Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 25 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Cuca volta a testar positivo para covid-19 e não dirige o Santos contra a LDU

Reprodução/Instragram Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


01/12/2020 | 14:02


A Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) vetou a presença do técnico Cuca, do Santos, no jogo desta terça-feira contra o LDU, do Equador, no estádio da Vila Belmiro, em Santos, pela Copa Libertadores. A entidade alegou que para cumprir o protocolo de prevenção contra o novo coronavírus o treinador não poderia estar presente. Quem vai comandar a equipe na beira de campo é o auxiliar e irmão dele, Cuquinha.

Cuca foi diagnosticado semanas atrás com a covid-19 e chegou a ficar internado no hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, com atenção redobrada por ter problemas cardíacos. Depois disso, o treinador passou mais 10 dias isolado em casa, em Curitiba, e só depois voltou aos trabalhos no time. Inclusive, Cuca já até dirigiu o time no último fim de semana contra o Sport, pelo Campeonato Brasileiro.

Segundo o clube, a exclusão do treinador do jogo contra a LDU foi porque Cuca testou positivo para covid-19 no exame realizado nesta terça-feira e organizado pela Conmebol. Inicialmente, quando teve os primeiros sintomas em Santos, o técnico realizou um exame antígeno e foi levado ao hospital. Os médicos não consideraram necessário fazer um exame PCR para confirmar a doença e iniciaram imediatamente o tratamento.

Porém, mesmo após cumprir a recuperação e ser atendido, Cuca não teve a presença no jogo liberada pela Conmebol porque a entidade não aceitou o resultado do exame antígeno e entendeu que o treinador não havia sido submetido a um exame PCR durante o período válido. Por isso, foi exigido um novo teste nesta terça-feira. Como o resultado foi positivo, Cuca não poderá trabalhar na partida.

Apesar do resultado positivo para covid-19, o clube avalia que a presença de carga viral era esperada e deve continuar por meses no organismo de todos os que forem contaminados. Por isso, o Santos acatou a determinação da Conmebol e designou Cuquinha para dirigir o time. No jogo de ida, no Equador, o time bateu a LDU por 2 a 1.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Cuca volta a testar positivo para covid-19 e não dirige o Santos contra a LDU


01/12/2020 | 14:02


A Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) vetou a presença do técnico Cuca, do Santos, no jogo desta terça-feira contra o LDU, do Equador, no estádio da Vila Belmiro, em Santos, pela Copa Libertadores. A entidade alegou que para cumprir o protocolo de prevenção contra o novo coronavírus o treinador não poderia estar presente. Quem vai comandar a equipe na beira de campo é o auxiliar e irmão dele, Cuquinha.

Cuca foi diagnosticado semanas atrás com a covid-19 e chegou a ficar internado no hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, com atenção redobrada por ter problemas cardíacos. Depois disso, o treinador passou mais 10 dias isolado em casa, em Curitiba, e só depois voltou aos trabalhos no time. Inclusive, Cuca já até dirigiu o time no último fim de semana contra o Sport, pelo Campeonato Brasileiro.

Segundo o clube, a exclusão do treinador do jogo contra a LDU foi porque Cuca testou positivo para covid-19 no exame realizado nesta terça-feira e organizado pela Conmebol. Inicialmente, quando teve os primeiros sintomas em Santos, o técnico realizou um exame antígeno e foi levado ao hospital. Os médicos não consideraram necessário fazer um exame PCR para confirmar a doença e iniciaram imediatamente o tratamento.

Porém, mesmo após cumprir a recuperação e ser atendido, Cuca não teve a presença no jogo liberada pela Conmebol porque a entidade não aceitou o resultado do exame antígeno e entendeu que o treinador não havia sido submetido a um exame PCR durante o período válido. Por isso, foi exigido um novo teste nesta terça-feira. Como o resultado foi positivo, Cuca não poderá trabalhar na partida.

Apesar do resultado positivo para covid-19, o clube avalia que a presença de carga viral era esperada e deve continuar por meses no organismo de todos os que forem contaminados. Por isso, o Santos acatou a determinação da Conmebol e designou Cuquinha para dirigir o time. No jogo de ida, no Equador, o time bateu a LDU por 2 a 1.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;