Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 26 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Nos EUA, gastos com consumo sobem 0,5% em outubro e renda pessoal cai 0,7%



25/11/2020 | 12:42


Os gastos com consumo nos Estados Unidos subiram 0,5% em outubro ante setembro, segundo dados com ajustes sazonais publicados nesta quarta-feira pelo Departamento do Comércio. O resultado veio acima da expectativa de analistas consultados pelo The Wall Street Journal, que previam acréscimo de 0,3%. Já a renda pessoal caiu 0,7% no período, recuo maior do que a estimativa, que era de baixa de 0,1%.

A pesquisa também mostrou que o índice de preços de gastos com consumo (PCE, na sigla em inglês) - medida de inflação preferida do Federal Reserve (Fed, o banco central americano) ficou estável em outubro ante setembro.

O núcleo do PCE, que exclui itens voláteis como alimentos e energia, também ficou estável no período, ficando em linha com a projeção de analistas.

Na comparação anual, o PCE e seu núcleo tiveram respectivas altas de 1,2% e 1,4% em outubro.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Nos EUA, gastos com consumo sobem 0,5% em outubro e renda pessoal cai 0,7%


25/11/2020 | 12:42


Os gastos com consumo nos Estados Unidos subiram 0,5% em outubro ante setembro, segundo dados com ajustes sazonais publicados nesta quarta-feira pelo Departamento do Comércio. O resultado veio acima da expectativa de analistas consultados pelo The Wall Street Journal, que previam acréscimo de 0,3%. Já a renda pessoal caiu 0,7% no período, recuo maior do que a estimativa, que era de baixa de 0,1%.

A pesquisa também mostrou que o índice de preços de gastos com consumo (PCE, na sigla em inglês) - medida de inflação preferida do Federal Reserve (Fed, o banco central americano) ficou estável em outubro ante setembro.

O núcleo do PCE, que exclui itens voláteis como alimentos e energia, também ficou estável no período, ficando em linha com a projeção de analistas.

Na comparação anual, o PCE e seu núcleo tiveram respectivas altas de 1,2% e 1,4% em outubro.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;