Fechar
Publicidade

Sábado, 23 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Ídolo do Milan e da Suécia, Ibrahimovic não descarta seu retorno à seleção



25/11/2020 | 11:54


Quatro anos após anunciar a sua aposentadoria da seleção da Suécia, o centroavante Zlatan Ibrahimovic, um dos maiores ídolos do futebol do país nórdico, confessou nesta quarta-feira que pode voltar a vestir a camisa do time nacional. O artilheiro do Milan disse que sente saudades de representar seu país e garante que ainda tem muito a ajudar, mesmo com 39 anos.

"Se você me perguntar, vou ser sincero: sim, sinto falta da seleção. Não é segredo. Quem não sente falta já terminou a sua carreira e eu não terminei a minha", disse Ibrahimovic, em entrevista ao jornal sueco Aftonbladet, que não confirmou se jogará a próxima Eurocopa se receber o convite. "Me dê um tempo. Preciso pensar sobre isso", finalizou.

Ibrahimovic publicou uma foto em suas redes sociais no início deste mês com a camisa da seleção sueca e colocou a legenda "quanto tempo", o que agitou todos e criou diversos rumores de que o atacante estaria repensando a sua aposentadoria da equipe nacional.

Os rumores da volta de Ibrahimovic à seleção sueca esquentaram após Jan Andersson, treinador do time, não descartar a convocação do camisa 11 do Milan. Porém, ele pediu uma atitude direta do atacante.

"Ele é de longe o nosso melhor jogador de todos os tempos. O que é preciso é que ele mesmo queira se envolver. Ele me disse claramente em 2016 que não queria jogar mais na seleção nacional. Ele precisa dizer que quer voltar. Nesse caso, cabe a mim administrar", disse o técnico.

Apesar da idade, Ibrahimovic vive ótima fase com 11 gols em 10 partidas na temporada, mas Andersson não se diz surpreso com os números e com o desempenho. "Eu não posso dizer que estou tão surpreso. Se você está surpreso, significa que achou que ele não conseguiria fazer isso. Mas por outro lado, estou extremamente impressionado que ele possa continuar a ter essa fome, garra e qualidade no que faz", completou.

A Suécia não vive seu melhor momento após ter sido rebaixada na Liga das Nações da Uefa, apesar de uma boa campanha na Copa do Mundo de 2018, na Rússia. Pela seleção de seu país, Ibrahimovic participou de 109 confrontos e foi responsável por anotar 61 gols e 17 assistências.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Ídolo do Milan e da Suécia, Ibrahimovic não descarta seu retorno à seleção


25/11/2020 | 11:54


Quatro anos após anunciar a sua aposentadoria da seleção da Suécia, o centroavante Zlatan Ibrahimovic, um dos maiores ídolos do futebol do país nórdico, confessou nesta quarta-feira que pode voltar a vestir a camisa do time nacional. O artilheiro do Milan disse que sente saudades de representar seu país e garante que ainda tem muito a ajudar, mesmo com 39 anos.

"Se você me perguntar, vou ser sincero: sim, sinto falta da seleção. Não é segredo. Quem não sente falta já terminou a sua carreira e eu não terminei a minha", disse Ibrahimovic, em entrevista ao jornal sueco Aftonbladet, que não confirmou se jogará a próxima Eurocopa se receber o convite. "Me dê um tempo. Preciso pensar sobre isso", finalizou.

Ibrahimovic publicou uma foto em suas redes sociais no início deste mês com a camisa da seleção sueca e colocou a legenda "quanto tempo", o que agitou todos e criou diversos rumores de que o atacante estaria repensando a sua aposentadoria da equipe nacional.

Os rumores da volta de Ibrahimovic à seleção sueca esquentaram após Jan Andersson, treinador do time, não descartar a convocação do camisa 11 do Milan. Porém, ele pediu uma atitude direta do atacante.

"Ele é de longe o nosso melhor jogador de todos os tempos. O que é preciso é que ele mesmo queira se envolver. Ele me disse claramente em 2016 que não queria jogar mais na seleção nacional. Ele precisa dizer que quer voltar. Nesse caso, cabe a mim administrar", disse o técnico.

Apesar da idade, Ibrahimovic vive ótima fase com 11 gols em 10 partidas na temporada, mas Andersson não se diz surpreso com os números e com o desempenho. "Eu não posso dizer que estou tão surpreso. Se você está surpreso, significa que achou que ele não conseguiria fazer isso. Mas por outro lado, estou extremamente impressionado que ele possa continuar a ter essa fome, garra e qualidade no que faz", completou.

A Suécia não vive seu melhor momento após ter sido rebaixada na Liga das Nações da Uefa, apesar de uma boa campanha na Copa do Mundo de 2018, na Rússia. Pela seleção de seu país, Ibrahimovic participou de 109 confrontos e foi responsável por anotar 61 gols e 17 assistências.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;