Fechar
Publicidade

Sábado, 23 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Tecnologia

tecnologia@dgabc.com.br | 4435-8301

iPhone sem carregador? Procon-SP exigirá que acessório seja entregue para quem pedir

 Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Da Redação, com assessoria
Do 33Giga

03/12/2020 | 08:18


A Apple estremeceu o mercado ao anunciar, em outubro de 2020, que os novos modelos de iPhone seriam vendidos sem fone de ouvido e carregador de tomada – acessórios precisam ser adquiridos separadamente. A justificativa é que a medida foi adotada para reduzir a emissão de carbono e a produção de lixo eletrônico. O Procon-SP, no entanto, não se contentou com a explicação e notificou a empresa.

Em resposta, a Apple informou que, de fato, a medida foi adotada pensando na preservação do meio ambiente, pois já existem muitos desses dispositivos no mundo e os novos não são utilizados. O Procon-SP, por sua vez, acredita que, ao comprar um novo aparelho, o consumidor tem a expectativa de que não só o iPhone apresentará melhor performance como também seu adaptador de energia. E mais: o acessório é essencial para o uso do produto.

Leia mais:
Testamos: Certificados pela Apple, carregador e cabo da Anker são alternativas seguras e econômicas
5 mitos e verdades sobre baterias e carregadores
Cabos e carregadores não originais são os responsáveis por 50% dos reparos em smartphones

Para o Procon-SP, a Apple não demonstra em sua resposta que o uso de adaptadores antigos não possa comprometer o processo de carregamento e segurança do procedimento, tampouco que o uso de carregadores de terceiros não será usado como recusa para eventual reparo do produto durante a garantia legal ou contratual.

Apesar de informar que, ao retirar os carregadores da caixa, promoveria redução da emissão de carbono, de mineração e uso de materiais preciosos, a Apple também não demonstra esse ganho ambiental. Além disso, não apresenta nenhuma ação sobre uma possível aplicação de logística reversa de recolhimento dos aparelhos e adaptadores antigos para reciclagem e descarte adequado, o que impactaria na proteção ao meio ambiente.

“É incoerente fazer a venda do aparelho desacompanhado do carregador, sem rever o valor do produto e sem apresentar um projeto de reciclagem. O Procon-SP irá exigir que a Apple apresente um plano viável”, afirma o diretor-executivo Fernando Capez. “Os carregadores deverão ser disponibilizados para os consumidores que pedirem”, completa.

A conduta da Apple será analisada pela diretoria de fiscalização e, caso sejam constatadas infrações à lei, poderá ser multada conforme prevê o Código de Proteção e Defesa do Consumidor.

Quer ficar por dentro do mundo da tecnologia e ainda baixar gratuitamente nosso e-book Manual de Segurança na Internet? Clique aqui e assine a newsletter do 33Giga



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

iPhone sem carregador? Procon-SP exigirá que acessório seja entregue para quem pedir

Da Redação, com assessoria
Do 33Giga

03/12/2020 | 08:18


A Apple estremeceu o mercado ao anunciar, em outubro de 2020, que os novos modelos de iPhone seriam vendidos sem fone de ouvido e carregador de tomada – acessórios precisam ser adquiridos separadamente. A justificativa é que a medida foi adotada para reduzir a emissão de carbono e a produção de lixo eletrônico. O Procon-SP, no entanto, não se contentou com a explicação e notificou a empresa.

Em resposta, a Apple informou que, de fato, a medida foi adotada pensando na preservação do meio ambiente, pois já existem muitos desses dispositivos no mundo e os novos não são utilizados. O Procon-SP, por sua vez, acredita que, ao comprar um novo aparelho, o consumidor tem a expectativa de que não só o iPhone apresentará melhor performance como também seu adaptador de energia. E mais: o acessório é essencial para o uso do produto.

Leia mais:
Testamos: Certificados pela Apple, carregador e cabo da Anker são alternativas seguras e econômicas
5 mitos e verdades sobre baterias e carregadores
Cabos e carregadores não originais são os responsáveis por 50% dos reparos em smartphones

Para o Procon-SP, a Apple não demonstra em sua resposta que o uso de adaptadores antigos não possa comprometer o processo de carregamento e segurança do procedimento, tampouco que o uso de carregadores de terceiros não será usado como recusa para eventual reparo do produto durante a garantia legal ou contratual.

Apesar de informar que, ao retirar os carregadores da caixa, promoveria redução da emissão de carbono, de mineração e uso de materiais preciosos, a Apple também não demonstra esse ganho ambiental. Além disso, não apresenta nenhuma ação sobre uma possível aplicação de logística reversa de recolhimento dos aparelhos e adaptadores antigos para reciclagem e descarte adequado, o que impactaria na proteção ao meio ambiente.

“É incoerente fazer a venda do aparelho desacompanhado do carregador, sem rever o valor do produto e sem apresentar um projeto de reciclagem. O Procon-SP irá exigir que a Apple apresente um plano viável”, afirma o diretor-executivo Fernando Capez. “Os carregadores deverão ser disponibilizados para os consumidores que pedirem”, completa.

A conduta da Apple será analisada pela diretoria de fiscalização e, caso sejam constatadas infrações à lei, poderá ser multada conforme prevê o Código de Proteção e Defesa do Consumidor.

Quer ficar por dentro do mundo da tecnologia e ainda baixar gratuitamente nosso e-book Manual de Segurança na Internet? Clique aqui e assine a newsletter do 33Giga

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;