Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 26 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Um dia após denunciar ameaça, cabo Eleitoral é assassinada na Baixada Fluminense



30/10/2020 | 17:54


Um dia após registrar uma denúncia de corrupção na área de saúde pública em Magé (Baixada Fluminense) e afirmar, em um vídeo, que havia recebido ameaças de morte, uma cabo eleitoral foi assassinada a tiros na porta de casa, em Magé, na manhã desta sexta-feira, 30. Renata Castro, de 40 anos, fazia campanha para Renato Cozzolino, deputado estadual e candidato a prefeito do município da Baixada Fluminense pelo PP.

Segundo a Polícia Civil, ela estava na porta de casa, na rua Florêncio Vidal, no bairro Fragoso, quando atiradores passaram de carro e dispararam pelo menos 15 tiros. Ela morreu na hora. Os atiradores fugiram e até a tarde desta sexta-feira não haviam sido identificados. O caso está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense, mas a Polícia Federal e a Justiça Eleitoral também acompanham o caso, para avaliar se houve conotação política.

No vídeo, gravado na quinta-feira, 29, em frente ao prédio da Polícia Federal em Magé, Renata afirmou que "não adianta me ameaçarem de morte. Hoje (ontem), teve dois cidadãos que foram no prédio me ameaçar, me coagir. O que eu fiz ontem eu vou fazer amanhã, vou fazer depois de amanhã. Mais uma denúncia aqui na Polícia Federal".



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Um dia após denunciar ameaça, cabo Eleitoral é assassinada na Baixada Fluminense


30/10/2020 | 17:54


Um dia após registrar uma denúncia de corrupção na área de saúde pública em Magé (Baixada Fluminense) e afirmar, em um vídeo, que havia recebido ameaças de morte, uma cabo eleitoral foi assassinada a tiros na porta de casa, em Magé, na manhã desta sexta-feira, 30. Renata Castro, de 40 anos, fazia campanha para Renato Cozzolino, deputado estadual e candidato a prefeito do município da Baixada Fluminense pelo PP.

Segundo a Polícia Civil, ela estava na porta de casa, na rua Florêncio Vidal, no bairro Fragoso, quando atiradores passaram de carro e dispararam pelo menos 15 tiros. Ela morreu na hora. Os atiradores fugiram e até a tarde desta sexta-feira não haviam sido identificados. O caso está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense, mas a Polícia Federal e a Justiça Eleitoral também acompanham o caso, para avaliar se houve conotação política.

No vídeo, gravado na quinta-feira, 29, em frente ao prédio da Polícia Federal em Magé, Renata afirmou que "não adianta me ameaçarem de morte. Hoje (ontem), teve dois cidadãos que foram no prédio me ameaçar, me coagir. O que eu fiz ontem eu vou fazer amanhã, vou fazer depois de amanhã. Mais uma denúncia aqui na Polícia Federal".

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;