Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 26 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Honda desabafa após troca de técnico e cogita deixar o Botafogo: 'Inacreditável'



27/11/2020 | 20:55


O meia Keisuke Honda fez uma desabafo nas redes sociais nesta sexta-feira. Após o Botafogo decidir trocar de técnico mais uma vez na temporada, o japonês cobrou explicações do clube e afirmou que "pensa em sair" caso não seja convencido em breve de que deve permanecer.

"Inacreditável. Vou começar a pensar em sair se eles não me convencerem em alguns dias", escreveu Honda em seu perfil oficial no Twitter. Um dos líderes do elenco, o japonês está descontente com a situação do Botafogo, que anunciou o quinto treinador em 2020 e está mergulhado em uma grave crise financeira.

O ex-jogador Dudu Cearense respondeu ao desabafo de Honda e, em inglês, fez um apelo para que ele permaneça no clube. "Honda, me desculpe por dizer isso, mas nesse momento o clube precisa de você. Por que você está pensando em sair? Sair não é a melhor maneira, chame os jogadores e faça isso como um verdadeiro líder. Pense nisso, você consegue. Saudações alvinegras", escreveu.

Recentemente, Honda acertou renovação de seu contrato até fevereiro de 2021, quando termina o Campeonato Brasileiro. O jogador é titular absoluto do time, mas ficou ausente de alguns jogos por limitações físicas. Ele atuou em 24 jogos e marcou três gols nessa temporada.

Nesta sexta, o clube decidiu demitir Ramón Diaz e seus auxiliares antes mesmo de ele estrear e também anunciou a contratação de Eduardo Barroca, que dirigiu o time alvinegro no ano passado.

A diretoria optou pela demissão do treinador argentino por entender que "não pode mais esperar" o comandante, que passou por cirurgia recentemente. Sua alta, antes prevista para esta semana, foi adiada para 7 de dezembro porque o quadro de saúde é menos simples do que se imaginava.

Barroca será o quinto técnico do time alvinegro em 2020. A equipe começou o ano com Alberto Valentim e depois teve Paulo Autuori e Bruno Lazaroni antes da troca de comando desta sexta, além dos três jogos em que o preparador de goleiros Flávio Tênius treinou o time interinamente.

O Botafogo vive uma crise dentro e fora dos gramados e amarga a penúltima colocação na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro, com 20 pontos, a cinco do Sport, o primeiro time fora do grupo do descenso.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Honda desabafa após troca de técnico e cogita deixar o Botafogo: 'Inacreditável'


27/11/2020 | 20:55


O meia Keisuke Honda fez uma desabafo nas redes sociais nesta sexta-feira. Após o Botafogo decidir trocar de técnico mais uma vez na temporada, o japonês cobrou explicações do clube e afirmou que "pensa em sair" caso não seja convencido em breve de que deve permanecer.

"Inacreditável. Vou começar a pensar em sair se eles não me convencerem em alguns dias", escreveu Honda em seu perfil oficial no Twitter. Um dos líderes do elenco, o japonês está descontente com a situação do Botafogo, que anunciou o quinto treinador em 2020 e está mergulhado em uma grave crise financeira.

O ex-jogador Dudu Cearense respondeu ao desabafo de Honda e, em inglês, fez um apelo para que ele permaneça no clube. "Honda, me desculpe por dizer isso, mas nesse momento o clube precisa de você. Por que você está pensando em sair? Sair não é a melhor maneira, chame os jogadores e faça isso como um verdadeiro líder. Pense nisso, você consegue. Saudações alvinegras", escreveu.

Recentemente, Honda acertou renovação de seu contrato até fevereiro de 2021, quando termina o Campeonato Brasileiro. O jogador é titular absoluto do time, mas ficou ausente de alguns jogos por limitações físicas. Ele atuou em 24 jogos e marcou três gols nessa temporada.

Nesta sexta, o clube decidiu demitir Ramón Diaz e seus auxiliares antes mesmo de ele estrear e também anunciou a contratação de Eduardo Barroca, que dirigiu o time alvinegro no ano passado.

A diretoria optou pela demissão do treinador argentino por entender que "não pode mais esperar" o comandante, que passou por cirurgia recentemente. Sua alta, antes prevista para esta semana, foi adiada para 7 de dezembro porque o quadro de saúde é menos simples do que se imaginava.

Barroca será o quinto técnico do time alvinegro em 2020. A equipe começou o ano com Alberto Valentim e depois teve Paulo Autuori e Bruno Lazaroni antes da troca de comando desta sexta, além dos três jogos em que o preparador de goleiros Flávio Tênius treinou o time interinamente.

O Botafogo vive uma crise dentro e fora dos gramados e amarga a penúltima colocação na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro, com 20 pontos, a cinco do Sport, o primeiro time fora do grupo do descenso.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;