Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 28 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Eleições municipais esquecidas

Desde a deposição do governo Saladino Cardoso Franco, em outubro de 1930, a Câmara Municipal de São Bernardo não mais funcionou


Ademir Medici

25/11/2020 | 07:00


Nomeações em pencas

A ausência do Poder Legislativo, na região e no Brasil como um todo, era mais um motivo para a sede do município de São Bernardo viver sem atividades políticas oficiais – sede formada pela Vila da Rua Marechal Deodoro e dos bairros semeados ao longo das linhas coloniais.

Eleições municipais? Negativo. O velho PRP perdera a força. Sobrevivia o Partido Democrático, de apoio a Getúlio. De oposição consentida, a chamada Frente Única, englobando partidos como a Ação Nacional do PRP, Federação dos Voluntários e Liga Eleitoral Católica.

Formavam na Chapa Única nomes expressivos da política da região, com apoio dos caciques da República Velha. A Frente participou de uma eleição para escolha de deputados à Assembleia Constituinte, realizada em 1933, mantendo as velhas regras do voto a descoberto.

Na região, de 60 mil habitantes, estavam aptos a votar 2.105 eleitores. Compareceram 1.907, espalhados pelos vários distritos, de São Bernardo a Paranapiacaba.

Prefeitos nomeados
Industriais e um operário
Um busto para o senador

91 – A partir de 1930, a função legislativa passou a ser desenvolvida, ao menos em tese, pelo Conselho Consultivo ou Municipal, com membros nomeados entre os maiores contribuintes de impostos e homens de confiança do poder dominante. E havia os prefeitos, todos nomeados.
- Armando Setti: outubro de 1930 a dezembro de 1932.
- Estácio Pessoa: dezembro de 1932 a março de 1933.
- Justino Paixão: março a setembro de 1933.
- Felício Laurito: setembro de 1933 a fevereiro de 1936.
- Generoso Alves de Siqueira: fevereiro a agosto de 1936.

92 – O Conselho Municipal do velho município de São Bernardo, outra criação da Revolução de Getúlio, teve várias formações nesta primeira metade da década de 1930. Em sua maioria, industriais locais.

93 – Francisco Carneiro da Cunha, Armando de Arruda Pereira, Giacinto Tognato, Alberto F. Kowarick e Pery Ronchetti constituíram o primeiro Conselho.

94 – Roberto Vieira Issler, Mario Giorgi, Carlos de Barros e Nerino Colli foram os nomes novos do conselho seguinte, ao lado dos veteranos Ronchetti e Tognato.

95 – Um terceiro Conselho Municipal: Emílio Cordes, Erasmo Assumpção Junior, Ronchetti e Tognato, os dois últimos depois substituídos por Francisco Matarazzo de Nicola e o jovem Fioravante Zampol.

96 – Um conselheiro que não aparece nas listas oficiais, mas é citado pela imprensa da época: Nelson Cardoso Franco.

97 – Algumas regras determinavam a escolha dos conselheiros: três membros deveriam sair dentre os dez maiores contribuintes de impostos, um ou mais de livre escolha do interventor estadual e um apenas indicado pelo prefeito.

98 –  Há o caso de Nerino Colli, indicado pelo prefeito Justino Paixão, nome sugerido pelos sindicatos de operários – já que Colli era operário em fábrica de móveis na Vila de São Bernardo.

99 – E os velhos caciques, os que caíram com a Revolução de Getúlio? Não desapareceram de vez. O semanário <CF160>O São Bernardo</CF> critica a formação do conselho no governo Laurito. Diz que o órgão foi formado obedecendo aos desejos dos Flaquer e dos Franco, “que se consideram proprietários da ‘Fazenda’ Prefeitura Municipal de Santo André”.

