Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 20 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Opep+ confirma aumento da produção de petróleo em 500 mil bpd a partir de janeiro



03/12/2020 | 16:14


Em coletiva de imprensa após a cúpula da Organização dos Países Exportadores de Petróleo e aliados (Opep+), o ministro da Energia da Rússia, Alexander Novak, informou que o grupo concordou em aumentar a produção da commodity em 500 mil barris por dia (bpd) a partir de janeiro. "Chegamos a uma decisão equilibrada apesar das negociações difíceis", disse.

Dessa forma, a redução na oferta cairá de 7,7 bilhões de bpd - conforme firmado pelo pacto de abril - para 7,2 bilhões de bpd. Segundo Novak, Moscou responderá por 125 mil bpd do aumento previsto para o início do ano que vem. O ministro acrescentou que a Opep+ pretende fazer reuniões todos os meses para discutir a situação do setor.

Novak lembrou que cerca de 2 milhões de bpd precisam voltar aos mercados, mas garantiu que isso ocorrerá de forma gradual. O ministro da Energia da Arábia Saudita, o príncipe Abdulaziz bin Salman Al Saud, destacou que a segunda onda de casos de covid-19 pelo mundo não estão afetando a demanda por petróleo da mesma forma que a primeira.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Opep+ confirma aumento da produção de petróleo em 500 mil bpd a partir de janeiro


03/12/2020 | 16:14


Em coletiva de imprensa após a cúpula da Organização dos Países Exportadores de Petróleo e aliados (Opep+), o ministro da Energia da Rússia, Alexander Novak, informou que o grupo concordou em aumentar a produção da commodity em 500 mil barris por dia (bpd) a partir de janeiro. "Chegamos a uma decisão equilibrada apesar das negociações difíceis", disse.

Dessa forma, a redução na oferta cairá de 7,7 bilhões de bpd - conforme firmado pelo pacto de abril - para 7,2 bilhões de bpd. Segundo Novak, Moscou responderá por 125 mil bpd do aumento previsto para o início do ano que vem. O ministro acrescentou que a Opep+ pretende fazer reuniões todos os meses para discutir a situação do setor.

Novak lembrou que cerca de 2 milhões de bpd precisam voltar aos mercados, mas garantiu que isso ocorrerá de forma gradual. O ministro da Energia da Arábia Saudita, o príncipe Abdulaziz bin Salman Al Saud, destacou que a segunda onda de casos de covid-19 pelo mundo não estão afetando a demanda por petróleo da mesma forma que a primeira.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;