Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 19 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Causa da morte de Sean Connery é revelada



29/11/2020 | 15:11


No dia 31 de outubro de 2020, o mundo se despediu do ator Sean Connery, que entre vários papéis no cinema, se destacou por ser o primeiro a assumir o personagem James Bond nos filmes da franquia 007. Na ocasião, a viúva de Connery, Micheline Roquebrune, disse que o ator tinha morrido em paz durante o sono. Ele tinha 90 anos de idade.

O site TMZ teve acesso ao documento da autópsia de Connery, que revela que ele morreu de insuficiência respiratória como resultado de pneumonia, velhice e fibrilação atrial, que se trata de uma frequência cardíaca irregular que pode aumentar o risco de derrames, insuficiência cardíaca e outras complicações relacionadas ao coração.

Dias após a morte do ator, Micheline contou que realizaria o último desejo do amado: que suas cinzas fossem espalhadas nas Bahamas e também em sua terra natal, a Escócia.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Causa da morte de Sean Connery é revelada


29/11/2020 | 15:11


No dia 31 de outubro de 2020, o mundo se despediu do ator Sean Connery, que entre vários papéis no cinema, se destacou por ser o primeiro a assumir o personagem James Bond nos filmes da franquia 007. Na ocasião, a viúva de Connery, Micheline Roquebrune, disse que o ator tinha morrido em paz durante o sono. Ele tinha 90 anos de idade.

O site TMZ teve acesso ao documento da autópsia de Connery, que revela que ele morreu de insuficiência respiratória como resultado de pneumonia, velhice e fibrilação atrial, que se trata de uma frequência cardíaca irregular que pode aumentar o risco de derrames, insuficiência cardíaca e outras complicações relacionadas ao coração.

Dias após a morte do ator, Micheline contou que realizaria o último desejo do amado: que suas cinzas fossem espalhadas nas Bahamas e também em sua terra natal, a Escócia.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;