Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 17 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Bicicletas na região

A bicicleta não polui, não ocupa grandes espaços e permite o deslocamento mesmo com a lentidão do trânsito


Cristina Baddini

12/06/2009 | 00:00


Procurando melhorar as condições de fluidez das vias, incentivar a prática de atividades saudáveis pela população e assim ajudar a prevenir doenças evitando o sedentarismo, muitas cidades têm incentivado a população a utilizar a bicicleta como meio de transporte. A bicicleta não polui, não ocupa grandes espaços e permite o deslocamento mesmo com a lentidão do trânsito.

Tudo de bom
Assim como os inúmeros programas de plantio de árvores, o uso da bicicleta oferece igual contribuição ao programa de contenção e redução do aquecimento global. Sabe-se que cerca de 80% da população anda ou viaja com transporte público ou bicicleta e só 20% utiliza o automóvel particular. No entanto, esses 20% são responsáveis pela ocupação de 70% do espaço das cidades. Dessa forma, a emissão de gases provocada pelos automóveis se torna o grande vilão ambiental e exige a pronta transformação dos hábitos da população vez que estamos diante de um processo de privatização do espaço público processo considerado altamente injusto sob o ponto de vista social. O que se vê é a utilização de 1 tonelada (peso de um automóvel) para transportar 70 kg (peso de uma pessoa).

A preocupação com a sustentabilidade do planeta está provocando o crescimento do uso da tradicional bike. O advento da internet propiciou o aparecimento e a divulgação de inúmeros movimentos de ciclistas permitindo a organização de pedaladas que contribuem para a luta pela qualidade de vida urbana.

Seminário em Sorocaba
Nos dias 18 e 19 será realizado um Seminário Nacional sobre Política de Transporte Cicloviário promovido pela ANTP com apoio da Urbes (Empresa de Desenvolvimento Urbano e Social de Sorocaba). Os principais temas a serem tratados são:

A bicicleta e a cidade;

O impacto do transporte cicloviário no desenvolvimento urbano;

A implementação de políticas cicloviárias através de mudanças de comportamento da população por meio da educação e da legislação;

A construção da infra-estrutura cicloviária (ciclovia, tráfego compartilhado e intersecções), a oferta de estacionamento e bicicletas públicas e as perspectivas da indústria de bicicletas no Brasil.

Sorocaba possui um Plano Cicloviário, que já implementou 50 quilômetros de ciclovias e prevê a implantação de outros 50 quilômetros com a ajuda do Governo Federal. Além disso, a cidade também desenvolve um programa denominado Pedala Sorocaba"que visa estimular o uso da bicicleta por meio da organização de passeios, da promoção de ações recreativas e ações culturais além da realização de sorteios aos participantes. O evento acontecerá no Sorocaba Park Hotel, na Rua Prof. Joaquim Silva, 205. Mais informações ple telefone (15) 2101-2805.

Um desafio para o Grande ABC
Trabalhar a correta utilização da bicicleta é um desafio que se impõe aos técnicos e dirigentes municipais para que, em um futuro não muito distante, a utilização da magrela não venha a acarretar tantos acidentes e insegurança como acontece hoje com as motocicletas. É fundamental discutir e reivindicar das autoridades atuais da região a infraestrutura necessária para se pedalar com segurança no Grande ABC.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Bicicletas na região

A bicicleta não polui, não ocupa grandes espaços e permite o deslocamento mesmo com a lentidão do trânsito

Cristina Baddini

12/06/2009 | 00:00


Procurando melhorar as condições de fluidez das vias, incentivar a prática de atividades saudáveis pela população e assim ajudar a prevenir doenças evitando o sedentarismo, muitas cidades têm incentivado a população a utilizar a bicicleta como meio de transporte. A bicicleta não polui, não ocupa grandes espaços e permite o deslocamento mesmo com a lentidão do trânsito.

Tudo de bom
Assim como os inúmeros programas de plantio de árvores, o uso da bicicleta oferece igual contribuição ao programa de contenção e redução do aquecimento global. Sabe-se que cerca de 80% da população anda ou viaja com transporte público ou bicicleta e só 20% utiliza o automóvel particular. No entanto, esses 20% são responsáveis pela ocupação de 70% do espaço das cidades. Dessa forma, a emissão de gases provocada pelos automóveis se torna o grande vilão ambiental e exige a pronta transformação dos hábitos da população vez que estamos diante de um processo de privatização do espaço público processo considerado altamente injusto sob o ponto de vista social. O que se vê é a utilização de 1 tonelada (peso de um automóvel) para transportar 70 kg (peso de uma pessoa).

A preocupação com a sustentabilidade do planeta está provocando o crescimento do uso da tradicional bike. O advento da internet propiciou o aparecimento e a divulgação de inúmeros movimentos de ciclistas permitindo a organização de pedaladas que contribuem para a luta pela qualidade de vida urbana.

Seminário em Sorocaba
Nos dias 18 e 19 será realizado um Seminário Nacional sobre Política de Transporte Cicloviário promovido pela ANTP com apoio da Urbes (Empresa de Desenvolvimento Urbano e Social de Sorocaba). Os principais temas a serem tratados são:

A bicicleta e a cidade;

O impacto do transporte cicloviário no desenvolvimento urbano;

A implementação de políticas cicloviárias através de mudanças de comportamento da população por meio da educação e da legislação;

A construção da infra-estrutura cicloviária (ciclovia, tráfego compartilhado e intersecções), a oferta de estacionamento e bicicletas públicas e as perspectivas da indústria de bicicletas no Brasil.

Sorocaba possui um Plano Cicloviário, que já implementou 50 quilômetros de ciclovias e prevê a implantação de outros 50 quilômetros com a ajuda do Governo Federal. Além disso, a cidade também desenvolve um programa denominado Pedala Sorocaba"que visa estimular o uso da bicicleta por meio da organização de passeios, da promoção de ações recreativas e ações culturais além da realização de sorteios aos participantes. O evento acontecerá no Sorocaba Park Hotel, na Rua Prof. Joaquim Silva, 205. Mais informações ple telefone (15) 2101-2805.

Um desafio para o Grande ABC
Trabalhar a correta utilização da bicicleta é um desafio que se impõe aos técnicos e dirigentes municipais para que, em um futuro não muito distante, a utilização da magrela não venha a acarretar tantos acidentes e insegurança como acontece hoje com as motocicletas. É fundamental discutir e reivindicar das autoridades atuais da região a infraestrutura necessária para se pedalar com segurança no Grande ABC.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;