Fechar
Publicidade

Domingo, 28 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Em meio à pandemia, eleição terá medidas sanitárias na hora do voto

Nario Barbosa/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Justiça Eleitoral aumenta horário de votação, reserva tempo para idosos e pede que eleitor leve caneta para minimizar disseminação da Covid


Miriam Gimenes

14/11/2020 | 21:14


As eleições municipais passaram por modificações devido à pandemia da Covid-19. O primeiro turno ocorre hoje e as medidas de prevenção contra a disseminação do vírus, estabelecidas pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral) e válidas para todo o Brasil, também foram adotadas nas 23 zonas eleitorais do Grande ABC, que reúnem 2.093.026 títulos ativos. As orientações sanitárias serão fiscalizadas em todas as seções eleitorais durante o período de votação, das 7h às 17h.

Medidas como o uso de máscara, desinfecção das mãos com álcool em gel e o distanciamento físico serão obrigatórias e orientadas por trabalhadores das zonas eleitorais. Neste ano, as seções ampliaram o horário de atendimento em uma hora, abrindo a votação às 7h. A determinação foi divulgada pela Justiça Eleitoral, e prevê a diminuição de aglomerações, utilizando ainda o período das 7h às 10h como prioritário, ou seja, preferencialmente aos idosos e às pessoas com doenças pré-existentes. No entanto, não será restrito, podendo receber o público em geral.

A recomendação é a de que o eleitor leve sua própria caneta (azul ou preta) para assinar o livro de presença. Além disso, o cidadão deve comparecer à sua seção levando um documento oficial com foto ou o título eleitoral, mas, diferentemente dos anos anteriores, os orientadores não pegarão a identidade. Já para quem fez a identificação biométrica, será possível utilizar o e-Título, aplicativo desenvolvido pela Justiça Eleitoral que substitui o título em papel e que pode ser baixado gratuitamente nos smartphones. O serviço on-line também poderá ser utilizado para os eleitores que não puderem comparecer à votação, já que a justificativa será feita através do sistema.

Titular de cartório da Zona Eleitoral 296ª de São Bernardo, no bairro Assunção, Marcelo Pelosini Mota explicou o passo a passo do protocolo. Segundo o funcionário, ao chegar à zona eleitoral, o cidadão precisa estar de máscara e terá de higienizar as mãos com álcool em gel na entrada das escolas. Na sala em que estiver sua seção, deverá mostrar um documento com foto, sem entregá-lo. “O mesário irá procurar o nome do eleitor no caderno, e o mesmo deverá assinar a presença, preferencialmente, com sua própria caneta. Mas será disponibilizada caso a pessoa esqueça de levar (a caneta).”

O comprovante de votação, neste ano, não será obrigatório e, portanto, o eleitor pegará apenas se desejar. Ao ser liberado à cabine de votação, poderá digitar o número de seus candidatos – primeiro vereador e depois prefeito –, tendo de higienizar as mãos com álcool em gel novamente ao fim da digitação. “As cabines serão higienizadas também. É importante frisar que não terá horário restrito ou controle de público, mas pedimos que as pessoas respeitem as orientações do pessoal que trabalhará nas escolas e que foi treinado”, disse Mota.

“Embora o horário elencado como preferencial (das 7h às 10h) não seja exclusivo a idosos e pessoas com comorbidades, pedimos também que a população procure evitar votar nesse período. Outra indicação é que o cidadão vá votar sozinho, tendo acompanhantes somente se for imprescindível”, orientou o titular de cartório.
 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Em meio à pandemia, eleição terá medidas sanitárias na hora do voto

Justiça Eleitoral aumenta horário de votação, reserva tempo para idosos e pede que eleitor leve caneta para minimizar disseminação da Covid

Miriam Gimenes

14/11/2020 | 21:14


As eleições municipais passaram por modificações devido à pandemia da Covid-19. O primeiro turno ocorre hoje e as medidas de prevenção contra a disseminação do vírus, estabelecidas pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral) e válidas para todo o Brasil, também foram adotadas nas 23 zonas eleitorais do Grande ABC, que reúnem 2.093.026 títulos ativos. As orientações sanitárias serão fiscalizadas em todas as seções eleitorais durante o período de votação, das 7h às 17h.

Medidas como o uso de máscara, desinfecção das mãos com álcool em gel e o distanciamento físico serão obrigatórias e orientadas por trabalhadores das zonas eleitorais. Neste ano, as seções ampliaram o horário de atendimento em uma hora, abrindo a votação às 7h. A determinação foi divulgada pela Justiça Eleitoral, e prevê a diminuição de aglomerações, utilizando ainda o período das 7h às 10h como prioritário, ou seja, preferencialmente aos idosos e às pessoas com doenças pré-existentes. No entanto, não será restrito, podendo receber o público em geral.

A recomendação é a de que o eleitor leve sua própria caneta (azul ou preta) para assinar o livro de presença. Além disso, o cidadão deve comparecer à sua seção levando um documento oficial com foto ou o título eleitoral, mas, diferentemente dos anos anteriores, os orientadores não pegarão a identidade. Já para quem fez a identificação biométrica, será possível utilizar o e-Título, aplicativo desenvolvido pela Justiça Eleitoral que substitui o título em papel e que pode ser baixado gratuitamente nos smartphones. O serviço on-line também poderá ser utilizado para os eleitores que não puderem comparecer à votação, já que a justificativa será feita através do sistema.

Titular de cartório da Zona Eleitoral 296ª de São Bernardo, no bairro Assunção, Marcelo Pelosini Mota explicou o passo a passo do protocolo. Segundo o funcionário, ao chegar à zona eleitoral, o cidadão precisa estar de máscara e terá de higienizar as mãos com álcool em gel na entrada das escolas. Na sala em que estiver sua seção, deverá mostrar um documento com foto, sem entregá-lo. “O mesário irá procurar o nome do eleitor no caderno, e o mesmo deverá assinar a presença, preferencialmente, com sua própria caneta. Mas será disponibilizada caso a pessoa esqueça de levar (a caneta).”

O comprovante de votação, neste ano, não será obrigatório e, portanto, o eleitor pegará apenas se desejar. Ao ser liberado à cabine de votação, poderá digitar o número de seus candidatos – primeiro vereador e depois prefeito –, tendo de higienizar as mãos com álcool em gel novamente ao fim da digitação. “As cabines serão higienizadas também. É importante frisar que não terá horário restrito ou controle de público, mas pedimos que as pessoas respeitem as orientações do pessoal que trabalhará nas escolas e que foi treinado”, disse Mota.

“Embora o horário elencado como preferencial (das 7h às 10h) não seja exclusivo a idosos e pessoas com comorbidades, pedimos também que a população procure evitar votar nesse período. Outra indicação é que o cidadão vá votar sozinho, tendo acompanhantes somente se for imprescindível”, orientou o titular de cartório.
 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;