Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 9 de Março

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Bolsonaro: 'Se certificada pela Anvisa, governo compra vacina; mas não obrigará'

 Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


09/11/2020 | 20:38


O presidente Jair Bolsonaro voltou a dizer na noite desta segunda-feira, 9, que o governo federal pretende comprar e disponibilizar a vacina contra a covid-19, desde que certificada pela Anvisa, mas não tornará a imunização obrigatória.

Um decreto assinado pelo próprio Bolsonaro em fevereiro deste ano, no entanto, autoriza a obrigatoriedade da vacina contra o novo coronavírus como forma de combater a pandemia.

A fala foi feita em live nas redes sociais ao lado de Delegada Patrícia (Podemos), candidata à Prefeitura do Recife com o apoio do Planalto. Ela também se manifestou de modo contrário à vacinação compulsória.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Bolsonaro: 'Se certificada pela Anvisa, governo compra vacina; mas não obrigará'


09/11/2020 | 20:38


O presidente Jair Bolsonaro voltou a dizer na noite desta segunda-feira, 9, que o governo federal pretende comprar e disponibilizar a vacina contra a covid-19, desde que certificada pela Anvisa, mas não tornará a imunização obrigatória.

Um decreto assinado pelo próprio Bolsonaro em fevereiro deste ano, no entanto, autoriza a obrigatoriedade da vacina contra o novo coronavírus como forma de combater a pandemia.

A fala foi feita em live nas redes sociais ao lado de Delegada Patrícia (Podemos), candidata à Prefeitura do Recife com o apoio do Planalto. Ela também se manifestou de modo contrário à vacinação compulsória.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;