Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 28 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Sorrento Therapeutics fecha contrato para desenvolver tratamento contra covid-19



27/11/2020 | 13:50


A farmacêutica Sorrento Therapeutics fechou um contrato com uma agência do Departamento de Defesa dos Estados Unidos para desenvolver um tratamento rápido contra a covid-19 usando anticorpos neutralizantes codificados por genes. O acordo forneceria à subsidiária SmartPharm Therapeutics até US$ 34 milhões para a segunda fase dos testes clínicos.

A Sorrento também disse que buscará mais financiamento para apoiar o programa e que pretende pedir autorização para uso emergencial e fabricação em grande escala do anticorpo, dependendo dos resultados dos testes. A companhia afirmou que, se o tratamento se mostrar eficaz, pode ser um método alternativo de proteção de populações nas quais as vacinas não funcionam tão bem, como idosos ou quem tem a imunidade comprometida. (FONTE: DOW JONES NEWSWIRES)



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Sorrento Therapeutics fecha contrato para desenvolver tratamento contra covid-19


27/11/2020 | 13:50


A farmacêutica Sorrento Therapeutics fechou um contrato com uma agência do Departamento de Defesa dos Estados Unidos para desenvolver um tratamento rápido contra a covid-19 usando anticorpos neutralizantes codificados por genes. O acordo forneceria à subsidiária SmartPharm Therapeutics até US$ 34 milhões para a segunda fase dos testes clínicos.

A Sorrento também disse que buscará mais financiamento para apoiar o programa e que pretende pedir autorização para uso emergencial e fabricação em grande escala do anticorpo, dependendo dos resultados dos testes. A companhia afirmou que, se o tratamento se mostrar eficaz, pode ser um método alternativo de proteção de populações nas quais as vacinas não funcionam tão bem, como idosos ou quem tem a imunidade comprometida. (FONTE: DOW JONES NEWSWIRES)

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;