Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 23 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Febraban diz que sempre se posicionou por manutenção do teto de gastos



29/10/2020 | 21:03


Em resposta à acusação do ministro da Economia Paulo Guedes, a Federação Brasileira dos Bancos (Febraban) disse, em nota, que "sempre se posicionou pela necessidade de sustentabilidade fiscal como pressuposto da retomada econômica e pela defesa clara em favor da manutenção do teto de gastos".

A posição ocorre após Guedes acusar a Febraban de "financiar até programa de estudo de ministro gastador, para enfraquecer ministro que quer acabar com privilégios". A irritação do ministro começou após as críticas da Federação com a possibilidade de criação de um novo imposto sobre os pagamentos, que vem sendo chamada de nova-CPMF.

"A Febraban é uma casa de lobby muito honrada, o lobby é muito justo. Mas tem que estar escrito na testa, 'lobby bancário', que é para todo mundo entender do que se trata", disse Guedes hoje.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Febraban diz que sempre se posicionou por manutenção do teto de gastos


29/10/2020 | 21:03


Em resposta à acusação do ministro da Economia Paulo Guedes, a Federação Brasileira dos Bancos (Febraban) disse, em nota, que "sempre se posicionou pela necessidade de sustentabilidade fiscal como pressuposto da retomada econômica e pela defesa clara em favor da manutenção do teto de gastos".

A posição ocorre após Guedes acusar a Febraban de "financiar até programa de estudo de ministro gastador, para enfraquecer ministro que quer acabar com privilégios". A irritação do ministro começou após as críticas da Federação com a possibilidade de criação de um novo imposto sobre os pagamentos, que vem sendo chamada de nova-CPMF.

"A Febraban é uma casa de lobby muito honrada, o lobby é muito justo. Mas tem que estar escrito na testa, 'lobby bancário', que é para todo mundo entender do que se trata", disse Guedes hoje.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;