Fechar
Publicidade

Sábado, 23 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Turismo

turismo@dgabc.com.br | 4435-8367

Vai alugar carro para viajar no Réveillon? Então corra

 Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Redação
Do Rota de Férias

23/11/2020 | 15:18


Quem pretende alugar carro para viajar no Réveillon precisa correr. Destinos como Belo Horizonte, Fortaleza, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo devem ter alta procura no fim do ano, de acordo com a Associação Brasileira das Locadoras de Automóveis (ABLA). O ideal, portanto, é se planejar com antecedência e fazer as reservas o quanto antes.

Aluguel de carro no Réveillon

De acordo com a ABLA, nos recentes feriados de 7 de setembro e 12 outubro, cerca de 80% das locadoras de carros que trabalham em aeroportos no Brasil ficaram sem carros disponíveis. “No Natal e no Réveillon, é provável é que isso se repita”, diz o presidente da associação, Paulo Miguel Junior. “Desde maio, há uma demanda reprimida por viagens em função das medidas de isolamento social. A partir de setembro, com a crescente flexibilização do isolamento, o turismo interno voltou com força”, completa.

Além disso, há menos modelos disponíveis no mercado. O setor de aluguel de carros iniciou o ano com uma frota de 998 mil veículos e, em setembro de 2020, em função da pandemia, viu esse número cair para 916 mil.

Quer ganhar um e-book exclusivo com dicas de viagem? Assine nossa newsletter neste link.

“Neste momento, existem cerca de 100 mil a 150 mil automóveis e modelos comerciais leves necessários para as locadoras atenderem a retomada, mas que estão com entrega em atraso por parte das montadoras”, aponta Miguel Junior.

O presidente da associação acrescenta que não há um embate entre as empresas do nosso setor e as montadoras. “Sabemos que a indústria ainda enfrenta problemas como o aumento dos custos por causa do câmbio e da lenta retomada da cadeia de fornecimento de peças. “Porém, o fato é que estamos convivendo com a falta de carros para renovar a frota e, por consequência, isso projeta dificuldades para atendermos em 100% a demanda no Natal e no Ano Novo”, conclui o presidente da ABLA.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Vai alugar carro para viajar no Réveillon? Então corra

Redação
Do Rota de Férias

23/11/2020 | 15:18


Quem pretende alugar carro para viajar no Réveillon precisa correr. Destinos como Belo Horizonte, Fortaleza, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo devem ter alta procura no fim do ano, de acordo com a Associação Brasileira das Locadoras de Automóveis (ABLA). O ideal, portanto, é se planejar com antecedência e fazer as reservas o quanto antes.

Aluguel de carro no Réveillon

De acordo com a ABLA, nos recentes feriados de 7 de setembro e 12 outubro, cerca de 80% das locadoras de carros que trabalham em aeroportos no Brasil ficaram sem carros disponíveis. “No Natal e no Réveillon, é provável é que isso se repita”, diz o presidente da associação, Paulo Miguel Junior. “Desde maio, há uma demanda reprimida por viagens em função das medidas de isolamento social. A partir de setembro, com a crescente flexibilização do isolamento, o turismo interno voltou com força”, completa.

Além disso, há menos modelos disponíveis no mercado. O setor de aluguel de carros iniciou o ano com uma frota de 998 mil veículos e, em setembro de 2020, em função da pandemia, viu esse número cair para 916 mil.

Quer ganhar um e-book exclusivo com dicas de viagem? Assine nossa newsletter neste link.

“Neste momento, existem cerca de 100 mil a 150 mil automóveis e modelos comerciais leves necessários para as locadoras atenderem a retomada, mas que estão com entrega em atraso por parte das montadoras”, aponta Miguel Junior.

O presidente da associação acrescenta que não há um embate entre as empresas do nosso setor e as montadoras. “Sabemos que a indústria ainda enfrenta problemas como o aumento dos custos por causa do câmbio e da lenta retomada da cadeia de fornecimento de peças. “Porém, o fato é que estamos convivendo com a falta de carros para renovar a frota e, por consequência, isso projeta dificuldades para atendermos em 100% a demanda no Natal e no Ano Novo”, conclui o presidente da ABLA.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;