Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 26 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Viagem Literária passará por duas cidades do Grande ABC

 Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Programa que aproxima público de autores e está em sua 13ª edição, estará hoje em São Bernardo e amanhã em Diadema


Miriam Gimenes
Do Diário do Grande ABC

09/11/2020 | 11:40


 Colocar o público em contato com autores é a proposta da Viagem Literária, evento que está em sua 13ª edição e começa hoje. O programa, promovido pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado por meio do Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas de São Paulo,  é realizado pela Organização Social SP Leituras e, entre os destinos, passará hoje por São Bernardo e, amanhã, em Diadema. 

Esta não é a primeira vez que o evento passa na região, mas neste ano o evento será diferente. "No Viagem deste ano, realmente, tem a questão da pandemia. Então, a primeira preocupação de fazer presencial foi que fossem asseguradas as recomendações do plano São Paulo e do município. Cada um está enfrentando um momento diferente", garante Pierre Ruprecht, organizador do evento. Segundo ele, neste ano o programa passará por 61 municípios do Estado - no ano passado foram 65. 

E o primeiro módulo disponibilizado será o de poesias, com oficina e bate-papo com os escritores. Na lista estão Chacal, Daniel Minchoni, Dinha, Ronald Augusto e Ryane Leão Na região, estará amanhã na Biblioteca Monteiro Lobato, em São Bernardo, o escritor Chacal - a oficina será 14h30 e o bate-papo às 19h. Já na quarta, nos mesmos horários, o encontro será na Biblioteca Olíria de Campos. 

Ricardo de Carvalho Duarte, o Chacal, é um dos expoentes da poesia marginal brasileira. Ele começou carreira em 1971, quando publicou em?mimeógrafo "Muito prazer, Ricardo" e, no ano seguinte, "Preço da Passagem", dando início à Poesia Marginal no Brasil. Ele é criador e produtor do Centro de Experimentação Poética – CEP 20.000, acontecimento multimídia mensal, que há 29 anos revela nomes no cenário musical, poético e dramático do Rio de Janeiro.

Chacal lançou 14 livros, entre eles "Belvedere", Prêmio Associação Paulista de Críticos de Arte (2008). Estreou como ator e autor com o monólogo autobiográfico "Uma História à Margem", realizando apresentações em diversos países. Planeja o lançamento do projeto CEP XXX ANOS, com apresentações pelo Brasil reunindo poetas e performers.

Segundo o autor, a melhor forma de criar uma empatia pela poesia é através da própria poesia. "Você mostrando, lendo com os alunos e estimulando a lerem e escreverem também é a melhor forma da pessoa se interessar. Vou fazer uma seleção de poemas, com características diferentes, para também as pessoas perceberem o procedimento que o poeta usa em cada um desse tipo de poesia, se é sonoro, de metáforas, pensamento, entre outras coisas", adianta. 

O segundo módulo, Contação de Histórias: Contos Populares, que acontece de 1º a 19 de março de 2021, também percorrerá 62 bibliotecas de 61 cidades, incluindo a capital paulista.

A programação completa, com os artistas e grupos de artistas que fazem parte da etapa estão no site do programa: www.viagemliteraria.org.br. A participação é gratuita.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Viagem Literária passará por duas cidades do Grande ABC

Programa que aproxima público de autores e está em sua 13ª edição, estará hoje em São Bernardo e amanhã em Diadema

Miriam Gimenes
Do Diário do Grande ABC

09/11/2020 | 11:40


 Colocar o público em contato com autores é a proposta da Viagem Literária, evento que está em sua 13ª edição e começa hoje. O programa, promovido pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado por meio do Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas de São Paulo,  é realizado pela Organização Social SP Leituras e, entre os destinos, passará hoje por São Bernardo e, amanhã, em Diadema. 

Esta não é a primeira vez que o evento passa na região, mas neste ano o evento será diferente. "No Viagem deste ano, realmente, tem a questão da pandemia. Então, a primeira preocupação de fazer presencial foi que fossem asseguradas as recomendações do plano São Paulo e do município. Cada um está enfrentando um momento diferente", garante Pierre Ruprecht, organizador do evento. Segundo ele, neste ano o programa passará por 61 municípios do Estado - no ano passado foram 65. 

E o primeiro módulo disponibilizado será o de poesias, com oficina e bate-papo com os escritores. Na lista estão Chacal, Daniel Minchoni, Dinha, Ronald Augusto e Ryane Leão Na região, estará amanhã na Biblioteca Monteiro Lobato, em São Bernardo, o escritor Chacal - a oficina será 14h30 e o bate-papo às 19h. Já na quarta, nos mesmos horários, o encontro será na Biblioteca Olíria de Campos. 

Ricardo de Carvalho Duarte, o Chacal, é um dos expoentes da poesia marginal brasileira. Ele começou carreira em 1971, quando publicou em?mimeógrafo "Muito prazer, Ricardo" e, no ano seguinte, "Preço da Passagem", dando início à Poesia Marginal no Brasil. Ele é criador e produtor do Centro de Experimentação Poética – CEP 20.000, acontecimento multimídia mensal, que há 29 anos revela nomes no cenário musical, poético e dramático do Rio de Janeiro.

Chacal lançou 14 livros, entre eles "Belvedere", Prêmio Associação Paulista de Críticos de Arte (2008). Estreou como ator e autor com o monólogo autobiográfico "Uma História à Margem", realizando apresentações em diversos países. Planeja o lançamento do projeto CEP XXX ANOS, com apresentações pelo Brasil reunindo poetas e performers.

Segundo o autor, a melhor forma de criar uma empatia pela poesia é através da própria poesia. "Você mostrando, lendo com os alunos e estimulando a lerem e escreverem também é a melhor forma da pessoa se interessar. Vou fazer uma seleção de poemas, com características diferentes, para também as pessoas perceberem o procedimento que o poeta usa em cada um desse tipo de poesia, se é sonoro, de metáforas, pensamento, entre outras coisas", adianta. 

O segundo módulo, Contação de Histórias: Contos Populares, que acontece de 1º a 19 de março de 2021, também percorrerá 62 bibliotecas de 61 cidades, incluindo a capital paulista.

A programação completa, com os artistas e grupos de artistas que fazem parte da etapa estão no site do programa: www.viagemliteraria.org.br. A participação é gratuita.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;