Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 21 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Vôlei abre espaço para novos talentos


Do Diário do Grande ABC

16/10/1999 | 15:07


Este ano, o calendário da seleçao brasileira masculina e feminina de vôlei fez com que vários clubes passassem quase todo o primeiro semestre sem poder contar com seus principais jogadores nos campeonatos estaduais. Se para os times é uma desvantagem, o fenômeno tem dado oportunidade para vários atletas lutarem por uma chance de mostrar serviço e destacar-se no cenário do vôlei nacional.

Em Sao Paulo, os playoffs começam esta semana. Técnicos como Sérgio Negrao, do BCN/Osasco, e William, do MRV/Ituano, que perderam três jogadoras cada um para a seleçao brasileira, terao de contar com o entusiasmo de atletas que lutam por mais espaço.

"Se por um lado os times ficaram enfraquecidos com a ausência das convocadas, o campeonato ganhou em equilíbrio", ressalta William. Negrao lembra que foi em situaçoes assim que jogadoras como Érika e Elisângela começaram a aparecer nas equipes adultas.

No time de Itu, a experiente Rosângela substitui Raquel, Kelao e Josiane revezam-se no lugar de Angela Moraes e Fabiana Berto supre a ausência da levantadora Fofao. No BCN, Fofinha substitui Ana Moser, Marcele joga no lugar da levantadora Gisele Arlene no de Andréa Teixeira e Mariana na vaga de Janina.

Chance - Entre as atletas que substituem as titulares, o sentimento é o mesmo: manter a produçao do time. "Estou muito mais preocupada em aproveitar a oportunidade na equipe principal do que em substituir uma jogadora de seleçao", diz Marcele. A atleta, que já ficou no lugar de Gisele no ano passado, sonha em também chegar ao time de Bernardinho. "Ainda tenho muito que aprender, mas acho que estou no caminho certo."

A também levantadora Fabiana Berto tem a tarefa de substituir Fofao. "Nao achei muito complicado porque já havia sido titular no Pinheiros e no próprio MRV antes de a Fofao chegar", diz. No caso, lembra ela, foi Fofao quem teve de adaptar-se ao restante do time. "Ela é muito boa e nao encontrou dificuldade para jogar com o grupo." A pressao, segundo ela, nao aumentou com a presença da companheira de equipe.

No Paulista Masculino, o técnico Mauro Grasso, do Banespa, teve de mudar o time por causa da ausência de três astros. "Nos poucos jogos em que pude contar com o Gustavo, o Celsinho e o Joel, no início do Paulista, eles acabaram ficando no banco para nao prejudicar o trabalho de entrosamento do restante do grupo."

Anselmo, de 18 anos, supera desafios para substituir o líbero Celsinho, capitao do time. "Na verdade, nao estou na minha posiçao original da seleçao infanto-juvenil, em que sou ponta", diz. "Além disso, o Celsinho, como jogador de seleçao, tem um nível excelente", prossegue Anselmo, que garante nao ter ficado nervoso, mas muito feliz ao saber que teria sua primeira oportunidade. "A maior preocupaçao é a integraçao com o restante do time, ser aceito pelos companheiros."

Segundo Anselmo, a transiçao de juvenil para o time adulto é complicada, mas os companheiros de equipe têm ajudado bastante. "Como estou sempre no fundo da quadra, às vezes fico um pouco perdido na hora de rodar, mas nao tenho tido maiores problemas."

Calendário - A Federaçao Paulista de Vôlei (FPV) divulgou o calendário dos playoffs feminino e masculino do Estadual. Entre os homens, todas as oito equipes fazem o primeiro jogo na terça-feira. No feminino, Recreativa e Sao Caetano jogam na quarta-feira. As séries entre Palestra e MRV/Ituano e Bauru/Preve/Jopema e Blue Life/Pinheiros começam na quinta-feira.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Vôlei abre espaço para novos talentos

Do Diário do Grande ABC

16/10/1999 | 15:07


Este ano, o calendário da seleçao brasileira masculina e feminina de vôlei fez com que vários clubes passassem quase todo o primeiro semestre sem poder contar com seus principais jogadores nos campeonatos estaduais. Se para os times é uma desvantagem, o fenômeno tem dado oportunidade para vários atletas lutarem por uma chance de mostrar serviço e destacar-se no cenário do vôlei nacional.

Em Sao Paulo, os playoffs começam esta semana. Técnicos como Sérgio Negrao, do BCN/Osasco, e William, do MRV/Ituano, que perderam três jogadoras cada um para a seleçao brasileira, terao de contar com o entusiasmo de atletas que lutam por mais espaço.

"Se por um lado os times ficaram enfraquecidos com a ausência das convocadas, o campeonato ganhou em equilíbrio", ressalta William. Negrao lembra que foi em situaçoes assim que jogadoras como Érika e Elisângela começaram a aparecer nas equipes adultas.

No time de Itu, a experiente Rosângela substitui Raquel, Kelao e Josiane revezam-se no lugar de Angela Moraes e Fabiana Berto supre a ausência da levantadora Fofao. No BCN, Fofinha substitui Ana Moser, Marcele joga no lugar da levantadora Gisele Arlene no de Andréa Teixeira e Mariana na vaga de Janina.

Chance - Entre as atletas que substituem as titulares, o sentimento é o mesmo: manter a produçao do time. "Estou muito mais preocupada em aproveitar a oportunidade na equipe principal do que em substituir uma jogadora de seleçao", diz Marcele. A atleta, que já ficou no lugar de Gisele no ano passado, sonha em também chegar ao time de Bernardinho. "Ainda tenho muito que aprender, mas acho que estou no caminho certo."

A também levantadora Fabiana Berto tem a tarefa de substituir Fofao. "Nao achei muito complicado porque já havia sido titular no Pinheiros e no próprio MRV antes de a Fofao chegar", diz. No caso, lembra ela, foi Fofao quem teve de adaptar-se ao restante do time. "Ela é muito boa e nao encontrou dificuldade para jogar com o grupo." A pressao, segundo ela, nao aumentou com a presença da companheira de equipe.

No Paulista Masculino, o técnico Mauro Grasso, do Banespa, teve de mudar o time por causa da ausência de três astros. "Nos poucos jogos em que pude contar com o Gustavo, o Celsinho e o Joel, no início do Paulista, eles acabaram ficando no banco para nao prejudicar o trabalho de entrosamento do restante do grupo."

Anselmo, de 18 anos, supera desafios para substituir o líbero Celsinho, capitao do time. "Na verdade, nao estou na minha posiçao original da seleçao infanto-juvenil, em que sou ponta", diz. "Além disso, o Celsinho, como jogador de seleçao, tem um nível excelente", prossegue Anselmo, que garante nao ter ficado nervoso, mas muito feliz ao saber que teria sua primeira oportunidade. "A maior preocupaçao é a integraçao com o restante do time, ser aceito pelos companheiros."

Segundo Anselmo, a transiçao de juvenil para o time adulto é complicada, mas os companheiros de equipe têm ajudado bastante. "Como estou sempre no fundo da quadra, às vezes fico um pouco perdido na hora de rodar, mas nao tenho tido maiores problemas."

Calendário - A Federaçao Paulista de Vôlei (FPV) divulgou o calendário dos playoffs feminino e masculino do Estadual. Entre os homens, todas as oito equipes fazem o primeiro jogo na terça-feira. No feminino, Recreativa e Sao Caetano jogam na quarta-feira. As séries entre Palestra e MRV/Ituano e Bauru/Preve/Jopema e Blue Life/Pinheiros começam na quinta-feira.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;