Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 27 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Bolsas de NY fecham mistas e Nasdaq renova recorde, apesar de Pfizer



03/12/2020 | 19:04


Os índices acionários das bolsas de Nova York fecharam mistos nesta quinta-feira, 3, com o otimismo dando a tônica dos mercados na maior parte do dia, após a evolução das negociações por um pacote de apoio fiscal nos Estados Unidos. O anúncio de que a Pfizer cortou pela metade sua previsão de entrega de vacinas contra a covid-19 neste ano, porém, fez com que as bolsas reduzissem os ganhos e o S&P 500 terminasse as negociações no vermelho. O Nasdaq, entretanto, renovou mais uma vez recorde histórico de fechamento.

O Dow Jones fechou em alta de 0,29%, aos 29.969,78 pontos; o S&P 500 recuou 0,06%, aos 3.666,74 pontos; e o Nasdaq teve alta de 0,23%, aos 12.3777,18 pontos. A expectativa pelo início da vacinação contra o coronavírus fez subir as ações de companhias aéreas e empresas de cruzeiros, como American Airlines (+8,28%), United Airlines (+6,81%) e Norwegian Cruise (+8,72%). Já as ações da Boeing saltaram 5,96%, após a companhia receber a primeira grande compra das aeronaves 737 MAX.

As empresas petrolíferas também marcaram bom desempenho no pregão de hoje, após acordo da Organização dos Países Exportadores de Petróleo e aliados (Opep+) pela extensão do corte da produção em 2021. A ConocoPhilips teve a maior alta entre as grandes companhias do setor, ao avançar 3,08%, seguida pela ExxonMobil, cuja ação subiu 0,70%.

O recorde do Nasdaq ocorreu apesar do mau desempenho das bigtechs nesta quinta, que tiveram recuos acima de 1% nos casos do Facebook (-1,97%) e da Netflix (-1,16%), e perdas acentuadas de Amazon (-0,52%), Microsoft (-0,52%) e Alphabet (-0,17%).



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Bolsas de NY fecham mistas e Nasdaq renova recorde, apesar de Pfizer


03/12/2020 | 19:04


Os índices acionários das bolsas de Nova York fecharam mistos nesta quinta-feira, 3, com o otimismo dando a tônica dos mercados na maior parte do dia, após a evolução das negociações por um pacote de apoio fiscal nos Estados Unidos. O anúncio de que a Pfizer cortou pela metade sua previsão de entrega de vacinas contra a covid-19 neste ano, porém, fez com que as bolsas reduzissem os ganhos e o S&P 500 terminasse as negociações no vermelho. O Nasdaq, entretanto, renovou mais uma vez recorde histórico de fechamento.

O Dow Jones fechou em alta de 0,29%, aos 29.969,78 pontos; o S&P 500 recuou 0,06%, aos 3.666,74 pontos; e o Nasdaq teve alta de 0,23%, aos 12.3777,18 pontos. A expectativa pelo início da vacinação contra o coronavírus fez subir as ações de companhias aéreas e empresas de cruzeiros, como American Airlines (+8,28%), United Airlines (+6,81%) e Norwegian Cruise (+8,72%). Já as ações da Boeing saltaram 5,96%, após a companhia receber a primeira grande compra das aeronaves 737 MAX.

As empresas petrolíferas também marcaram bom desempenho no pregão de hoje, após acordo da Organização dos Países Exportadores de Petróleo e aliados (Opep+) pela extensão do corte da produção em 2021. A ConocoPhilips teve a maior alta entre as grandes companhias do setor, ao avançar 3,08%, seguida pela ExxonMobil, cuja ação subiu 0,70%.

O recorde do Nasdaq ocorreu apesar do mau desempenho das bigtechs nesta quinta, que tiveram recuos acima de 1% nos casos do Facebook (-1,97%) e da Netflix (-1,16%), e perdas acentuadas de Amazon (-0,52%), Microsoft (-0,52%) e Alphabet (-0,17%).

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;