Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 25 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Terceiro debate eleitoral em São Paulo é marcado por críticas a Bruno Covas



28/10/2020 | 07:40


O terceiro debate entre os candidatos à Prefeitura de São Paulo, ocorrido na noite desta terça-feira, 27, e organizado, em caráter virtual, pelo jornal Diário de S.Paulo, foi marcado por críticas ao prefeito e candidato à reeleição Bruno Covas (PSDB), que não compareceu ao evento. Disputando um lugar no segundo turno, os candidatos Celso Russomanno (Republicanos) e Guilherme Boulos (PSOL) também não participaram.

Márcio França (PSB) criticou a gestão de Covas, citando, especialmente, episódio de 2019 em que o prefeito estava no exterior enquanto a cidade enfrentava enchentes. Ele também lamentou a ausência dos três principais colocados nas pesquisas de intenção de voto. "É uma das poucas vezes que a gente concorda em gênero, número e grau", disse Joice Hasselmann (PSL), em resposta a França. A candidata falou em "bomba relógio" armada e pronta para explodir na área de saúde da capital, atribuindo o problema à atual gestão.

Críticas ao prefeito também foram feitas por outros participantes do debate, como os candidatos Jilmar Tatto (PT), Andrea Matarazzo (PSD), Orlando Silva (PCdoB), Arthur do Val (Patriota) e Marina Helou (Rede). Foi a primeira vez que o candidato pelo PRTB, Levy Fidelix, também participou de um debate em 2020.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Terceiro debate eleitoral em São Paulo é marcado por críticas a Bruno Covas


28/10/2020 | 07:40


O terceiro debate entre os candidatos à Prefeitura de São Paulo, ocorrido na noite desta terça-feira, 27, e organizado, em caráter virtual, pelo jornal Diário de S.Paulo, foi marcado por críticas ao prefeito e candidato à reeleição Bruno Covas (PSDB), que não compareceu ao evento. Disputando um lugar no segundo turno, os candidatos Celso Russomanno (Republicanos) e Guilherme Boulos (PSOL) também não participaram.

Márcio França (PSB) criticou a gestão de Covas, citando, especialmente, episódio de 2019 em que o prefeito estava no exterior enquanto a cidade enfrentava enchentes. Ele também lamentou a ausência dos três principais colocados nas pesquisas de intenção de voto. "É uma das poucas vezes que a gente concorda em gênero, número e grau", disse Joice Hasselmann (PSL), em resposta a França. A candidata falou em "bomba relógio" armada e pronta para explodir na área de saúde da capital, atribuindo o problema à atual gestão.

Críticas ao prefeito também foram feitas por outros participantes do debate, como os candidatos Jilmar Tatto (PT), Andrea Matarazzo (PSD), Orlando Silva (PCdoB), Arthur do Val (Patriota) e Marina Helou (Rede). Foi a primeira vez que o candidato pelo PRTB, Levy Fidelix, também participou de um debate em 2020.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;