Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 17 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Opportunity lançará fundo para tecnologia


Do Diário do Grande ABC

13/03/2000 | 15:28


O CVC/Opportunity, fundo de private equity do banco Opportunity, está prestes a lançar um fundo com capitalizaçao de cerca de US$ 730 milhoes para as áreas de Internet, telecomunicaçoes e tecnologia. Com esses recursos, o CVC/Opportunity pretende investir em novas empresas de Internet, as start ups, e, possivelmente, participar em consórcio na licitaçao da Banda C da telefonia celular, prevista para junho.

A diretora de Relaçoes com Investidores do CVC/Opportunity, Maria Amália Coutrim, disse que a expectativa é levantar R$ 400 milhoes no mercado brasileiro e US$ 500 milhoes com investidores fora do país. Esse será o segundo fundo de private equity do CVC/Opportunity. O primeiro foi destinado a comprar participaçoes em algumas empresas tradicionais, incluindo a Tele Centro Sul (TCS) e o Metrô do Rio. "Vamos colocar esse fundo na rua o mais rápido possível porque a Internet nao pode esperar", declarou Coutrim. O CVC/Opportunity encaminhou a minuta do novo fundo à Comissao de Valores Mobiliários (CVM) e já iniciou o roadshow.

As empresas de Internet que estao prontas para a primeira rodada de investimentos terao a preferência do CVC/Opportunity. "É menor o risco de investir no estágio dois das empresas, quando elas já detêm a tecnologia, além da idéia" disse Coutrim.

A estratégia do CVC/Opportunity é assumir o controle das empresas em que investe, colocando administraçao própria. "Para ter a certeza de que o plano de negócios que avaliamos será perseguido", justificou a diretora.

Uma equipe de seis executivos avaliou nos últimos três meses mais de 300 projetos de Internet. Treze estao para ser anunciados, além dos sete em que o CVC/Opportunity está presente com recursos próprios: o provedor de acesso gratuito iG, a ferramenta de busca Radix, a agência de publicidade on-line Click, os sites de business-to-business Mercado Eletrônico, de marketing Unear, de administraçao Decidir.com e de finanças pessoas Dr.Invest.

Para Coutrim, a Internet nao é um negócio diferente dos tradicionais do ponto de vista administrativo. "Temos que avaliá-los com os mesmos instrumentos", disse. Com isso em mente, a diretora do CVC/Opportunity admite que um negócio na nova economia demore pelo menos três anos para se tornar viável. "Mas eles têm que provar que um dia vao ganhar dinheiro", declarou.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Opportunity lançará fundo para tecnologia

Do Diário do Grande ABC

13/03/2000 | 15:28


O CVC/Opportunity, fundo de private equity do banco Opportunity, está prestes a lançar um fundo com capitalizaçao de cerca de US$ 730 milhoes para as áreas de Internet, telecomunicaçoes e tecnologia. Com esses recursos, o CVC/Opportunity pretende investir em novas empresas de Internet, as start ups, e, possivelmente, participar em consórcio na licitaçao da Banda C da telefonia celular, prevista para junho.

A diretora de Relaçoes com Investidores do CVC/Opportunity, Maria Amália Coutrim, disse que a expectativa é levantar R$ 400 milhoes no mercado brasileiro e US$ 500 milhoes com investidores fora do país. Esse será o segundo fundo de private equity do CVC/Opportunity. O primeiro foi destinado a comprar participaçoes em algumas empresas tradicionais, incluindo a Tele Centro Sul (TCS) e o Metrô do Rio. "Vamos colocar esse fundo na rua o mais rápido possível porque a Internet nao pode esperar", declarou Coutrim. O CVC/Opportunity encaminhou a minuta do novo fundo à Comissao de Valores Mobiliários (CVM) e já iniciou o roadshow.

As empresas de Internet que estao prontas para a primeira rodada de investimentos terao a preferência do CVC/Opportunity. "É menor o risco de investir no estágio dois das empresas, quando elas já detêm a tecnologia, além da idéia" disse Coutrim.

A estratégia do CVC/Opportunity é assumir o controle das empresas em que investe, colocando administraçao própria. "Para ter a certeza de que o plano de negócios que avaliamos será perseguido", justificou a diretora.

Uma equipe de seis executivos avaliou nos últimos três meses mais de 300 projetos de Internet. Treze estao para ser anunciados, além dos sete em que o CVC/Opportunity está presente com recursos próprios: o provedor de acesso gratuito iG, a ferramenta de busca Radix, a agência de publicidade on-line Click, os sites de business-to-business Mercado Eletrônico, de marketing Unear, de administraçao Decidir.com e de finanças pessoas Dr.Invest.

Para Coutrim, a Internet nao é um negócio diferente dos tradicionais do ponto de vista administrativo. "Temos que avaliá-los com os mesmos instrumentos", disse. Com isso em mente, a diretora do CVC/Opportunity admite que um negócio na nova economia demore pelo menos três anos para se tornar viável. "Mas eles têm que provar que um dia vao ganhar dinheiro", declarou.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;