata, mas se eximiu de responsabilidades pela montagem das chapas. “Eu fiquei surpreso porque, no cargo de presidente, a gente faz a filiação das pessoas e aquelas que querem sair candidatas se colocam no pleito. A própria Thainá disse ao MPE que desistiu da candidatura. Mas o comando da campanha ficou a cargo da Patrícia (Cavalcanti, advogada e coordenadora geral da campanha pedetista).”

Ao todo, o Grande ABC registrou 16 candidaturas que não tiveram adesões nas urnas. Desse total, 12 são mulheres (75%) e outros quatro, homens. Soma-se a essa lista Dan Navarro (DEM), candidato a vereador em São Caetano. A sigla emplacou uma cadeira ao conquistar a reeleição de Jander Lira (DEM).

A cassação da chapa, inclusive de mandatos de eleitos, se dá porque a comprovação de eventual candidatura irregular desfalca as exigências mínimas que cada partido tem de cumprir para participar do pleito. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;