100 – E em pleno regime de exceção, o velho e influente senador Flaquer, falecido durante a República Velha, foi homenageado ao ter seu busto inaugurado no Centro de Santo André. Não era estátua, era busto, instalado em pedestal na confluência das ruas Coronel Oliveira Lima, Senador Flaquer e Luiz Pinto Flaquer, triângulo que ganhou o nome popular de Largo da Estátua, oficialmente Praça Embaixador Pedro de Toledo – Toledo, que de interventor paulista foi aclamado pelo povo governador de São Paulo durante a Revolução de 1932.
 

Diário há meio século

Quarta-feira, 25 de novembro de 1970 – ano 13, edição 1393

Manchete – O presidente Medici vinha a São Paulo para visitar o VII Salão do Automóvel, no Anhembi.
Futebol – Santo André FC anunciava um novo técnico: João Rafael da Silva, o Pacau.


Em 25 de novembro de...

1920 – A Apea (Associação Paulista de Esportes Atléticos) declarava não se opor a que os jogos do Primeiro de Maio FC fossem mandados em Santo André, desde que o clube construísse na cidade um campo apropriado.
Nota – O campo seria construído na Rua Brás Cubas, a poucos metros da Praça do Carmo.
1955 – Entra em vigor o Estado de sítio no Brasil, com duração inicial de 30 dias.
Mais uma vez cercada a casa do presidente da República, Café Filho, em Copacabana, no Rio de Janeiro.
Nereu Ramos continuava interinamente na Presidência.

Hoje

- Dia Internacional da Eliminação da Violência contra a Mulher
- Dia Internacional do Doador de Sangue

Santos do Dia

- Catarina (Egito, 287-305).
- Santos: Alano, Alnoth, Erasmo, Ima, Jucunda, Mercúrio, Mesrop e Moisés (presbítero romano e mártir).
- Beatos: Bernoldo, Conrado, Ecberto e Isabel Bona

PEDRO. Patriarca da Alexandria. Sob sua responsabilidade estavam as igrejas do Egito, da Tebaida e da Líbia, territórios de muita perseguição aos cristãos. Ele próprio foi decapitado, em 25 de novembro de 311



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Eleições municipais esquecidas

Desde a deposição do governo Saladino Cardoso Franco, em outubro de 1930, a Câmara Municipal de São Bernardo não mais funcionou

Ademir Medici

25/11/2020 | 07:00


Nomeações em pencas

A ausência do Poder Legislativo, na região e no Brasil como um todo, era mais um motivo para a sede do município de São Bernardo viver sem atividades políticas oficiais – sede formada pela Vila da Rua Marechal Deodoro e dos bairros semeados ao longo das linhas coloniais.

Eleições municipais? Negativo. O velho PRP perdera a força. Sobrevivia o Partido Democrático, de apoio a Getúlio. De oposição consentida, a chamada Frente Única, englobando partidos como a Ação Nacional do PRP, Federação dos Voluntários e Liga Eleitoral Católica.

Formavam na Chapa Única nomes expressivos da política da região, com apoio dos caciques da República Velha. A Frente participou de uma eleição para escolha de deputados à Assembleia Constituinte, realizada em 1933, mantendo as velhas regras do voto a descoberto.

Na região, de 60 mil habitantes, estavam aptos a votar 2.105 eleitores. Compareceram 1.907, espalhados pelos vários distritos, de São Bernardo a Paranapiacaba.

Prefeitos nomeados
Industriais e um operário
Um busto para o senador

91 – A partir de 1930, a função legislativa passou a ser desenvolvida, ao menos em tese, pelo Conselho Consultivo ou Municipal, com membros nomeados entre os maiores contribuintes de impostos e homens de confiança do poder dominante. E havia os prefeitos, todos nomeados.
- Armando Setti: outubro de 1930 a dezembro de 1932.
- Estácio Pessoa: dezembro de 1932 a março de 1933.
- Justino Paixão: março a setembro de 1933.
- Felício Laurito: setembro de 1933 a fevereiro de 1936.
- Generoso Alves de Siqueira: fevereiro a agosto de 1936.

