Fechar
Publicidade

Sábado, 16 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Ex-funcionário da Rainha Elizabeth II roubou itens avaliados em mais de 700 mil reais do Palácio de Buckingham



01/12/2020 | 10:10


Parece que alguns itens do Palácio de Buckingham estavam sendo vendidos na internet por um preço bem abaixo do que realmente valem - isso porque um dos funcionários da Rainha Elizabeth II teria aproveitado a quarentena para roubar fotos e medalhas para vendê-las no e-Bay.

De acordo com a People, o ex-assistente de cozinha Adamo Canto, de 37 anos de idade, ganhou mais de sete mil e 700 libras - algo em torno de 54 mil e 700 reais - vendendo 37 itens online. O valor real das peças, no entanto, chega a 100 mil libras que equivale a mais de 700 mil reais.

Dentre os objetos estariam uma medalha da Companion of Bath, uma medalha de Comandante da Ordem Real Vitoriana, fotos autografadas de príncipe Harry, príncipe William e Kate Middleton e um álbum de fotos do Royal State Banquet durante a visita de Donald Trump que foi o item mais caro da lista, avaliado em mil e 500 libras, o equivalente a mais de dez mil e 500 reais.

O suspeito em questão teria se declarado culpado pelos furtos na última segunda-feira, dia 30. A People ainda afirma que os itens foram roubados da Casa Real e da Loja Real do Palácio de Buckingham. O ex-funcionário teria sido pego quando a polícia recuperou uma quantidade significativa de itens perdidos em seus aposentos, depois que um dos itens foi encontrado à venda na internet, e a conta responsável pelo anúncio foi rastreada e ligada ao ex-assistente de cozinha.

De acordo com oficiais responsáveis pelo caso, Adamo teria aproveitado o aumento de funções durante a quarentena para entrar em locais nos quais antes não teria acesso: os vestiários, o banheiro, a bilheteria da Royal Collection, a galeria da Rainha e o depósito do Duque de York. Ele roubou 77 itens no total, mas apenas 37 foram encontrados à venda. Até o momento, nem todos os itens foram recuperados.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Ex-funcionário da Rainha Elizabeth II roubou itens avaliados em mais de 700 mil reais do Palácio de Buckingham


01/12/2020 | 10:10


Parece que alguns itens do Palácio de Buckingham estavam sendo vendidos na internet por um preço bem abaixo do que realmente valem - isso porque um dos funcionários da Rainha Elizabeth II teria aproveitado a quarentena para roubar fotos e medalhas para vendê-las no e-Bay.

De acordo com a People, o ex-assistente de cozinha Adamo Canto, de 37 anos de idade, ganhou mais de sete mil e 700 libras - algo em torno de 54 mil e 700 reais - vendendo 37 itens online. O valor real das peças, no entanto, chega a 100 mil libras que equivale a mais de 700 mil reais.

Dentre os objetos estariam uma medalha da Companion of Bath, uma medalha de Comandante da Ordem Real Vitoriana, fotos autografadas de príncipe Harry, príncipe William e Kate Middleton e um álbum de fotos do Royal State Banquet durante a visita de Donald Trump que foi o item mais caro da lista, avaliado em mil e 500 libras, o equivalente a mais de dez mil e 500 reais.

O suspeito em questão teria se declarado culpado pelos furtos na última segunda-feira, dia 30. A People ainda afirma que os itens foram roubados da Casa Real e da Loja Real do Palácio de Buckingham. O ex-funcionário teria sido pego quando a polícia recuperou uma quantidade significativa de itens perdidos em seus aposentos, depois que um dos itens foi encontrado à venda na internet, e a conta responsável pelo anúncio foi rastreada e ligada ao ex-assistente de cozinha.

De acordo com oficiais responsáveis pelo caso, Adamo teria aproveitado o aumento de funções durante a quarentena para entrar em locais nos quais antes não teria acesso: os vestiários, o banheiro, a bilheteria da Royal Collection, a galeria da Rainha e o depósito do Duque de York. Ele roubou 77 itens no total, mas apenas 37 foram encontrados à venda. Até o momento, nem todos os itens foram recuperados.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;