Fechar
Publicidade

Sábado, 6 de Março

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

diarinho@dgabc.com.br | 4435-8396

Somente 28% das crianças do Brasil praticaram atividades físicas durante o período da pandemia

 Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Luís Felipe Soares
Do Diário do Grande ABC

15/11/2020 | 00:02


A pandemia modificou a rotina de adultos e crianças, com as pessoas ficando mais em casa para evitar a proliferação da Covid-19. O fato de sair menos tem influenciado na diminuição de ações que fazem o corpo ‘trabalhar’ no dia a dia. Segundo pesquisa nacional, apenas 28% das crianças praticaram algum tipo de atividade física nos últimos meses.

O levantamento foi revelado pelo C.Lab, o laboratório interno de pesquisas da empresa Nestlé. Para análise, foram entrevistadas mais de 500 famílias brasileiras que falaram das mudanças de comportamento de suas vidas desde março, quando começou a recomendação para as pessoas permanecerem em suas residências por causa do novo coronavírus. 

Em comparação com a ‘vida normal’ antes da pandemia, estima-se que cerca de 73% das crianças realizavam alguma atividade física ou esporte em seu dia a dia. Os pequenos tiveram que deixar de frequentar presencialmente as escolas, principal local para brincadeiras e práticas esportivas em aulas regulares ou em compromissos extracurriculares.

A pesquisa também apontou que os entrevistados acabaram desenvolvendo problemas emocionais. Entre os sentimentos analisados estão ansiedade (57%), tédio (53%), preguiça (38%) e solidão (22%).

A interação da família pode ajudar a melhorar esses números. Períodos em parques, praças, áreas de lazer em condomínios, quintais ou nas salas são essenciais. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Somente 28% das crianças do Brasil praticaram atividades físicas durante o período da pandemia

Luís Felipe Soares
Do Diário do Grande ABC

15/11/2020 | 00:02


A pandemia modificou a rotina de adultos e crianças, com as pessoas ficando mais em casa para evitar a proliferação da Covid-19. O fato de sair menos tem influenciado na diminuição de ações que fazem o corpo ‘trabalhar’ no dia a dia. Segundo pesquisa nacional, apenas 28% das crianças praticaram algum tipo de atividade física nos últimos meses.

O levantamento foi revelado pelo C.Lab, o laboratório interno de pesquisas da empresa Nestlé. Para análise, foram entrevistadas mais de 500 famílias brasileiras que falaram das mudanças de comportamento de suas vidas desde março, quando começou a recomendação para as pessoas permanecerem em suas residências por causa do novo coronavírus. 

Em comparação com a ‘vida normal’ antes da pandemia, estima-se que cerca de 73% das crianças realizavam alguma atividade física ou esporte em seu dia a dia. Os pequenos tiveram que deixar de frequentar presencialmente as escolas, principal local para brincadeiras e práticas esportivas em aulas regulares ou em compromissos extracurriculares.

A pesquisa também apontou que os entrevistados acabaram desenvolvendo problemas emocionais. Entre os sentimentos analisados estão ansiedade (57%), tédio (53%), preguiça (38%) e solidão (22%).

A interação da família pode ajudar a melhorar esses números. Períodos em parques, praças, áreas de lazer em condomínios, quintais ou nas salas são essenciais. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;