Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 2 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Um dia após incêndio, 40 bombeiros ainda fazem rescaldo do Hospital de Bonsucesso



28/10/2020 | 10:04


Um dia após o incêndio que causou a morte de três pessoas no Hospital Federal de Bonsucesso, na zona norte do Rio, bombeiros continuam realizando trabalho de rescaldo. Na manhã desta quarta-feira, 28, uma coluna de fumaça ainda podia ser vista saindo do local do incêndio. De acordo com o Corpo de Bombeiros, 40 militares atuam nesta manhã no hospital. Na terça-feira, mais de 120 bombeiros de 13 quartéis atuaram no combate às chamas e no socorro às vítimas.

O prédio que pegou fogo abrigava a enfermaria e o CTI e no momento das chamas era ocupado por 162 pacientes, que precisaram ser transferidos. Oito deles faziam tratamento contra a covid-19 - pelo menos duas das vítimas pertenciam a este grupo e morreram durante a remoção. A Polícia Federal (PF) abriu inquérito para apurar as causas do incêndio no hospital.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Um dia após incêndio, 40 bombeiros ainda fazem rescaldo do Hospital de Bonsucesso


28/10/2020 | 10:04


Um dia após o incêndio que causou a morte de três pessoas no Hospital Federal de Bonsucesso, na zona norte do Rio, bombeiros continuam realizando trabalho de rescaldo. Na manhã desta quarta-feira, 28, uma coluna de fumaça ainda podia ser vista saindo do local do incêndio. De acordo com o Corpo de Bombeiros, 40 militares atuam nesta manhã no hospital. Na terça-feira, mais de 120 bombeiros de 13 quartéis atuaram no combate às chamas e no socorro às vítimas.

O prédio que pegou fogo abrigava a enfermaria e o CTI e no momento das chamas era ocupado por 162 pacientes, que precisaram ser transferidos. Oito deles faziam tratamento contra a covid-19 - pelo menos duas das vítimas pertenciam a este grupo e morreram durante a remoção. A Polícia Federal (PF) abriu inquérito para apurar as causas do incêndio no hospital.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;