Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 8 de Março

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Apae de Santo André tem sede assaltada e pede ajuda para manter atividades

Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Prédio na vila Guiomar foi invadido duas vezes esta semana; feijoada beneficente que seria realizada amanhã teve de ser cancelada


Miriam Gimenes
Do Diário do Grande ABC

06/11/2020 | 12:31


O prédio da Apae Santo André, na Vila Guiomar, foi invadida duas vezes esta semana. A primeira foi na terça-feira, quando os assaltantes levaram diversos itens de valor - televisão, data show, notebooks, computadores - e mexeram em toda fiação, o que prejudicou o funcionamento do local. Na última madrugada, um homem voltou a entrar no local, mas ao notar a presença de seguranças, fugiu. Por isso, feijoada beneficente que seria realizada amanhã e ajudaria no custeio das atividades teve de ser cancelada.

A gerente da unidade, Aldine Maria Villa, disse que ao chegarem ao local, na terça-feira, encontraram tudo revirado. "Chamamos imediatamente a polícia, que pediu para não entrarmos. Mas estava tudo alagado, porque mexeram até no encanamento. Tivemos de entrar para fechar o registro. Os documentos, que foram jogados todos no chão, perdemos tudo. Até o projetor, que ficava no auditório onde as crianças assistiam desenho, foi levado", conta.

Aldine diz que não dá para estimar em valor o que foi roubado, mas que certamente fará bastante falta. "A Apae vive de doações, que já estavam escassas, em razão da pandemia. E a feijoada beneficente que faríamos amanhã (sábado), que ajudaria bastante, teve de ser cancelada, porque não tinha estrutura nenhuma para fazermos. Precisamos de ajuda", pede. Segundo ela, as atividades da unidade, que tiveram de ser adaptadas em razão da pandemia, só mudaram o formato, mas continuam a ser feitas. "As crianças estão todas com atendimento virtual, não deixamos de assisti-los. Uma vez por mês entregamos cesta básica que o Estado manda, fazemos atividades presenciais, videochamadas com psicólogos e assistentes sociais. A demanda só modificou", explica.

Desde terça-feira, havia uma equipe de segurança para que o prédio não fosse invadido novamente. Só que ontem um homem tentou entrar no local, mas foi inibido pela ação dos seguranças. "Ficamos muito vulnerável, sem água, sem luz. Pedimos apoio de uma equipe para guardar a sede. Quando ele (bandido) viu que tinha gente no prédio conseguiu fugir", diz Aldine. O caso foi registrado em boletim de ocorrência.

Quem quiser fazer doações para ajudar esta unidade da Apae tem duas contas: Banco do Brasil (Ag 1557-1 e conta 27977-3) e Bradesco (Ag 02816 e conta 9989-9), ambas em nome da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Santo André (57.599.847/0001-51). O telefone da Apae é 4993-5550.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Apae de Santo André tem sede assaltada e pede ajuda para manter atividades

Prédio na vila Guiomar foi invadido duas vezes esta semana; feijoada beneficente que seria realizada amanhã teve de ser cancelada

Miriam Gimenes
Do Diário do Grande ABC

06/11/2020 | 12:31


O prédio da Apae Santo André, na Vila Guiomar, foi invadida duas vezes esta semana. A primeira foi na terça-feira, quando os assaltantes levaram diversos itens de valor - televisão, data show, notebooks, computadores - e mexeram em toda fiação, o que prejudicou o funcionamento do local. Na última madrugada, um homem voltou a entrar no local, mas ao notar a presença de seguranças, fugiu. Por isso, feijoada beneficente que seria realizada amanhã e ajudaria no custeio das atividades teve de ser cancelada.

A gerente da unidade, Aldine Maria Villa, disse que ao chegarem ao local, na terça-feira, encontraram tudo revirado. "Chamamos imediatamente a polícia, que pediu para não entrarmos. Mas estava tudo alagado, porque mexeram até no encanamento. Tivemos de entrar para fechar o registro. Os documentos, que foram jogados todos no chão, perdemos tudo. Até o projetor, que ficava no auditório onde as crianças assistiam desenho, foi levado", conta.

Aldine diz que não dá para estimar em valor o que foi roubado, mas que certamente fará bastante falta. "A Apae vive de doações, que já estavam escassas, em razão da pandemia. E a feijoada beneficente que faríamos amanhã (sábado), que ajudaria bastante, teve de ser cancelada, porque não tinha estrutura nenhuma para fazermos. Precisamos de ajuda", pede. Segundo ela, as atividades da unidade, que tiveram de ser adaptadas em razão da pandemia, só mudaram o formato, mas continuam a ser feitas. "As crianças estão todas com atendimento virtual, não deixamos de assisti-los. Uma vez por mês entregamos cesta básica que o Estado manda, fazemos atividades presenciais, videochamadas com psicólogos e assistentes sociais. A demanda só modificou", explica.

Desde terça-feira, havia uma equipe de segurança para que o prédio não fosse invadido novamente. Só que ontem um homem tentou entrar no local, mas foi inibido pela ação dos seguranças. "Ficamos muito vulnerável, sem água, sem luz. Pedimos apoio de uma equipe para guardar a sede. Quando ele (bandido) viu que tinha gente no prédio conseguiu fugir", diz Aldine. O caso foi registrado em boletim de ocorrência.

Quem quiser fazer doações para ajudar esta unidade da Apae tem duas contas: Banco do Brasil (Ag 1557-1 e conta 27977-3) e Bradesco (Ag 02816 e conta 9989-9), ambas em nome da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Santo André (57.599.847/0001-51). O telefone da Apae é 4993-5550.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;