Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 24 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Nomeação de Amy Coney Barrett avança; Senado dos EUA deve votar amanhã



25/10/2020 | 22:10


Senadores republicanos votaram neste domingo para avançar a nomeação de Amy Coney Barrett para a Suprema Corte à confirmação final pouco mais de uma semana antes da eleição presidencial, apesar de objeções de democratas. A votação foi de 51 a 48.

A confirmação de Barrett nesta segunda-feira, 26, já era esperada, com uma maioria dos republicanos unidos em apoio à escolhida pelo presidente Donald Trump. Mas democratas tentavam manter o Senado em sessão durante a noite para tentar atrasar o processo, argumentando que o vencedor da eleição de 3 de novembro deve escolher o indicado para preencher a vaga deixada por Ruth Bader Ginsburg.

Republicanos estão animados pela possibilidade de colocar uma terceira juíza escolhida por Trump na Corte, conseguindo uma maioria conservadora pelos próximos anos. A chegada de Barrett abre a possibilidade de uma nova era de decisões sobre aborto, casamento homossexual, e o Affordable Care Act (projeto de saúde aprovado durante o governo de Barack Obama).

O vice-presidente Mike Pence tipicamente presidiria a sessão de votos, mas após um assessor próximo dele testar positivo para a covid-19, não está claro se ele cumprirá esse papel na votação.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Nomeação de Amy Coney Barrett avança; Senado dos EUA deve votar amanhã


25/10/2020 | 22:10


Senadores republicanos votaram neste domingo para avançar a nomeação de Amy Coney Barrett para a Suprema Corte à confirmação final pouco mais de uma semana antes da eleição presidencial, apesar de objeções de democratas. A votação foi de 51 a 48.

A confirmação de Barrett nesta segunda-feira, 26, já era esperada, com uma maioria dos republicanos unidos em apoio à escolhida pelo presidente Donald Trump. Mas democratas tentavam manter o Senado em sessão durante a noite para tentar atrasar o processo, argumentando que o vencedor da eleição de 3 de novembro deve escolher o indicado para preencher a vaga deixada por Ruth Bader Ginsburg.

Republicanos estão animados pela possibilidade de colocar uma terceira juíza escolhida por Trump na Corte, conseguindo uma maioria conservadora pelos próximos anos. A chegada de Barrett abre a possibilidade de uma nova era de decisões sobre aborto, casamento homossexual, e o Affordable Care Act (projeto de saúde aprovado durante o governo de Barack Obama).

O vice-presidente Mike Pence tipicamente presidiria a sessão de votos, mas após um assessor próximo dele testar positivo para a covid-19, não está claro se ele cumprirá esse papel na votação.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;