Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 1 de Março

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Preta Gil desabafa sobre ter sido pioneira em assumir empoderamento feminino

Reprodução/Instragram Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


03/11/2020 | 14:10


Muito antes de várias famosas começaram a questionar padrões de beleza e assumir seus corpos do jeito que são naturalmente, Preta Gil já travava essa batalha, muitas vezes sozinha. Desde que começou a aparecer na mídia, em meados dos anos 90, a cantora sempre foi conhecida por ser autêntica e defender a autoestima e o amor próprio.

Capa da revista Vogue Brasil de novembro, Preta abriu o coração sobre ter sido a pioneira em lutar pelo empoderamento feminino e desafiar os padrões de beleza, principalmente sobre seu corpo:

- Rompi muitas barreiras, quebrei paradigmas, abri espaços. Não foi fácil, mas olho para trás e tenho certeza de que valeu!

Além de questões relacionadas à aparência, Preta também lutou por mais espaço para mulheres na música, promovendo a união de artistas femininas nos palcos e parcerias que fez durante sua carreira.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Preta Gil desabafa sobre ter sido pioneira em assumir empoderamento feminino


03/11/2020 | 14:10


Muito antes de várias famosas começaram a questionar padrões de beleza e assumir seus corpos do jeito que são naturalmente, Preta Gil já travava essa batalha, muitas vezes sozinha. Desde que começou a aparecer na mídia, em meados dos anos 90, a cantora sempre foi conhecida por ser autêntica e defender a autoestima e o amor próprio.

Capa da revista Vogue Brasil de novembro, Preta abriu o coração sobre ter sido a pioneira em lutar pelo empoderamento feminino e desafiar os padrões de beleza, principalmente sobre seu corpo:

- Rompi muitas barreiras, quebrei paradigmas, abri espaços. Não foi fácil, mas olho para trás e tenho certeza de que valeu!

Além de questões relacionadas à aparência, Preta também lutou por mais espaço para mulheres na música, promovendo a união de artistas femininas nos palcos e parcerias que fez durante sua carreira.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;