Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 25 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Vasco oscila, mas marca no fim e vence na Copa Sul-Americana



28/10/2020 | 23:46


O Vasco não fez uma grande partida, mas acabou derrotando o Caracas por 1 a 0, com um jogador a menos, na noite desta quarta-feira, no estádio São Januário, pela partida de ida da segunda fase da Copa Sul-Americana. O único gol do duelo foi marcado por Tiago Reis.

Com o resultado, o Vasco jogará por um empate no duelo de volta, marcado para a próxima quarta-feira, às 21h30, na Venezuela, para avançar na competição. O time carioca também classifica se perder por um gol de diferença, desde que balance as redes.

Fraco tecnicamente, o primeiro tempo foi de poucas emoções. Sem Cano e Benítez, o Vasco sentiu extrema dificuldade na criação das jogadas e na conclusão. O time carioca criou uma única vez. Léo Gil cruzou na cabeça de Ribamar. Livre dentro da área, o atacante cabeceou por cima do gol.

Do outro lado, o Caracas jogou conforme o regulamento. Voltado totalmente na defesa, o time venezuelano marcou com praticamente todos os jogadores atrás da linha do meio de campo, dificultando ainda mais para a equipe do Vasco e abdicando de atacar, tanto que não colocou Fernando Miguel para trabalhar.

O segundo tempo foi mais emocionante. O Vasco voltou mais atento e conseguiu encontrar espaços para ameaçar. Aos 13 minutos, Casiani fez dura falta em Henrique dentro da área, pênalti. Carlinhos foi para a cobrança, mas parou na defesa do goleiro Velásquez. Antes, Andrey já havia desperdiçado boa chance.

A situação do Vasco piorou aos 37 minutos, quando Ygor Catatau fez dura falta e acabou sendo expulso. No entanto, curiosamente, o time melhorou com dez jogadores e contou com o talento de Tiago Reis para enfim abrir o marcador. Andrey deu belo passe para Paredes, que cruzou na medida para o atacante empurrar.

O segundo por pouco não veio na sequência. Aos 46 minutos, Tiago Reis passou como quis pelo marcador e acionou Talles Magno, que mandou perto do gol. O time venezuelano ainda tentou responder no fim, mas acabou esbarrando na marcação do Vasco.

FICHA TÉCNICA:

VASCO 1 x 0 CARACAS

VASCO - Fernando Miguel; Cayo Tenório, Miranda, Leandro Castan e Henrique; Andrey, Léo Gil (Marcos Júnior) e Carlinhos (Ygor Catatau); Vinícius (Guilherme Parede), Ribamar (Thiago Reis) e Talles Magno. Técnico: Ricardo Sá Pinto.

CARACAS - Velásquez; Casiani, Villanueva, Osio e Notaroberto; Castillo, Junior Moreno (Andreutti) e Luis González (Guarirapa); Robert Hernández (Bonsu Osei), Celis (Edgar Silva) e Blanco (Febres). Técnico: Noel Sanvicente.

GOL - Tiago Reis, aos 42 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Cayo Tenório (Vasco); Guarirapa e Febres (Caracas).

CARTÃO VERMELHO - Ygor Catatau (Vasco).

ÁRBITRO - Michael Espinoza (PER).

RENDA E PÚBLICO - Jogo sem torcida.

LOCAL - Estádio São Januário, no Rio de Janeiro (RJ).



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Vasco oscila, mas marca no fim e vence na Copa Sul-Americana


28/10/2020 | 23:46


O Vasco não fez uma grande partida, mas acabou derrotando o Caracas por 1 a 0, com um jogador a menos, na noite desta quarta-feira, no estádio São Januário, pela partida de ida da segunda fase da Copa Sul-Americana. O único gol do duelo foi marcado por Tiago Reis.

Com o resultado, o Vasco jogará por um empate no duelo de volta, marcado para a próxima quarta-feira, às 21h30, na Venezuela, para avançar na competição. O time carioca também classifica se perder por um gol de diferença, desde que balance as redes.

Fraco tecnicamente, o primeiro tempo foi de poucas emoções. Sem Cano e Benítez, o Vasco sentiu extrema dificuldade na criação das jogadas e na conclusão. O time carioca criou uma única vez. Léo Gil cruzou na cabeça de Ribamar. Livre dentro da área, o atacante cabeceou por cima do gol.

Do outro lado, o Caracas jogou conforme o regulamento. Voltado totalmente na defesa, o time venezuelano marcou com praticamente todos os jogadores atrás da linha do meio de campo, dificultando ainda mais para a equipe do Vasco e abdicando de atacar, tanto que não colocou Fernando Miguel para trabalhar.

O segundo tempo foi mais emocionante. O Vasco voltou mais atento e conseguiu encontrar espaços para ameaçar. Aos 13 minutos, Casiani fez dura falta em Henrique dentro da área, pênalti. Carlinhos foi para a cobrança, mas parou na defesa do goleiro Velásquez. Antes, Andrey já havia desperdiçado boa chance.

A situação do Vasco piorou aos 37 minutos, quando Ygor Catatau fez dura falta e acabou sendo expulso. No entanto, curiosamente, o time melhorou com dez jogadores e contou com o talento de Tiago Reis para enfim abrir o marcador. Andrey deu belo passe para Paredes, que cruzou na medida para o atacante empurrar.

O segundo por pouco não veio na sequência. Aos 46 minutos, Tiago Reis passou como quis pelo marcador e acionou Talles Magno, que mandou perto do gol. O time venezuelano ainda tentou responder no fim, mas acabou esbarrando na marcação do Vasco.

FICHA TÉCNICA:

VASCO 1 x 0 CARACAS

VASCO - Fernando Miguel; Cayo Tenório, Miranda, Leandro Castan e Henrique; Andrey, Léo Gil (Marcos Júnior) e Carlinhos (Ygor Catatau); Vinícius (Guilherme Parede), Ribamar (Thiago Reis) e Talles Magno. Técnico: Ricardo Sá Pinto.

CARACAS - Velásquez; Casiani, Villanueva, Osio e Notaroberto; Castillo, Junior Moreno (Andreutti) e Luis González (Guarirapa); Robert Hernández (Bonsu Osei), Celis (Edgar Silva) e Blanco (Febres). Técnico: Noel Sanvicente.

GOL - Tiago Reis, aos 42 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Cayo Tenório (Vasco); Guarirapa e Febres (Caracas).

CARTÃO VERMELHO - Ygor Catatau (Vasco).

ÁRBITRO - Michael Espinoza (PER).

RENDA E PÚBLICO - Jogo sem torcida.

LOCAL - Estádio São Januário, no Rio de Janeiro (RJ).

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;