Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 5 de Março

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Apesar da violência e do sangue, série 'Dorohedoro' é feita para divertir

 Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


03/11/2020 | 10:33


Não faz muito tempo que o anime Dorohedoro estreou na plataforma da Netflix, e a história pode divertir até quem não conhece sua origem. A produção original é inspirada no mangá de Q Hayashida, publicado no Japão entre 2000 e 2018, e que conta a história de Caiman, um homem que sofre de amnésia. Com a ajuda da amiga Nikaido, grande cozinheira e lutadora, eles tentam descobrir quem amaldiçoou Caiman com uma cabeça de lagarto.

Ao longo de 13 episódios, o protagonista enfrenta uma saga quase existencial: descobrir porque foi enfeitiçado e ganhou uma cabeça de lagarto no lugar da original. Com pistas a respeito do feiticeiro, Caiman e Nikaido se aventuram em lutas bastantes violentas e com muito sangue - prepare-se -, mas que no fim convencem pela diversão.

Com belas ilustrações, Dorohedoro recria o Buraco, a cidade dos moradores comuns, destruída e cheia de pessoas, como uma Japão distópica. De outro lado, o colorido do mundo dos feiticeiros, com exagero e luxo habituais. Repleto de cenas de ação e grandes personagens, a série se coloca entre as melhores animações do catálogo.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Apesar da violência e do sangue, série 'Dorohedoro' é feita para divertir


03/11/2020 | 10:33


Não faz muito tempo que o anime Dorohedoro estreou na plataforma da Netflix, e a história pode divertir até quem não conhece sua origem. A produção original é inspirada no mangá de Q Hayashida, publicado no Japão entre 2000 e 2018, e que conta a história de Caiman, um homem que sofre de amnésia. Com a ajuda da amiga Nikaido, grande cozinheira e lutadora, eles tentam descobrir quem amaldiçoou Caiman com uma cabeça de lagarto.

Ao longo de 13 episódios, o protagonista enfrenta uma saga quase existencial: descobrir porque foi enfeitiçado e ganhou uma cabeça de lagarto no lugar da original. Com pistas a respeito do feiticeiro, Caiman e Nikaido se aventuram em lutas bastantes violentas e com muito sangue - prepare-se -, mas que no fim convencem pela diversão.

Com belas ilustrações, Dorohedoro recria o Buraco, a cidade dos moradores comuns, destruída e cheia de pessoas, como uma Japão distópica. De outro lado, o colorido do mundo dos feiticeiros, com exagero e luxo habituais. Repleto de cenas de ação e grandes personagens, a série se coloca entre as melhores animações do catálogo.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;