Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 24 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Sobrecarga nos pulmões leva Auricchio para a UTI

Claudinei Plaza/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Com Covid-19, prefeito de S.Caetano está em ventilação mecânica, mas estável; equipe de David Uip acompanha caso


Tauana Marin
Do Diário do Grande ABC

22/11/2020 | 00:11


Prefeito reeleito de São Caetano, José Auricchio Júnior (PSDB) precisou ser conduzido para a UTI do Hospital Sírio-Libanês, onde se encontra internado desde dia 15, em razão de complicações da Covid-19. Auricchio foi diagnosticado com o novo coronavírus no dia 12.

“Por conta de alterações nos padrões respiratórios, ele está em ventilação mecânica invasiva, como parte do tratamento. O quadro é estável, e evolui de forma esperada”, diz a assessoria, por meio de nota publicada na rede social do prefeito. Na sexta-feira, embora os índices de saturação fossem adequados, foi detectada sobrecarga nos pulmões.

Entubado, o gestor municipal está sendo acompanhado pela equipe médica de David Uip, médico infectologista e coordenador do Centro de Contingência do coronavírus em São Paulo. Até o fechamento deste edição, o quadro clínico do prefeito de São Caetano se mantinha inalterado. Questionados, familiares não quiseram se pronunciar.

Devido à doença, Auricchio não pôde participar da reta final da eleição – vencida por ele por 42.842 votos (entretanto, aguarda decisão judicial por condenação da eleição de 2016 para ter o sufrágio validado). Sua mulher, Denise, e seu filho, o deputado estadual Thiago Auricchio (PL), também testaram positivo para a Covid-19, mas sem quadro infeccioso. O trio, inclusive, foi impedido de votar na semana passada.

Vale lembrar que o Diário entrevistou Auricchio na terça-feira. Na ocasião, ele conversava sem muita dificuldade, mas com pausas mais longas para recuperar o fôlego. Também apresentava quadro de tosse constante. Porém, no meio da semana, foi levado a uma semiUTI – estava no quarto anteriormente – para monitoramento.

EVOLUÇÃO NA CIDADE
Atualmente, dos 149 mil habitantes de São Caetano, cerca de 3% testaram positivo para o Covid-19. Apesar de, entre as demais cidades da região (Santo André, São Bernardo, Diadema e Mauá), manter o menor número de casos absolutos, o volume de infectados pelo novo coronavírus passou de 3.976 para 4.768 no prazo de um mês, entre 20 de outubro e o dia 20 deste mês – 792 novos contaminados pelo vírus.

Em 30 dias, a média móvel (razão de casos ou mortes dos últimos 7 dias) na cidade também se elevou, passando de 20,1 por dia para 40,7 por dia.

A ocupação de UTIs em São Caetano em decorrência do novo coronavírus também registra crescimento significativo no último mês. Enquanto em outubro a taxa era de 39%, hoje está em 46%, estando atrelado automaticamente ao maior número de infectados. Já o volume de óbitos na cidade passou de 221 para 254 em 30 dias.  



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Sobrecarga nos pulmões leva Auricchio para a UTI

Com Covid-19, prefeito de S.Caetano está em ventilação mecânica, mas estável; equipe de David Uip acompanha caso

Tauana Marin
Do Diário do Grande ABC

22/11/2020 | 00:11


Prefeito reeleito de São Caetano, José Auricchio Júnior (PSDB) precisou ser conduzido para a UTI do Hospital Sírio-Libanês, onde se encontra internado desde dia 15, em razão de complicações da Covid-19. Auricchio foi diagnosticado com o novo coronavírus no dia 12.

“Por conta de alterações nos padrões respiratórios, ele está em ventilação mecânica invasiva, como parte do tratamento. O quadro é estável, e evolui de forma esperada”, diz a assessoria, por meio de nota publicada na rede social do prefeito. Na sexta-feira, embora os índices de saturação fossem adequados, foi detectada sobrecarga nos pulmões.

Entubado, o gestor municipal está sendo acompanhado pela equipe médica de David Uip, médico infectologista e coordenador do Centro de Contingência do coronavírus em São Paulo. Até o fechamento deste edição, o quadro clínico do prefeito de São Caetano se mantinha inalterado. Questionados, familiares não quiseram se pronunciar.

Devido à doença, Auricchio não pôde participar da reta final da eleição – vencida por ele por 42.842 votos (entretanto, aguarda decisão judicial por condenação da eleição de 2016 para ter o sufrágio validado). Sua mulher, Denise, e seu filho, o deputado estadual Thiago Auricchio (PL), também testaram positivo para a Covid-19, mas sem quadro infeccioso. O trio, inclusive, foi impedido de votar na semana passada.

Vale lembrar que o Diário entrevistou Auricchio na terça-feira. Na ocasião, ele conversava sem muita dificuldade, mas com pausas mais longas para recuperar o fôlego. Também apresentava quadro de tosse constante. Porém, no meio da semana, foi levado a uma semiUTI – estava no quarto anteriormente – para monitoramento.

EVOLUÇÃO NA CIDADE
Atualmente, dos 149 mil habitantes de São Caetano, cerca de 3% testaram positivo para o Covid-19. Apesar de, entre as demais cidades da região (Santo André, São Bernardo, Diadema e Mauá), manter o menor número de casos absolutos, o volume de infectados pelo novo coronavírus passou de 3.976 para 4.768 no prazo de um mês, entre 20 de outubro e o dia 20 deste mês – 792 novos contaminados pelo vírus.

Em 30 dias, a média móvel (razão de casos ou mortes dos últimos 7 dias) na cidade também se elevou, passando de 20,1 por dia para 40,7 por dia.

A ocupação de UTIs em São Caetano em decorrência do novo coronavírus também registra crescimento significativo no último mês. Enquanto em outubro a taxa era de 39%, hoje está em 46%, estando atrelado automaticamente ao maior número de infectados. Já o volume de óbitos na cidade passou de 221 para 254 em 30 dias.  

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;