Fechar
Publicidade

Sábado, 23 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Rival do Palmeiras, Libertad aposta em Óscar Cardozo e foi pior a ir às oitavas



03/12/2020 | 07:25


O Libertad será o próximo adversário do Palmeiras na Copa Libertadores. Segundo colocado na sua chave, a H, o time passou às quartas de final ao derrotar o Jorge Wilstermann duas vezes nas oitavas. E colocará em campo, diante da equipe paulista, jogadores experientes, como o goleiro Martín Silva e o atacante Óscar Cardozo.

Nas oitavas de final, o Libertad sobrou diante do Jorge Wilstermann. Aplicou 3 a 1 no Paraguai e depois fez 2 a 0 na Bolívia, na noite de quarta-feira, passando de fase com dois triunfos, assim como o Palmeiras, que derrotou o Delfín por 3 a 1 no Equador e 5 a 0 em São Paulo.

As datas dos confrontos ainda não foram divulgadas pela Conmebol, mas os duelos serão disputados nos dois próximos meios de semana. A tendência é que o primeiro confronto seja realizado na terça-feira, no Paraguai, tanto que a CBF antecipou o clássico entre Santos e Palmeiras, pelo Campeonato Brasileiro, para sábado.

Time de melhor campanha na fase de grupos da Libertadores, o Palmeiras enfrentou nas oitavas de final o segundo pior classificado ao mata-mata. Agora, o seu adversário será o time que avançou com a pior campanha. O Libertad somou apenas 7 pontos no Grupo H, com duas vitórias, um empate e três derrotas.

O desempenho nas oitavas de final, porém, foi ótimo. E o time é liderado pelo veterano atacante Óscar Cardozo, de 37 anos. Ele é o artilheiro da equipe na Libertadores, tendo marcado 4 dos seus 12 gols. E três deles foram anotados diante do Jorge Wilstermann. O experiente jogador possui carreira longeva pela seleção paraguaia, tendo participado das edições de 2007 e 2019 da Copa América, além da Copa do Mundo de 2010.

Outro jogador conhecido do elenco do Libertad é o goleiro Martín Silva. O uruguaio atuou no futebol brasileiro entre 2014 e 2018, com a camisa do Vasco, que o contratou após ele se destacar no Olímpia vice-campeão da Libertadores de 2013.

O Libertad hoje é dirigido pelo técnico Gustavo Morínigo, que o assumiu no fim de setembro. Mas começou a Libertadores sendo comandado por Ramón Díaz, lenda do futebol argentino, que chegou a ser contratado pelo Botafogo recentemente, mas não o dirigiu do banco de reservas por causa de problemas de saúde. Ele esteve à frente da equipe paraguaia nas quatro primeiras rodadas da fase de grupos.

O próximo adversário do Palmeiras na Libertadores tem melhor desempenho nesta edição do torneio como visitante do que em casa. Foram 2 triunfos, um empate e uma derrota longe do Paraguai e 2 vitórias e 2 derrotas jogando como mandante.

HISTÓRICO - O Libertad tentará, diante do Palmeiras, igualar suas melhores campanhas na Libertadores, alcançada em 2006, quando avançou às semifinais, perdendo para o Internacional - isso também aconteceu em 1977, mas naquela época a disputa se dava em triangulares.

Em 2013, Palmeiras e Libertad se enfrentaram na fase de grupos da Libertadores, com uma vitória para cada. Os paraguaios ganharam por 2 a 0 em casa e caíram por 1 a 0 no Pacaembu.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Rival do Palmeiras, Libertad aposta em Óscar Cardozo e foi pior a ir às oitavas


03/12/2020 | 07:25


O Libertad será o próximo adversário do Palmeiras na Copa Libertadores. Segundo colocado na sua chave, a H, o time passou às quartas de final ao derrotar o Jorge Wilstermann duas vezes nas oitavas. E colocará em campo, diante da equipe paulista, jogadores experientes, como o goleiro Martín Silva e o atacante Óscar Cardozo.

Nas oitavas de final, o Libertad sobrou diante do Jorge Wilstermann. Aplicou 3 a 1 no Paraguai e depois fez 2 a 0 na Bolívia, na noite de quarta-feira, passando de fase com dois triunfos, assim como o Palmeiras, que derrotou o Delfín por 3 a 1 no Equador e 5 a 0 em São Paulo.

As datas dos confrontos ainda não foram divulgadas pela Conmebol, mas os duelos serão disputados nos dois próximos meios de semana. A tendência é que o primeiro confronto seja realizado na terça-feira, no Paraguai, tanto que a CBF antecipou o clássico entre Santos e Palmeiras, pelo Campeonato Brasileiro, para sábado.

Time de melhor campanha na fase de grupos da Libertadores, o Palmeiras enfrentou nas oitavas de final o segundo pior classificado ao mata-mata. Agora, o seu adversário será o time que avançou com a pior campanha. O Libertad somou apenas 7 pontos no Grupo H, com duas vitórias, um empate e três derrotas.

O desempenho nas oitavas de final, porém, foi ótimo. E o time é liderado pelo veterano atacante Óscar Cardozo, de 37 anos. Ele é o artilheiro da equipe na Libertadores, tendo marcado 4 dos seus 12 gols. E três deles foram anotados diante do Jorge Wilstermann. O experiente jogador possui carreira longeva pela seleção paraguaia, tendo participado das edições de 2007 e 2019 da Copa América, além da Copa do Mundo de 2010.

Outro jogador conhecido do elenco do Libertad é o goleiro Martín Silva. O uruguaio atuou no futebol brasileiro entre 2014 e 2018, com a camisa do Vasco, que o contratou após ele se destacar no Olímpia vice-campeão da Libertadores de 2013.

O Libertad hoje é dirigido pelo técnico Gustavo Morínigo, que o assumiu no fim de setembro. Mas começou a Libertadores sendo comandado por Ramón Díaz, lenda do futebol argentino, que chegou a ser contratado pelo Botafogo recentemente, mas não o dirigiu do banco de reservas por causa de problemas de saúde. Ele esteve à frente da equipe paraguaia nas quatro primeiras rodadas da fase de grupos.

O próximo adversário do Palmeiras na Libertadores tem melhor desempenho nesta edição do torneio como visitante do que em casa. Foram 2 triunfos, um empate e uma derrota longe do Paraguai e 2 vitórias e 2 derrotas jogando como mandante.

HISTÓRICO - O Libertad tentará, diante do Palmeiras, igualar suas melhores campanhas na Libertadores, alcançada em 2006, quando avançou às semifinais, perdendo para o Internacional - isso também aconteceu em 1977, mas naquela época a disputa se dava em triangulares.

Em 2013, Palmeiras e Libertad se enfrentaram na fase de grupos da Libertadores, com uma vitória para cada. Os paraguaios ganharam por 2 a 0 em casa e caíram por 1 a 0 no Pacaembu.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;