Fechar
Publicidade

Domingo, 28 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Região tem 73.881 casos e 2.805 mortes por coronavírus

 Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Foram 325 diagnósticos e oito óbitos ontem; Estado mantém menos de 100 óbitos por dia


Da Redação

05/11/2020 | 22:42


 As sete cidades registram 73.881 casos de Covid-19 desde o início da pandemia, em março. Entre as vítimas, 2.805 faleceram. Nos boletins epidemiológicos divulgados nesta quinta-feira (5), as prefeituras confirmaram mais 325 infectados e oito mortes – nesta semana, 32 perdas já foram contabilizadas.

Cidade com a maioria dos casos do Grande ABC, São Bernardo soma 31.282 infectados e 973 óbitos, seguida por Santo André ( 20.423 positivos e 647 falecimentos), Diadema (9.607 confirmações e 474 mortes), Mauá (6.443 casos e 356 perdas), São Caetano (4.252 infectados e 240 óbitos), Ribeirão Pires (1.253 positivos e 88 falecimentos) e Rio Grande da Serra (621 confirmações e 27 perdas). São 64.594 recuperados ao todo.

Conforme publicado pelo Diário, homens (55,2%) com 60 anos ou mais (75,9%) são as principais vítimas fatais da infecção na região. Além disso, pelo menos 42,7% delas tinham cardiopatia e 30,5%, diabete, segundo dados da Fundação Seade. O perfil é semelhante ao do Estado, onde 57,6% dos falecidos eram homens e 76,5% eram idosos.

ESTADO E PAÍS

Em São Paulo, acumula 1.125.936 diagnósticos e 39.717 mortes de Covid ao todo. Nesta semana, a média diária de óbitos está abaixo de 100, quantidade equivalente à observada em abril. “Estamos com indicadores que nos remetem ao primeiro momento da pandemia, entre março e abril. Aqui, em São Paulo, a pandemia está sob controle”, afirmou o governador João Doria (PSDB) em entrevista coletiva.

O governador assinalou que há relatos de aumento de casos em razão de encontros sociais. “Não podemos esquecer que ainda estamos no meio da pandemia e em quarentena. As pessoas perderam o medo que elas tinham no passado”, reforçou Jean Gorinchteyn, secretário de Saúde. O Centro de Contingência não descarta a possibilidade das cidades retrocederam de fase no Plano São Paulo caso as contaminações voltem a crescer no Estado.

No Brasil, o Ministério da Saúde registra 5.612.319 casos positivos e 161.736 falecimentos. A Pasta não atualizou o número de recuperados ontem, permanecendo em 5.064.344 curados.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Região tem 73.881 casos e 2.805 mortes por coronavírus

Foram 325 diagnósticos e oito óbitos ontem; Estado mantém menos de 100 óbitos por dia

Da Redação

05/11/2020 | 22:42


 As sete cidades registram 73.881 casos de Covid-19 desde o início da pandemia, em março. Entre as vítimas, 2.805 faleceram. Nos boletins epidemiológicos divulgados nesta quinta-feira (5), as prefeituras confirmaram mais 325 infectados e oito mortes – nesta semana, 32 perdas já foram contabilizadas.

Cidade com a maioria dos casos do Grande ABC, São Bernardo soma 31.282 infectados e 973 óbitos, seguida por Santo André ( 20.423 positivos e 647 falecimentos), Diadema (9.607 confirmações e 474 mortes), Mauá (6.443 casos e 356 perdas), São Caetano (4.252 infectados e 240 óbitos), Ribeirão Pires (1.253 positivos e 88 falecimentos) e Rio Grande da Serra (621 confirmações e 27 perdas). São 64.594 recuperados ao todo.

Conforme publicado pelo Diário, homens (55,2%) com 60 anos ou mais (75,9%) são as principais vítimas fatais da infecção na região. Além disso, pelo menos 42,7% delas tinham cardiopatia e 30,5%, diabete, segundo dados da Fundação Seade. O perfil é semelhante ao do Estado, onde 57,6% dos falecidos eram homens e 76,5% eram idosos.

ESTADO E PAÍS

Em São Paulo, acumula 1.125.936 diagnósticos e 39.717 mortes de Covid ao todo. Nesta semana, a média diária de óbitos está abaixo de 100, quantidade equivalente à observada em abril. “Estamos com indicadores que nos remetem ao primeiro momento da pandemia, entre março e abril. Aqui, em São Paulo, a pandemia está sob controle”, afirmou o governador João Doria (PSDB) em entrevista coletiva.

O governador assinalou que há relatos de aumento de casos em razão de encontros sociais. “Não podemos esquecer que ainda estamos no meio da pandemia e em quarentena. As pessoas perderam o medo que elas tinham no passado”, reforçou Jean Gorinchteyn, secretário de Saúde. O Centro de Contingência não descarta a possibilidade das cidades retrocederam de fase no Plano São Paulo caso as contaminações voltem a crescer no Estado.

No Brasil, o Ministério da Saúde registra 5.612.319 casos positivos e 161.736 falecimentos. A Pasta não atualizou o número de recuperados ontem, permanecendo em 5.064.344 curados.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;