Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 1 de Março

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Saul Klein anuncia afastamento do São Caetano

Nario Barbosa/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Em nota, ex-dirigente ressaltou as conquistas que teve com o time e disse que restou a ele 'a inesgotável condição de torcedor'


Da Redação

04/11/2020 | 14:29


 O empresário Saul Klein acaba de anunciar sua saída do São Caetano. Em nota oficial, lembrou as conquistas que teve enquanto esteve à frente do Azulão - Paulista de 2004 e os vice-campeonatos brasileiros de 2000 e 2001, além da Libertadores de 2002 -, inclusive recentemente: a Copa Paulista de 2019 e o Paulista A2 de 2020. O time vem passando por crise política e financeira nos últimos meses. 

Em nota, disse: "Após mais de duas décadas participando da história do futebol do São Caetano, anuncio oficialmente minha retirada da agremiação que conquistou milhares de brasileiros no início deste século. Tomo uma decisão que é um último estágio de um afastamento ditado pelas circunstâncias.

Primeiro, deixei no ano passado de contribuir maciçamente como doador oficial em valores registrados na Receita Federal. E agora o faço também como renunciante ao posto de Presidente de Honra, cuja tarefa consistia na obtenção de recursos em forma de patrocínios para minimizar os efeitos da gestão supostamente empresarial exercida ao longo dos anos pelo acionista da organização.

Estas intervenções socorristas foram suficientes para assegurar estabilidade técnica nos gramados, a ponto de o clube ter conquistado duas competições, a Copa Paulista no final do ano passado e, recentemente, a Série A-2 do Campeonato Paulista, elite do futebol estadual.

Resta a mim uma terceira parte da paixão pelo clube: a inesgotável condição de torcedor. As inconformidades alarmantes na gestão do São Caetano Futebol Limitada, alvos de processos judiciais, são objetivamente a razão de meu afastamento definitivo.

Mais que isso: me causaram tanto inconformismo, a ponto de não resistir à proposta de dirigir de forma efetivamente empresarial, agora longe da condição de mecenas, uma nova agremiação, no caso a Ferroviária de Araraquara, à qual me dedico com o entusiasmo de quem faz do futebol a extensão da própria vida.

Resta a esperança de que o São Caetano Futebol Limitada encontre um futuro próximo que restabeleça a ordem de nobreza histórica de grandes conquistas. Que os sempre anunciados novos dirigentes exercitem tal missão com sucesso. Este torcedor ficará muito feliz."



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Saul Klein anuncia afastamento do São Caetano

Em nota, ex-dirigente ressaltou as conquistas que teve com o time e disse que restou a ele 'a inesgotável condição de torcedor'

Da Redação

04/11/2020 | 14:29


 O empresário Saul Klein acaba de anunciar sua saída do São Caetano. Em nota oficial, lembrou as conquistas que teve enquanto esteve à frente do Azulão - Paulista de 2004 e os vice-campeonatos brasileiros de 2000 e 2001, além da Libertadores de 2002 -, inclusive recentemente: a Copa Paulista de 2019 e o Paulista A2 de 2020. O time vem passando por crise política e financeira nos últimos meses. 

Em nota, disse: "Após mais de duas décadas participando da história do futebol do São Caetano, anuncio oficialmente minha retirada da agremiação que conquistou milhares de brasileiros no início deste século. Tomo uma decisão que é um último estágio de um afastamento ditado pelas circunstâncias.

Primeiro, deixei no ano passado de contribuir maciçamente como doador oficial em valores registrados na Receita Federal. E agora o faço também como renunciante ao posto de Presidente de Honra, cuja tarefa consistia na obtenção de recursos em forma de patrocínios para minimizar os efeitos da gestão supostamente empresarial exercida ao longo dos anos pelo acionista da organização.

Estas intervenções socorristas foram suficientes para assegurar estabilidade técnica nos gramados, a ponto de o clube ter conquistado duas competições, a Copa Paulista no final do ano passado e, recentemente, a Série A-2 do Campeonato Paulista, elite do futebol estadual.

Resta a mim uma terceira parte da paixão pelo clube: a inesgotável condição de torcedor. As inconformidades alarmantes na gestão do São Caetano Futebol Limitada, alvos de processos judiciais, são objetivamente a razão de meu afastamento definitivo.

Mais que isso: me causaram tanto inconformismo, a ponto de não resistir à proposta de dirigir de forma efetivamente empresarial, agora longe da condição de mecenas, uma nova agremiação, no caso a Ferroviária de Araraquara, à qual me dedico com o entusiasmo de quem faz do futebol a extensão da própria vida.

Resta a esperança de que o São Caetano Futebol Limitada encontre um futuro próximo que restabeleça a ordem de nobreza histórica de grandes conquistas. Que os sempre anunciados novos dirigentes exercitem tal missão com sucesso. Este torcedor ficará muito feliz."

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;