Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 28 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Comandante do Exército é diagnosticado com covid-19



02/12/2020 | 19:50


O comandante do Exército, general Edson Pujol, foi diagnosticado com covid-19. O general, que tem 65 anos, testou positivo no sábado passado, 28 de novembro, quando deu entrada no Hospital das Forças Armadas (HFA) para se submeter a uma cirurgia de recuperação do fêmur, quebrado após uma queda do cavalo e foi testado para o novo coronavírus.

O Centro de Comunicação Social do Exército confirmou a informação e disse que o comandante está "totalmente assintomático", "seguindo em casa o protocolo de tratamento precoce sob orientação da equipe médica do HFA". Informou ainda que o general Pujol "tem mantido rotina de teletrabalho como Comandante do Exército em seu escritório residencial". Segundo o Centro de Comunicação, esclareceu que, em relação à fratura no fêmur, o general "tem passado bem", já caminha com o auxílio de andador e realiza fisioterapia três vezes ao dia, "o que tem proporcionado muito bons resultados".

Por conta da cirurgia do fêmur, a reunião do Alto Comando do Exército que estava programada para esta semana, foi adiada.

Pelo menos 14 dos 23 ministros do presidente Jair Bolsonaro já contraíram o novo coronavírus. O último ministro a detectar a doença foi o da Infraestrutura, Tarcísio Gomes, de 48 anos, que também estava assintomático.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Comandante do Exército é diagnosticado com covid-19


02/12/2020 | 19:50


O comandante do Exército, general Edson Pujol, foi diagnosticado com covid-19. O general, que tem 65 anos, testou positivo no sábado passado, 28 de novembro, quando deu entrada no Hospital das Forças Armadas (HFA) para se submeter a uma cirurgia de recuperação do fêmur, quebrado após uma queda do cavalo e foi testado para o novo coronavírus.

O Centro de Comunicação Social do Exército confirmou a informação e disse que o comandante está "totalmente assintomático", "seguindo em casa o protocolo de tratamento precoce sob orientação da equipe médica do HFA". Informou ainda que o general Pujol "tem mantido rotina de teletrabalho como Comandante do Exército em seu escritório residencial". Segundo o Centro de Comunicação, esclareceu que, em relação à fratura no fêmur, o general "tem passado bem", já caminha com o auxílio de andador e realiza fisioterapia três vezes ao dia, "o que tem proporcionado muito bons resultados".

Por conta da cirurgia do fêmur, a reunião do Alto Comando do Exército que estava programada para esta semana, foi adiada.

Pelo menos 14 dos 23 ministros do presidente Jair Bolsonaro já contraíram o novo coronavírus. O último ministro a detectar a doença foi o da Infraestrutura, Tarcísio Gomes, de 48 anos, que também estava assintomático.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;