Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 18 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Índice de sentimento econômico da zona do euro cai a 87,6 pontos em novembro



27/11/2020 | 08:39


O índice de sentimento econômico da zona do euro, que mede a confiança de setores corporativos e dos consumidores, caiu de 91,1 pontos em outubro para 87,6 pontos em novembro, em meio à segunda onda de covid-19 na região, segundo dados publicados nesta quinta-feira pela Comissão Europeia, braço executivo da União Europeia. O resultado de outubro foi ligeiramente revisado para cima, de 90,9 originalmente. Foi a primeira queda desde abril, quando restrições mais duras foram aplicadas pela última vez.

Analistas consultados pelo Wall Street Journal previam, contudo, queda mais forte do indicador, a 86,5 pontos.

Apenas a confiança do consumidor diminuiu de -15,5 pontos a -17,6, confirmando a prévia e as projeções de analistas. A da indústria recuou de -9,2 a -10,1, enquanto era esperado recuo a -10,5. A de serviços foi de -12,1 a -17,3.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Índice de sentimento econômico da zona do euro cai a 87,6 pontos em novembro


27/11/2020 | 08:39


O índice de sentimento econômico da zona do euro, que mede a confiança de setores corporativos e dos consumidores, caiu de 91,1 pontos em outubro para 87,6 pontos em novembro, em meio à segunda onda de covid-19 na região, segundo dados publicados nesta quinta-feira pela Comissão Europeia, braço executivo da União Europeia. O resultado de outubro foi ligeiramente revisado para cima, de 90,9 originalmente. Foi a primeira queda desde abril, quando restrições mais duras foram aplicadas pela última vez.

Analistas consultados pelo Wall Street Journal previam, contudo, queda mais forte do indicador, a 86,5 pontos.

Apenas a confiança do consumidor diminuiu de -15,5 pontos a -17,6, confirmando a prévia e as projeções de analistas. A da indústria recuou de -9,2 a -10,1, enquanto era esperado recuo a -10,5. A de serviços foi de -12,1 a -17,3.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;