Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 28 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Sto.André inaugura hoje a primeira UPA Escola do Brasil

Denis Maciel/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Equipamento, na Vila Luzita, receberá alunos de medicina, enfermagem e fisioterapia; capacidade é para realizar 22 mil atendimentos por mês


Anderson Fattori
Do Diário do Grande ABC

22/11/2020 | 00:37


Os moradores da Vila Luzita, em Santo André, vão ganhar hoje uma UPA (Unidade de Pronto Atendimento). Além da capacidade para realizar 22 mil atendimentos médicos por mês – podendo inclusive receber casos de alta complexidade para estabilização –, esta será a primeira UPA Escola do Brasil, formato inovador para receber estagiários, internos e residentes de medicina, enfermagem e fisioterapia. A estrutura deverá ser ampliada no futuro com extensão para oferecer atendimentos de nutrição, serviço social, farmácia e gestão hospitalar.

No primeiro momento, a unidade vai oferecer campo para estudantes das universidades da região, mas, segundo a administração municipal, será rotativo, já que demais universidades podem manifestar interesse e realizar cadastro para participar do processo de estágio e residência no equipamento.

“A UPA Escola vai fortalecer o nosso sistema de Saúde e garantir a especialização e qualificação do atendimento de forma multidisciplinar e integrada”, ressalta o prefeito Paulo Serra (PSDB), que participará do primeiro evento público após sua reeleição do último domingo, quando alcançou a expressiva marca de 76,8% dos votos válidos ainda no primeiro turno do pleito municipal.

Esta será a maior UPA da cidade e o 23º equipamento modernizado e revitalizado pela Prefeitura nos últimos quatro anos, durante a atual gestão. “Implantamos um novo padrão de qualidade na saúde de Santo André, em programa permanente que traz melhorias estruturais e informatização para garantir eficiência e humanização no atendimento. Até o fim do ano, serão 26 equipamentos modernizados. A meta é levar este novo conceito para toda a rede municipal nos próximos anos”, destacou Paulo Serra.

O padrão citado pelo prefeito integra o programa Qualisaúde, lançado em julho de 2017, que busca modernizar as unidades municipais de saúde.

Com estrutura física de aproximadamente 2.000 metros quadrados, o local teve investimento de R$ 4,4 milhões para ser transformado em unidade de pronto atendimento.

A unidade será entregue com sistema informatizado, ampla recepção adaptada para pessoas com deficiência física e visual, três salas de classificação de risco, seis consultórios, sendo três de pediatria, farmácia 24h, sala vermelha (UTI), sala amarela (semiUTI), três salas de isolamento, sala de medicação, sala de inalação, sala de sutura, sala de curativo, além de uma sala de raio-X digital.

Hoje, a partir das 11h, durante o evento de inauguração, o prefeito vai cortar a faixa mas, com objetivo de evitar aglomeração e seguindo os protocolos sanitários, a entrega não terá presença de público e poderá se acompanhada por intermédio das redes sociais da Prefeitura.
 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Sto.André inaugura hoje a primeira UPA Escola do Brasil

Equipamento, na Vila Luzita, receberá alunos de medicina, enfermagem e fisioterapia; capacidade é para realizar 22 mil atendimentos por mês

Anderson Fattori
Do Diário do Grande ABC

22/11/2020 | 00:37


Os moradores da Vila Luzita, em Santo André, vão ganhar hoje uma UPA (Unidade de Pronto Atendimento). Além da capacidade para realizar 22 mil atendimentos médicos por mês – podendo inclusive receber casos de alta complexidade para estabilização –, esta será a primeira UPA Escola do Brasil, formato inovador para receber estagiários, internos e residentes de medicina, enfermagem e fisioterapia. A estrutura deverá ser ampliada no futuro com extensão para oferecer atendimentos de nutrição, serviço social, farmácia e gestão hospitalar.

No primeiro momento, a unidade vai oferecer campo para estudantes das universidades da região, mas, segundo a administração municipal, será rotativo, já que demais universidades podem manifestar interesse e realizar cadastro para participar do processo de estágio e residência no equipamento.

“A UPA Escola vai fortalecer o nosso sistema de Saúde e garantir a especialização e qualificação do atendimento de forma multidisciplinar e integrada”, ressalta o prefeito Paulo Serra (PSDB), que participará do primeiro evento público após sua reeleição do último domingo, quando alcançou a expressiva marca de 76,8% dos votos válidos ainda no primeiro turno do pleito municipal.

Esta será a maior UPA da cidade e o 23º equipamento modernizado e revitalizado pela Prefeitura nos últimos quatro anos, durante a atual gestão. “Implantamos um novo padrão de qualidade na saúde de Santo André, em programa permanente que traz melhorias estruturais e informatização para garantir eficiência e humanização no atendimento. Até o fim do ano, serão 26 equipamentos modernizados. A meta é levar este novo conceito para toda a rede municipal nos próximos anos”, destacou Paulo Serra.

O padrão citado pelo prefeito integra o programa Qualisaúde, lançado em julho de 2017, que busca modernizar as unidades municipais de saúde.

Com estrutura física de aproximadamente 2.000 metros quadrados, o local teve investimento de R$ 4,4 milhões para ser transformado em unidade de pronto atendimento.

A unidade será entregue com sistema informatizado, ampla recepção adaptada para pessoas com deficiência física e visual, três salas de classificação de risco, seis consultórios, sendo três de pediatria, farmácia 24h, sala vermelha (UTI), sala amarela (semiUTI), três salas de isolamento, sala de medicação, sala de inalação, sala de sutura, sala de curativo, além de uma sala de raio-X digital.

Hoje, a partir das 11h, durante o evento de inauguração, o prefeito vai cortar a faixa mas, com objetivo de evitar aglomeração e seguindo os protocolos sanitários, a entrega não terá presença de público e poderá se acompanhada por intermédio das redes sociais da Prefeitura.
 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;