Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 26 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Trump diz que se declarará vencedor 'quando houver vitória, se houver vitória'

Divulgação/Casa Branca Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


03/11/2020 | 12:16


O presidente Donald Trump afirmou nesta terça-feira, 3, que vai se declarar vencedor da eleição americana "apenas quando houver vitória, se houver vitória". "Não há necessidade de brincar", disse, acrescentando que tem chances muito sólidas na disputa. Há preocupação de que Trump declare vitória antes que as contagens de votos sejam definitivas. O republicano também enalteceu a presença de grandes multidões em seus comícios e disse que elas são sua "pesquisa final".

A eleição deste ano nos EUA já registrou recorde de votação antecipada, com quase 100 milhões de votos, mas muitos americanos também comparecem presencialmente em Estados que abriram locais de votação.

O democrata Joe Biden começou o dia com uma visita à igreja e ao túmulo de seu falecido filho, Beau, em Wilmington, Delaware. Ele teve a companhia da esposa, Jill, e das netas Finnegan e Natalie. Após uma breve visita à igreja que frequentam normalmente aos domingos, os quatro caminharam até o túmulo de Beau Biden no cemitério do local.

Beau morreu de câncer no cérebro em 2015. A falecida esposa de Biden, Neilia, e a filha pequena, Naomi, morreram em um acidente de carro em 1972, pouco depois de Biden ser eleito senador pela primeira vez.

Campanhas

As campanhas de Trump e Biden reforçam presença nas redes sociais na manhã desta terça-feira para incentivar eleitores a comparecerem aos centros de votação presencial. Ao contrário do Brasil, o voto não é obrigatório nos EUA e os candidatos precisam convencer seus simpatizantes a irem às urnas. "Vote, vote, vote!", diz mensagem no Twitter de Trump. Na conta de Biden, uma mensagem se destaca: "É dia de eleição. Vamos votar, América!". (Com agências internacionais).



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Trump diz que se declarará vencedor 'quando houver vitória, se houver vitória'


03/11/2020 | 12:16


O presidente Donald Trump afirmou nesta terça-feira, 3, que vai se declarar vencedor da eleição americana "apenas quando houver vitória, se houver vitória". "Não há necessidade de brincar", disse, acrescentando que tem chances muito sólidas na disputa. Há preocupação de que Trump declare vitória antes que as contagens de votos sejam definitivas. O republicano também enalteceu a presença de grandes multidões em seus comícios e disse que elas são sua "pesquisa final".

A eleição deste ano nos EUA já registrou recorde de votação antecipada, com quase 100 milhões de votos, mas muitos americanos também comparecem presencialmente em Estados que abriram locais de votação.

O democrata Joe Biden começou o dia com uma visita à igreja e ao túmulo de seu falecido filho, Beau, em Wilmington, Delaware. Ele teve a companhia da esposa, Jill, e das netas Finnegan e Natalie. Após uma breve visita à igreja que frequentam normalmente aos domingos, os quatro caminharam até o túmulo de Beau Biden no cemitério do local.

Beau morreu de câncer no cérebro em 2015. A falecida esposa de Biden, Neilia, e a filha pequena, Naomi, morreram em um acidente de carro em 1972, pouco depois de Biden ser eleito senador pela primeira vez.

Campanhas

As campanhas de Trump e Biden reforçam presença nas redes sociais na manhã desta terça-feira para incentivar eleitores a comparecerem aos centros de votação presencial. Ao contrário do Brasil, o voto não é obrigatório nos EUA e os candidatos precisam convencer seus simpatizantes a irem às urnas. "Vote, vote, vote!", diz mensagem no Twitter de Trump. Na conta de Biden, uma mensagem se destaca: "É dia de eleição. Vamos votar, América!". (Com agências internacionais).

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;