92 – O Conselho Municipal do velho município de São Bernardo, outra criação da Revolução de Getúlio, teve várias formações nesta primeira metade da década de 1930. Em sua maioria, industriais locais.

93 – Francisco Carneiro da Cunha, Armando de Arruda Pereira, Giacinto Tognato, Alberto F. Kowarick e Pery Ronchetti constituíram o primeiro Conselho.

94 – Roberto Vieira Issler, Mario Giorgi, Carlos de Barros e Nerino Colli foram os nomes novos do conselho seguinte, ao lado dos veteranos Ronchetti e Tognato.

95 – Um terceiro Conselho Municipal: Emílio Cordes, Erasmo Assumpção Junior, Ronchetti e Tognato, os dois últimos depois substituídos por Francisco Matarazzo de Nicola e o jovem Fioravante Zampol.

96 – Um conselheiro que não aparece nas listas oficiais, mas é citado pela imprensa da época: Nelson Cardoso Franco.

97 – Algumas regras determinavam a escolha dos conselheiros: três membros deveriam sair dentre os dez maiores contribuintes de impostos, um ou mais de livre escolha do interventor estadual e um apenas indicado pelo prefeito.

98 –  Há o caso de Nerino Colli, indicado pelo prefeito Justino Paixão, nome sugerido pelos sindicatos de operários – já que Colli era operário em fábrica de móveis na Vila de São Bernardo.

99 – E os velhos caciques, os que caíram com a Revolução de Getúlio? Não desapareceram de vez. O semanário <CF160>O São Bernardo</CF> critica a formação do conselho no governo Laurito. Diz que o órgão foi formado obedecendo aos desejos dos Flaquer e dos Franco, “que se consideram proprietários da ‘Fazenda’ Prefeitura Municipal de Santo André”.

100 – E em pleno regime de exceção, o velho e influente senador Flaquer, falecido durante a República Velha, foi homenageado ao ter seu busto inaugurado no Centro de Santo André. Não era estátua, era busto, instalado em pedestal na confluência das ruas Coronel Oliveira Lima, Senador Flaquer e Luiz Pinto Flaquer, triângulo que ganhou o nome popular de Largo da Estátua, oficialmente Praça Embaixador Pedro de Toledo – Toledo, que de interventor paulista foi aclamado pelo povo governador de São Paulo durante a Revolução de 1932.
 

Diário há meio século

Quarta-feira, 25 de novembro de 1970 – ano 13, edição 1393

Manchete – O presidente Medici vinha a São Paulo para visitar o VII Salão do Automóvel, no Anhembi.
Futebol – Santo André FC anunciava um novo técnico: João Rafael da Silva, o Pacau.


Em 25 de novembro de...

1920 – A Apea (Associação Paulista de Esportes Atléticos) declarava não se opor a que os jogos do Primeiro de Maio FC fossem mandados em Santo André, desde que o clube construísse na cidade um campo apropriado.
Nota – O campo seria construído na Rua Brás Cubas, a poucos metros da Praça do Carmo.
1955 – Entra em vigor o Estado de sítio no Brasil, com duração inicial de 30 dias.
Mais uma vez cercada a casa do presidente da República, Café Filho, em Copacabana, no Rio de Janeiro.
Nereu Ramos continuava interinamente na Presidência.

Hoje

- Dia Internacional da Eliminação da Violência contra a Mulher
- Dia Internacional do Doador de Sangue

Santos do Dia

- Catarina (Egito, 287-305).
- Santos: Alano, Alnoth, Erasmo, Ima, Jucunda, Mercúrio, Mesrop e Moisés (presbítero romano e mártir).
- Beatos: Bernoldo, Conrado, Ecberto e Isabel Bona

PEDRO. Patriarca da Alexandria. Sob sua responsabilidade estavam as igrejas do Egito, da Tebaida e da Líbia, territórios de muita perseguição aos cristãos. Ele próprio foi decapitado, em 25 de novembro de 311

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;